Ranking na categoria
  • 21 844 40 50
  • Av. Eng Arantes e Oliveira, N 15
    1900-221 Lisboa
  • antral@antral.pt
Partilhar esta página

ANTRAL - Ameaça de fogo aos carros da UBER

Sem resolução
3900716
5993
Equipa apresentou a reclamação

No dia 22 de abril de 2016 experienciei uma viagem de terror num serviço de taxi.
Durante toda a viagem tive que ouvir as queixas do taxista: de como a UBER é proibida em Portugal mas continua a operar em Portugal; que os taxistas sabem que os carros da UBER estão em vias secundárias para não serem agredidos pelos taxistas; dos impostos e licenças que pagam; de serem os taxistas do norte os únicos que não têm medo de agredir os motoristas e clientes da UBER (até relatou um caso que considerava muito bem feito: de um cliente da UBER que ao ver o motorista a ser agredido, foi também agredido); de como alguns polícias estão do lado dos motoristas da UBER e nada fazem,...

O mais chocante foi o taxista insinuar que os seus colegas poderiam na sexta-feira, dia 29, no dia da greve atear fogo, a garrafas com gasolina, aos carros da UBER. Quando questionei o motivo para tal, o taxista apenas referiu que tinham que utilizar o que podiam para se defenderem.

No final da viagem o taxista até chegou a entregar uma folha com publicidade relativa à greve do próximo dia 29...
Parece que estamos num país de terceiro mundo sem leis, em que tudo é permitido, até não permitir que os clientes tenham uma viagem descansada sem uma tentativa de lavagem ao cérebro.
Penso que se acontecer o que o taxista referiu, seria algo extremamente grave.

27 ago 2020
A reclamação foi considerada "Sem Resolução" por falta de atividade
Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)