Portal da Queixa reforça sinergias após presença no Web Summit

E depois do Web Summit…

Informações
Esta notícia foi lida 220 vezes
Partilhe

O Portal da Queixa partiu para o Web Summit com a principal missão de captar o interesse dos investidores para viabilizar a internacionalização do projeto. Chegou da maior cimeira tecnológica do mundo com expectativas superadas, sinergias para serem reforçadas e com a vontade de regressar ao evento em 2018.

 

Os objetivos traçados foram totalmente cumpridos, pois obtivemos um número de investidores interessados superiores ao expectável. Reforçámos largamente a necessidade de implementar o Portal da Queixa no mercado europeu, tendo em conta a avaliação dos experts estrangeiros, através das mentor hours e round tables em que participámos. Tivemos a oportunidade de efetuar inúmeras reuniões informais, onde se partilharam ideias para a cooperação conjunta de projetos e que, algumas, já começaram a ser cimentadas”, revela Pedro Lourenço, CEO & Founder do Portal da Queixa.

 

Referindo que as expectativas eram mais realistas este ano, Pedro Lourenço diz ter identificado um “maior pragmatismo e uma maior preparação” entre expositores, investidores e visitantes relativamente àquilo que procuravam obter do evento: “É claro que, um dos nossos principais objetivos foi conectar com investidores, com vista a viabilizar a internacionalização, mas mais do que isso fomos à procura de feedback e da capacidade de avaliar o potencial de um projeto como o nosso, num ponto de vista de um cidadão estrangeiro.”

 

Pedro Lourenço destaca a ‘admiração’ das pessoas face à apresentação da matriz e conceito inovador do Portal da Queixa. "«Como é que eu ainda não tenho isto no meu país?», foi uma reação recorrente que obtivemos dos presentes, após perceberem o conceito que o Portal da Queixa oferece aos consumidores.”

 

Sendo o evento Web Summit um espaço privilegiado na área da tecnologia e sendo o Portal da Queixa um projeto totalmente online, o fundador da plataforma sublinha: 

“A melhoria contínua da tecnologia é um dos nossos principais pilares, daí estarmos sempre a evoluir e a criar novas funcionalidades, potenciando uma experiência de navegação cada vez mais eficaz. Por isso, no evento pudemos conhecer de perto as mais avançadas tecnologias desenvolvidas para as plataformas online e criar sinergias de cooperação com outros projetos de gestão e automação de Big Data.”

 

Perante a dimensão e dinâmica vertiginosa do evento Web Summit, Pedro Lourenço reconhece que a concentração possa dispersar com tanta informação transmitida em simultâneo, considerando, por isso, ser fundamental que cada startup trace a melhor estratégia. “Para o Porta da Queixa, aquilo que considerei mais positivo foi realmente o networking, que demonstrou ser o melhor retorno do investimento efetuado”, concluiu.

Tida pelas startups como um palco de eleição para o networking - procura de apoios ou financiamentos - Paddy Cosgrave, a mente empreendedora por detrás da maior cimeira tecnológica do mundo, lembrou que a taxa de sucesso das startups presentes na feira Web Summit “é superior à média global”.

 

 


Comentários