A sua opinião faz a diferença

Na sequência do aumento do nº de reclamações ao serviço público, o Portal da Queixa em parceria com a Netquest, está a realizar um estudo nacional do nível de satisfação dos cidadãos portugueses.

Informações
Esta notícia foi lida 937 vezes
Partilhe

A Maior Rede Social de Consumidores realizou uma análise ao número de reclamações dirigidas ao serviço público. Tal como indicado no artigo, o qual partilhou com os consumidores, verificou que as reclamações duplicaram, em 2016 face ao ano anterior. Foi nomeadamente possível apresentar quais as entidades com maior número de reclamações, as que têm melhor taxa de resposta e solução e, ainda, os principais motivos de insatisfação.

Na sequência deste aumento, e tendo em conta a importância deste tema, o Portal da Queixa em parceria com a Netquest, irá apresentar um estudo acerca dos níveis de qualidade, relativos aos serviços prestados pelas entidades públicas em Portugal, na sequência do inquérito que está a ser colocado à disposição de todos os utilizadores da plataforma.

Este estudo anual, visa monitorizar e avaliar o grau de satisfação dos cidadãos, através da sua percepção e experiência, aproximando-os do conceito de cidadania participativa, no qual o cidadão é convidado a partilhar a sua opinião. Por sua vez, os serviços públicos envolvidos têm a oportunidade de ouvir os cidadãos, quanto ao funcionamento dos sistemas implementados, tornando-os parte envolvida na importância de uma melhoria contínua dos procedimentos adotados.

Neste estudo será considerado que o serviço público em Portugal está organizado por sectores do Estado, apresentando níveis de avaliação da satisfação dos cidadãos de forma individual por entidade, contudo também será possível obter uma avaliação macro para identificar a satisfação global dos portugueses, relativamente à perceção da sua satisfação dos serviços prestados pelas entidades públicas.

Assim, necessitamos que dê a sua opinião ao preencher o nosso inquérito e ainda poderá habilitar-se ao sorteio de um iPhone 6.


Comentários