Serviços de Saúde

ADSE - Não irá reembolsar qualquer ato prestado em regime livre


Aguarda resposta
15073217

Uma vez que tinham protocolo com a ADSE, realizei dois tratamentos dentários a 20/10/2016 e a 25/01/2017 como se pode verificar nas faturas em anexo emitidas pela clinica para efeitos de reembolso ADSE.
Após mais de um ano à espera de resolução / reembolso por parte da ADSE, fui informada que no âmbito de um processo de auditoria realizado às despesas apresentadas para reembolso em sede de Regime Livre, detetou a existência de situações que podem indiciar a prática de eventuais procedimentos irregulares na faturação de atos médicos de medicina dentária, pelas entidades Medical Art Center. Na sequência dessa avaliação, a ADSE procedeu ao envio para a Procuradoria Geral da República (PGR) do respetivo processo para averiguação e integral apuramento dos factos.

Dirigi-me à Clinica e falando pessoalmente com o Dr.º João Espírito Santo que informou que já tinha enviado todas a documentação. Passado mais tempo, para meu espanto, está este comunicado na pagina da ADSE:

Inibição de Prestadores em Regime Livre

No âmbito de processos de auditoria realizados às despesas em cuidados de saúde, apresentadas para reembolso em sede de regime livre, relativas às entidades Medical Art Center com o NIPC-507215729 e a MPTS – Clínica Médica Lda. com o NIPC-509779565, ambas com sede social na Rua Doutor Jacinto Nunes, 34 no Porto e Óptica + Óptica e Serviços Ópticos, Lda. com o NIPC-503248347 e sede social em Chaves, detetou-se a existência de situações que podem indiciar a existência de eventuais procedimentos irregulares.

À luz dos factos descritos, vimos informar os nossos beneficiários que a ADSE não irá reembolsar qualquer ato prestado em regime livre pelas referidas entidades, ao abrigo do disposto no n.º 5 do artigo 45.º do Decreto-Lei n.º 118/83, de 25 de fevereiro, com a redação em vigor.

Sinto-me enganada pois remeti as faturas para ADSE e não vou ser reembolsada quando tinham acordo com ADSE, por motivos de existência de eventuais procedimentos irregulares na faturação dos cuidados de saúde realizados.

 


Esta reclamação tem um anexo privado

Comentários


JORGE CAPÃO

Supostamente há clínicas que fazem vigarices e depois os clientes honestos é que pagam por isso. A ADSE só tinha de comparticipar e meter essas clínicas em Tribunal. A lógica que parece prevalecer é a seguinte: se a clínica supostamente me vigarizou, então eu vigarizo-te a ti. Continua a haver, neste pobre País, entidades às quais tudo é permitido. Lamentavelmente é sempre o cidadão que fica a arder, apesar de não ter culpa nenhuma.




Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.