ANTRAL

Categoria
Táxi e Veículos Ligeiros

Telefone: 21 844 40 50

Morada
Av. Eng Arantes e Oliveira, N 15
1900-221 Lisboa

E-mail
antral@antral.pt

Website
http://www.antral.pt

Recomenda esta marca?

7
19

Partilhar esta página

ANTRAL
ANTRAL respondeu à reclamação de Andreia
há 7 horas
Em tratamento
Nova resposta
ANTRAL

ANTRAL - Ameaça, recusa de taxímetro e fatura

Boa tarde,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é o IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), com sede na Avenida das Forças Armadas, 40, 1649-022 Lisboa, ( imt@imt-ip.pt ).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta.
Posso garantir que a Antral aproveita todas as oportunidades para sensibilizar os associados e respectivos trabalhadores nesse sentido.
Assim, quer nos cursos de formação para obtenção do certificado profissional de motorista de táxi quer nos cursos para a renovação do mesmo certificado, privilegiamos as componentes de formação sócio-cultural, como a comunicação e as relações interpessoais, visando o desenvolvimento pessoal, profissional e social.
Por outro lado, aproveitamos as inúmeras reuniões que efectuamos a nível distrital, concelhio ou outra, para prosseguir esta campanha de sensibilização do sector.
Nestas circunstâncias, lamentando, profundamente, o ocorrido,reitero o conselho para se dirigir ao IMT.
Apresento os melhores cumprimentos,
José Domingos
Director

David Guerreiro

David Guerreiro

Depois admiram-se das pessoas preferirem a Uber...

Carlos Silva

Carlos Silva

Esse taxista não é exemplo para os outros, embora muitos, até demais sejam assim. Costumo dizer e faço-o novamente... não… ler mais

ANTRAL
ANTRAL respondeu à reclamação de Carina Linhares
há 7 horas
Em tratamento
Nova resposta
ANTRAL

ANTRAL - Valor viagem

Boa tarde,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é o IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), com sede na Avenida das Forças Armadas, 40, 1649-022 Lisboa, ( imt@imt-ip.pt ).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta.
Posso garantir que a Antral aproveita todas as oportunidades para sensibilizar os associados e respectivos trabalhadores nesse sentido.
Assim, quer nos cursos de formação para obtenção do certificado profissional de motorista de táxi quer nos cursos para a renovação do mesmo certificado, privilegiamos as componentes de formação sócio-cultural, como a comunicação e as relações interpessoais, visando o desenvolvimento pessoal, profissional e social.
Por outro lado, aproveitamos as inúmeras reuniões que efectuamos a nível distrital, concelhio ou outra, para prosseguir esta campanha de sensibilização do sector.
Nestas circunstâncias, lamentando, profundamente, o ocorrido,reitero o conselho para se dirigir ao IMT.
Apresento os melhores cumprimentos,
José Domingos
Director

ANTRAL
ANTRAL respondeu à reclamação de Rita Cabrita
há 7 horas
Em tratamento
Nova resposta
ANTRAL

ANTRAL - Condutor com comportamento de risco e burlão

Boa tarde,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é o IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), com sede na Avenida das Forças Armadas, 40, 1649-022 Lisboa, ( imt@imt-ip.pt ).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta.
Posso garantir que a Antral aproveita todas as oportunidades para sensibilizar os associados e respectivos trabalhadores nesse sentido.
Assim, quer nos cursos de formação para obtenção do certificado profissional de motorista de táxi quer nos cursos para a renovação do mesmo certificado, privilegiamos as componentes de formação sócio-cultural, como a comunicação e as relações interpessoais, visando o desenvolvimento pessoal, profissional e social.
Por outro lado, aproveitamos as inúmeras reuniões que efectuamos a nível distrital, concelhio ou outra, para prosseguir esta campanha de sensibilização do sector.
Nestas circunstâncias, lamentando, profundamente, o ocorrido,reitero o conselho para se dirigir ao IMT.
Apresento os melhores cumprimentos,
José Domingos
Director

ANTRAL
ANTRAL respondeu à reclamação de Mariana Lemos
há 7 horas
Em tratamento
Nova resposta
ANTRAL

ANTRAL - Conduta incorrecta de taxista

Boa tarde,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é o IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), com sede na Avenida das Forças Armadas, 40, 1649-022 Lisboa, ( imt@imt-ip.pt ).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta.
Posso garantir que a Antral aproveita todas as oportunidades para sensibilizar os associados e respectivos trabalhadores nesse sentido.
Assim, quer nos cursos de formação para obtenção do certificado profissional de motorista de táxi quer nos cursos para a renovação do mesmo certificado, privilegiamos as componentes de formação sócio-cultural, como a comunicação e as relações interpessoais, visando o desenvolvimento pessoal, profissional e social.
Por outro lado, aproveitamos as inúmeras reuniões que efectuamos a nível distrital, concelhio ou outra, para prosseguir esta campanha de sensibilização do sector.
Nestas circunstâncias, lamentando, profundamente, o ocorrido,reitero o conselho para se dirigir ao IMT.
Apresento os melhores cumprimentos,
José Domingos
Director

Carlos Silva
Carlos Silva comentou uma reclamação à marca ANTRAL
há 14 horas
Em tratamento
Novo comentário
ANTRAL

ANTRAL - Ameaça, recusa de taxímetro e fatura

No dia 19 de Junho cerca das 23h20 recorri a serviço de táxi para ir do aeroporto de Lisboa… ler reclamação

Carlos Silva

Carlos Silva

Esse taxista não é exemplo para os outros, embora muitos, até demais sejam assim. Costumo dizer e faço-o novamente... não… ler mais

David Guerreiro

David Guerreiro

Depois admiram-se das pessoas preferirem a Uber...

David Guerreiro
David Guerreiro comentou uma reclamação à marca ANTRAL
há 1 dia
Em tratamento
Novo comentário
ANTRAL

ANTRAL - Ameaça, recusa de taxímetro e fatura

No dia 19 de Junho cerca das 23h20 recorri a serviço de táxi para ir do aeroporto de Lisboa… ler reclamação

David Guerreiro

David Guerreiro

Depois admiram-se das pessoas preferirem a Uber...

Carlos Silva

Carlos Silva

Esse taxista não é exemplo para os outros, embora muitos, até demais sejam assim. Costumo dizer e faço-o novamente... não… ler mais

ANTRAL
ANTRAL recebeu uma reclamação de Andreia
há 4 dias
Em tratamento
Nova reclamação
ANTRAL

ANTRAL - Ameaça, recusa de taxímetro e fatura

No dia 19 de Junho cerca das 23h20 recorri a serviço de táxi para ir do aeroporto de Lisboa para a estação rodoviária Sete Rios.… ler reclamação

David Guerreiro

David Guerreiro

Depois admiram-se das pessoas preferirem a Uber...

Carlos Silva

Carlos Silva

Esse taxista não é exemplo para os outros, embora muitos, até demais sejam assim. Costumo dizer e faço-o novamente... não… ler mais

Tânia Lopes
Tânia Lopes comentou uma reclamação à marca ANTRAL
há 1 semana
Em tratamento
Novo comentário
ANTRAL

ANTRAL - Condutor com comportamento de risco e burlão

Esta manhã dirigi-me a praça de táxis das laranjeiras e apanhei um táxi com o número 2649 para um pequeno… ler reclamação

Tânia Lopes

Tânia Lopes

se jogava com as duas mãos,conduzia com o quê? O joelho?

Gelo Negro

Gelo Negro

Quer dizer que o carro fez o trajecto sozinho?

Gelo Negro
Gelo Negro comentou uma reclamação à marca ANTRAL
há 1 semana
Em tratamento
Novo comentário
ANTRAL

ANTRAL - Condutor com comportamento de risco e burlão

Esta manhã dirigi-me a praça de táxis das laranjeiras e apanhei um táxi com o número 2649 para um pequeno… ler reclamação

Gelo Negro

Gelo Negro

Quer dizer que o carro fez o trajecto sozinho?

Tânia Lopes

Tânia Lopes

se jogava com as duas mãos,conduzia com o quê? O joelho?

ANTRAL
ANTRAL respondeu à reclamação de Renata Martins
há 2 semanas
Em tratamento
Nova resposta
ANTRAL

ANTRAL - Funcionária rude e incapaz

Boa tarde,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é o IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), com sede na Avenida das Forças Armadas, 40, 1649-022 Lisboa, ( imt@imt-ip.pt ).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta. As associações patronais não têm qualquer poder sanciontário sobre os motoristas, limitando-se, assim, a nossa intervenção a uma actuação pedagógica.
A Antral sempre tem pugnado por um serviço de qualidade que assente numa boa formação aos motoristas e também aos empresários, mas sabemos que sem uma fiscalização eficaz e a punição das infracções cometidas, se cria um clima de impunidade que dificulta a prossecução daquele objectivo.
E nesse sentido temos vindo a pressionar não só o IMT como também a PSP e a GNR, com vista a ser intensificada a fiscalização, de modo a contribuir para prevenir a repetição de situaçãoes que dão azo às reclamações e acabar com o clima de impunidade que permite, cada vez mais, comportamentos lesivos dos interesses dos passageiros.
Por outro lado, entendemos que não podemos, nem devemos, generalizar o comportamento de um agente para toda a classe, para todo um grupo.
É raro o dia em que não somos confrontados com comportamentos menos próprios de médicos que lesam em milhões de euros o SNS, de agentes da GNR e da PSP, de advogados, de banqueiros, contabilistas, etc.,etc., e estes factos não nos permitem generalizar estes comportamentos a toda a classe.
Em mais de 16.000 motoristas de táxi, a esmagadora maioria exerce a sua actividade profissional sem dar azo ao mínimo reparo.
Recordamos que, na área metropolitana de Lisboa, estão licenciados cerca de 4.500 táxis que transportam diariamente mais de 150.000 passageiros, ou seja à volta de quatro milhões e meio /mês e 54 milhões/ano.
Por último, permito-me salientar que, segundo os últimos dados do Portal da Queixa, as reclamações dos serviços prestados pelas plataformas ultrapassam em muito as reclamações apresentadas por serviços de táxi.
Apresento os melhores cumprimentos.
José Domingos
Director

ANTRAL
ANTRAL respondeu à reclamação de Tomás Anunciação
há 2 semanas
Em tratamento
Nova resposta
ANTRAL

ANTRAL - Recusar dar o troco no local de chegada

Boa tarde,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é o IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), com sede na Avenida das Forças Armadas, 40, 1649-022 Lisboa, ( imt@imt-ip.pt ).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta. As associações patronais não têm qualquer poder sanciontário sobre os motoristas, limitando-se, assim, a nossa intervenção a uma actuação pedagógica.
A Antral sempre tem pugnado por um serviço de qualidade que assente numa boa formação aos motoristas e também aos empresários, mas sabemos que sem uma fiscalização eficaz e a punição das infracções cometidas, se cria um clima de impunidade que dificulta a prossecução daquele objectivo.
E nesse sentido temos vindo a pressionar não só o IMT como também a PSP e a GNR, com vista a ser intensificada a fiscalização, de modo a contribuir para prevenir a repetição de situaçãoes que dão azo às reclamações e acabar com o clima de impunidade que permite, cada vez mais, comportamentos lesivos dos interesses dos passageiros.
Por outro lado, entendemos que não podemos, nem devemos, generalizar o comportamento de um agente para toda a classe, para todo um grupo.
É raro o dia em que não somos confrontados com comportamentos menos próprios de médicos que lesam em milhões de euros o SNS, de agentes da GNR e da PSP, de advogados, de banqueiros, contabilistas, etc.,etc., e estes factos não nos permitem generalizar estes comportamentos a toda a classe.
Em mais de 16.000 motoristas de táxi, a esmagadora maioria exerce a sua actividade profissional sem dar azo ao mínimo reparo.
Recordamos que, na área metropolitana de Lisboa, estão licenciados cerca de 4.500 táxis que transportam diariamente mais de 150.000 passageiros, ou seja à volta de quatro milhões e meio /mês e 54 milhões/ano.
Por último, permito-me salientar que, segundo os últimos dados do Portal da Queixa, as reclamações dos serviços prestados pelas plataformas ultrapassam em muito as reclamações apresentadas por serviços de táxi.
Apresento os melhores cumprimentos.
José Domingos
Director

ANTRAL
ANTRAL respondeu à reclamação de Maria Maia
há 2 semanas
Em tratamento
Nova resposta
ANTRAL

ANTRAL - Serviço de taxi

Boa tarde,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é o IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), com sede na Avenida das Forças Armadas, 40, 1649-022 Lisboa, ( imt@imt-ip.pt ).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta.
Posso garantir que a Antral aproveita todas as oportunidades para sensibilizar os associados e respectivos trabalhadores nesse sentido.
Assim, quer nos cursos de formação para obtenção do certificado profissional de motorista de táxi quer nos cursos para a renovação do mesmo certificado, privilegiamos as componentes de formação sócio-cultural, como a comunicação e as relações interpessoais, visando o desenvolvimento pessoal, profissional e social.
Por outro lado, aproveitamos as inúmeras reuniões que efectuamos a nível distrital, concelhio ou outra, para prosseguir esta campanha de sensibilização do sector.
Nestas circunstâncias, lamentando, profundamente, o ocorrido,reitero o conselho para se dirigir ao IMT.
Apresento os melhores cumprimentos,
José Domingos
Director

Carregar mais