Neste Natal, não se esqueça de pesquisar antes de comprar

Numa economia tão digital, a melhor arma do consumidor para não ser enganado nas suas compras de natal, é pesquisar antes de comprar.

Informações
Esta notícia foi lida 385 vezes
Partilhe

O aumento na procura das melhores ofertas para as compras de natal online, deve-se a uma maior confiança dos portugueses no ecommerce e à crescente taxa de penetração dos dispositivos móveis. Para além do factor conveniência para os fãs das novas tecnologias.

Contudo, a possibilidade de ver os dados pessoais como o número do cartão de crédito ou da conta bancária serem usados de forma fraudulenta, bem como não receber o tão desejado presente, são alguns dos principais riscos associados às compras através da internet.

 

Saiba como prevenir essas situações:

 

1. Avalie se o site está devidamente identificado

Antes de efetuar uma compra online, procure informar-se adequadamente sobre a entidade à qual pretende adquirir o produto. Se o site não disponibilizar uma morada ou um número de telefone fixo para onde possa ligar, bem como informações sobre a sua política de privacidade e de segurança, desconfie da sua idoneidade. Se estiver apenas disponível um apartado ou um email, não considere esse site, já que arrisca-se a ser alvo de uma fraude.

 

2. Pesquise informação sobre a loja online

O Portal da Queixa é o local ideal para este propósito dado que uma forma de comprovar a idoneidade de um site onde nunca fez compras é através da partilha de experiências. Pesquise pelo nome da empresa e poderá encontrar depoimentos de pessoas que possam ter razões de queixa face ao serviço prestado, bem como alguns pormenores sobre a forma como se processam as compras através da plataforma em causa.

 

3. Verifique a segurança do site

Antes de avançar com uma compra certifique-se de que a plataforma que vai utilizar oferece garantias de segurança. As páginas consideradas seguras têm o símbolo de um cadeado, e o URL tem a indicação https:// em vez de http://. Trata-se de um certificado de segurança que garante que os dados enviados pelo seu computador até ao servidor da entidade são encriptados (codificados), o que dificulta utilizações fraudulentas da informação trocada. Contudo, tenha presente que não há nenhuma forma de garantir segurança absoluta.

 

4. Atenção aos encargos adicionais

Verifique se há despesas adicionais, como taxas ou custos de envio, assim como os prazos de entrega ou de execução dos serviços adquiridos, de forma a evitar surpresas desagradáveis na hora de efetuar o pagamento. Por exemplo, numa compra efetuada dentro da União Europeia não paga direitos alfandegários, mas o mesmo já não deverá acontecer quando se tratarem de aquisições realizadas noutros países como os EUA ou o Canadá.

 

5. Esteja alerta na hora de pagar

Depois de selecionar os produtos que pretende adquirir, segue-se o pagamento. Certifique-se que o site lhe pede apenas as informações necessárias para concluir a compra. O cartão de crédito é um dos métodos de pagamento habituais, mas se puder evite utilizar o seu cartão. Uma forma alternativa de realizar esse pagamento é através da criação de um cartão virtual, como o MBNet. Nesta modalidade, os dados do seu cartão não terão que ser fornecidos ao vendedor, sendo este válido também para aquela compra em específico. Esteja também atento ao extrato do seu banco para conferir se os valores debitados correspondem aos das compras efetuadas.

 

6. Compare preços antes de comprar

À semelhança das lojas físicas, o preço de um determinado bem pode diferir consoante a plataforma que está a utilizar. Os sites comparadores de preços são uma ferramenta que se pode tornar valiosa nessa comparação.

 

7. Compre com antecedência

Nesta época do ano existe uma maior procura de compras online. Por isso, para evitar que as suas prendas de Natal cheguem já depois da quadra festiva, faça as compras com antecedência. Até porque se houver algum problema com os artigos que comprou sempre tem a possibilidade de os devolver e encontrar outros presentes que lhe agradem mais.

 

 


Comentários