Comércio | Lojas Shop

Continente - Enchidos com bolor


Resolvida
8515017

No dia 25 de Fevereiro fiz as minhas compras semanais no Continente do Gaia Jardim. Deparei-me, na zona da "Feira de Queijos e Enchidos", com duas embalagens de enchidos, cujo produto tinha bastantes marcas de bolor.
Deixo em anexo um ficheiro pdf contendo três fotografias das embalagens, ambas de "chouriço mouro do Fundão". Chamo à atenção para a data de validade, de 30 de Junho de 2017. E volto a chamar à atenção de que nem sequer é uma data de validade, mas sim uma data de consumo preferencial.



Avaliação final do consumidor

2017-03-12
Sim
Resolvido?
6
Recomenda? (entre 0 e 10)

Respostas

em 2017-03-01 09:10 Caro(a) Cliente,

A situação que nos relata está, a partir deste momento, a ser acompanhada pela equipa responsável.
Informamos que sempre que necessitar de entrar em contacto connosco, poderá fazê-lo diretamente através de ajuda@continente.pt

Com os nossos cumprimentos,
Apoio ao Cliente Continente
em 2017-03-27 16:12 Caro(a) Cliente,

No seguimento da situação partilhada, informamos que o processo N. Refª 949282 / N. #8515017 se encontra assim encerrado.

Com os nossos cumprimentos,
Apoio ao Cliente Continente

Comentários


João Oliveira

Agradeço a todos os vossos comentários, positivos e negativos. Compreendo quem achou que a minha reclamação não faz sentido, por ser habitual os enchidos ganharem bolor com o tempo. Contudo, isto é um assunto que depende do ponto de vista de cada um. Depende dos critérios que cada cliente tem, e o que eu disse e outras pessoas aqui disseram não tem necessariamente de estar certo ou errado. Deste modo, expresso a MINHA OPINIÃO mais claramanete, referindo-me diretamente a alguns comentários:
- Os super e hipermercados de cadeias de elevadas dimensões vendem-se como um símbolo de qualidade superior, e que de diversos modos afirma essa qualidade. E claro, a qualidade dos seus produtos é das principais formas.
- Sim, eu sei que é normal os enchidos ganharem bolor, tal como os queijos (sendo que alguns são vendidos propositadamente assim, como o roquefort. Contudo, pelo que acima disse, uma cadeia como o Continente não devem ter em exposição produtos com bolor, quando não é suposto. Os produtos devem estar em absoluta qualidade, sem o cliente ter um procedimento adicional para que seja próprio para consumo.
- O mercado tradicional é uma coisa, o Continente é outra, e penso que é desnecessário elaborar porquê.
- Após comprar o produto, como o cliente o conserva em casa é da sua conta e responsabilidade, pelo que se se deteriorar é da sua responsabilidade. O que interessa é o estado do produto aquando da compra e o prazo de validade.
- Telmo Patrícia Viegas Vale, o seu comentário não faz sentido e é desnecessário. Não vivemos numa época, neste país, em que seja necessário ingerir alimentos estragados. Como é óbvio, em tempos desesperantes, qualquer um come o que tiver. Estamos aqui a falar de uma empresa que se preza pela qualidade.
- Paulo Alves, se eu fizer os enchidos em casa é da minha responsabilidade. Comprando a outro, todos queremos qualidade pelo que pagamos.
- Fernando Paulio, o bolor pode ser um sinal de qualidade, sim. O que não quer dizer que ingerir esse bolor seja necessaraimente saudável, ou que seja admissível apresentar um produto com ele. E claro, em certa quantidade pode não fazer mal à saúde, mas eu posso simplesmente não gostar de ter bolor nos meus alimentos, se não é suposto. E isso é qualidade.
- Catarina Vicente, uma reclamação tem o dever de chamar a atenção às empresas no sentido de melhorarem continuamente os seus critérios e garantias de qualidade, e não tem necessariamente de ter um caráter punitivo. Infelizmente, a forma que falou, apesar de cordial, é ineficaz em grandes mercados.
- José Oliveira, há muitos conservantes e nem todos são maus, dependendo do seu teor serem prejudiciais à saúde ou não. Não podemos ser fundamentalistas em relação à ciência, apesar de devermos estar sempre atentos.




Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.