Banca e Seguros

Cofidis - Cobrança indevida de mensalidade acrescida de juros

(editada a 11 de junho 2018)

Resolvida
19495118

Caros senhores, Com que direito é que vossas Exas. debitaram hoje na minha conta bancária a quantia de €31.65 (referente à 1.ª prestação do crédito + juros por atraso no pagamento) tendo eu já efetuado o pagamento, atempadamente, no dia de cobrança estabelecido contratualmente (dia 1 de Junho), conforme o comprovativo em anexo? V. Exas voltaram a cobrar-me, ilegalmente, a mensalidade que eu já tinha pago acrescida de juros! Esta situação é inadmissível! Trata-se de abuso e de violação dos Direitos do Consumidor. Exijo o reembolso imediato do valor indevidamente cobrado acima referido. Atentamente, Nuno Silva


Avaliação final do consumidor

2018-06-14

Sem comentários.

Não
Resolvido?
3
Recomenda? (entre 0 e 10)

Respostas

NUNO SILVA em 2018-06-14 10:39 Exma. Dra. Carla Conceição,


Optei por efetuar o pagamento do valor da mensalidade (19.17€), por Multibanco no dia 01 de junho, quando já tinha sido dada a ordem de débito, porque verifiquei que o mesmo, por qualquer motivo, não era processado (no comprovativo que lhe enviei, em anexo, pode observar que já passava das 22h00 quando efetuei o pagamento). Como cliente honesto e responsável que sou fi-lo precisamente para não entrar em incumprimento.

Devo referir, também, que o débito se encontrava ativo e que a minha conta bancária estava devidamente provisionada, pelo que não existiam quaisquer impedimentos para que o pagamento não fosse efetuado automaticamente. É da responsabilidade de V.Exas que, em conjunto com a minha instituição bancária, tudo se processe eficazmente. Essa responsabilidade não me pode ser imputada de modo algum.

A sua sugestão de pedido de estorno ao banco não é viável por não ser justa, uma vez que implica custos adicionais para mim.

Por conseguinte, solicito a V.Exa. que dê indicações à Cofidis Sucursal Portuguesa no sentido de proceder ao reembolso imediato do valor de 31.65€ para a minha conta bancária. Esta é, sem dúvida, a solução mais célere e justa para esta lamentável situação.

Penso que a uma Grande Empresa como a COFIDIS não terá quaisquer problemas de liquidez que impeçam o reembolso do valor que me cobrou, indevidamente.

Obrigado.

Fico a aguardar.

Cordialmente,
Nuno Silva
Esta resposta tem um anexo privado

Comentários


frigo

como ficou?




Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.