Empresas e Serviços

EDP Comercial - Cobrança indevida " nunca tive interesse no serviço"


Obteve resposta
15917418

No inicio de outubro de 2018, arrendei um apartamento localizado na Rua Manuel Luiz da Costa, 18 Drt. Como a unidade estava sem energia solicitei a ligação à empresa EDP. No dia 06 de outubro foi feito a ligação e a partir desta data passei a receber ligações da EDP, referente a necessidade de fazer vistoria no imóvel. Dada a reiteradas ligações e a informação de que já estava previsto no contrato e não existiria cobrança, eu agendei.
No dia indicado 11/10 o funcionário apresentou-se no apartamento para a vistoria. O mesmo me perguntou se eu conhecia o serviço. Eu respondi que não. Ele informou que se tratava de um serviço pago, e que o valor seria debitado na fatura. Respondi a ele que a atendente tinha dito que era gratuito , e ele retrucou informando que a vistoria sim. Eu respondi ao mesmo que tudo bem que poderia fazer a vistoria, mas que não tinha interesse no serviço. O mesmo fez a vistoria e solicitou que eu assinasse o relatório de vista.
Após alguns dias recebi uma ligação da empresa com o objetivo de fazer avaliação do serviço e sobre o “funciona”. Responde que as questões referentes à visita, mas informei que não tinha interesse pelo serviço. A mesma fez as anotações e encerrou a ligação.
Com a dona do imóvel não fez as melhorias indicadas, resolvi encerrar o contrato e solicitei a EDP que efetuou a vistoria de encerramento do contrato, que foi realizada no dia 10/11.
Recebi a fatura de encerramento e efetuei o pagamento e não notei que estava incluso ali o valor do serviço funciona. Após alguns dias verifique a fatura e notei o lançamento equivocado, mas como já tinha efetuado o pagamento e o contrato encerrado, arquivei a fatura.
No mês seguinte recebi uma nova fatura referente ao serviço “funciona” entrei em contato com a EDP e solicitei esclarecimento sobre o a fatura, a qual não foi passada pelo atendente, protocolo 803.934.6825, foi orientação para fazer mais uma vez a ligação e solicitar o cancelamento do serviço. Voltei a ligar conforme indicado, e a atendente disse que não poderia cancelar, mas que anotaria minha reclamação nª 80419740099 e que eu receberia a resposta da empresa.
Alguns dias depois recebi a correspondência com a negativa ao meu pedido e vi que se tratava de um caso tipo de venda casada “disfarçada” meticulosamente arranjada para que o consumidor não perceba. Vide que os numero do contrato indicado era o mesmo do contrato de eletricidade. O cliente solicita uma ligação elétrica, a empresa inclui um serviço adicional “funciona” e um seguro. Depois liga para os clientes oferecendo uma vistoria gratuita vinculada a um contrato que você aderiu e não sabia.
O fato é que não reconheço este contrato com valido, uma vez que viola pelo menos dois princípios basilares da teoria dos contratos quais sejam: princípio do consensualismo e os princípio da boa-fé e da probidade.
Nunca tive interesse neste serviço uma vez que:
• A casa arrendada era mobiliada e a proprietária era responsável pela manutenção, ou seja, não poderia contratar um serviço que já estava previsto no contrato do imóvel.
• Não poderia assinar um contrato de um ano para uma residência em que não ficaria igual período, feria o principio da racionalidade.
• Quando da vistoria da EDP informei ao técnico e não ficaria no imóvel dados os problemas apresentados e depois constatado na vistoria.
Ressalto que o apartamento esta vazio e com energia cortada


 

Respostas

em 2018-01-12 11:40 Caro cliente, estamos a analisar a situação apresentada por si que desde já lamentamos.
Entraremos em contacto consigo assim que possível.

Com os nossos cumprimentos,
Equipa de apoio ao cliente

Comentários



Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.