Ranking na categoria
  • A Açoreana é uma marca da Seguradoras Unidas, uma companhia de seguros com 1.500.000 clientes em Portugal e que faz parte do Grupo Generali. A Açoreana é líder de mercado nos Açores.

  • 211 520 310
  • Av. da Liberdade, 242
    1250-149 Lisboa
  • reclamacoes@generali.pt
Partilhar esta página

Açoreana Seguros - Factura de serviço que não tenho!

Sem resolução
09609
3561
joão borges apresentou a reclamação

Em Junho de 2007, aquando da escritura da hipoteca da minha habitação fiz um seguro com    V. Exas., que incluía para além de um Seguro de Vida – o qual tem vindo a ser debitado com regularidade na minha conta até a data, um Seguro Multi-Riscos Habitação. Relativamente a este seguro nunca recebi nenhuma apólice, e tendo dado ordem para que o pagamento do mesmo se efectuasse através de débito em conta, verifiquei que a minha ordem nunca tinha sido executada. Tal levou-me a concluir que o seguro tinha ficado sem efeito.
Surpreendeu-me porém, ter agora recebido dois avisos de vencimento relativos aos pagamentos deste seguro.
Este procedimento parece-me incorrecto e inaceitável pois se o mesmo pretende colmatar o lapso da v/ parte, o mesmo não me pode ser imputado, pois todos os procedimentos da minha parte foram devidamente cumpridos. Assim, solicito que considerem o contrato a partir desta data e não a data anterior, uma vez que até ao presente dia felizmente não houve registo de qualquer sinistro.
Devo lembrar que a situação teria sido demasiado gravosa se tivesse sido necessário de usar o seguro para cobrir qualquer risco, que entretanto tivesse ocorrido.

Apenas acrescento que até a data nunca recebi resposta desta mesma companhia ao aviso de recepção solicitado!
Após ter passado +/- 4 meses mandei cópia de tudo o que havia feito ao Instituto de Seguros de Portugal do qual venho vindo a receber várias respostas sobre o assunto, mas como sempre sem solução por parte do I.S.P.

08 nov 2012
Açoreana Seguros adicionou uma resposta

Exmos. Senhores,

Na sequência da vossa solicitação, referente à Apólice em epígrafe, cumpre-nos informar que o contrato tem origem no BANIF – Banco Internacional do Funchal, -SA, que o associou à garantia prestada pelo Tomador através de hipoteca sobre imóvel, tendo atestado junto do Proponente a garantia do seguro desde a data da realização da escritura.

Neste âmbito, aquela instituição bancária coligiu os elementos necessários à subscrição do contrato, processo apenas concluído em Janeiro de 2009, data em que a Companhia de Seguros Açoreana procedeu à emissão dos recibos referentes ao contrato, desde o seu início. Como o reclamante atesta, a subscrição do seguro reporta a 01.06.2007, data da realização da escritura do imóvel e da hipoteca a favor da Instituição Bancária, momento a partir da qual foram garantidos os riscos subscritos.

Encontrando-se a Companhia de Seguros Açoreana a dar cobertura aos riscos subscritos desde a data da realização da escritura, condição essencial à concessão do crédito pelo BANIF – Banco Internacional do Funchal, SA ao reclamante, esta Companhia de Seguros teria de dar cobertura a qualquer sinistro que tivesse ocorrido desde a data inicio do contrato, cabendo-lhe em contrapartida o recebimento do Prémio.


Apresentando os nossos cumprimentos,

Rogério Neves Núcleo Gestão Reclamações

Av. Barbosa du Bocage, 851050-030 Lisboa

www.acoreanaseguros.pt

08 nov 2012
joão borges adicionou uma resposta

Sr. Rogério bom dia.

Agradeço desde já a sua resposta sobre este assunto, e diga-se de passagem a paciência já está sendo pouca, para continuar alimentar esta situação!
Explique-me só umas coisas das quais não vi aqui claramente referidas na sua resposta, e das quais ninguém assume pois é o facto de ninguém até ao dia de hoje soube chegar a frente e dizer a culpa è do Banif ou da Açoreana daí vejamos: Uma vez que enviei uma carta registada com aviso de recepção, porquê que até à data não tenho um comprovativo dessa mesma carta entregue Açoreana e uma resposta sobre este caso?;
Porquê que tais factos imputados a mim no que refere a ter de acatar dois pagamentos em 2009 referentes a 2007 e 2008 todos de seguida quando o controlo deveria ter sido feito anualmente, visto eu ter débito directo e nunca me terem enviado uma nota de liquidação dos mesmos nos referidos anos?.
Sem mais nada acrescentar,

João Borges

Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)