ANTRAL

Ranking na categoria

Categoria
Táxi e Veículos Ligeiros

Telefone: 21 844 40 50

Morada
Av. Eng Arantes e Oliveira, N 15
1900-221 Lisboa

E-mail
antral@antral.pt

Website
http://www.antral.pt

Recomenda esta marca?

8
20

Partilhar esta página

ANTRAL - Cobrada em excesso

Em tratamento
10561717
624
0 gostos
Sílvia Martins apresentou a reclamação

Esta tarde apanhei um táxi em frente à São Bento e pedi para ir em direcção a Canidelo/Coimbroies. A meio do caminho comentei que achava que ir pela Pte do Infante seria mais rápido. O motorista disse que não era e continuou o seu caminho pela Arrábida. Ao chegar à Praça da Galiza, uns 100metros depois, mudou a tarifa para a "3". Afirmei ironicamente que não sabia que ali já era Gaia, ao que me respondeu com confiança "sim, sim! Aqui já é Gaia." Uns minutos depois passamos a Ponte e com alguma arrogância trouxe-me até ao destino. Quando vou para pagar, cobrou-me mais 1,60€. Questionado com o porquê, respondeu que era "taxas de fim-de-semana". Pedi imediatamente fartura, ao que me disse que não era preciso pois ia tirar o 1,60€. Insisti no pedido de factura e assim a deu a cobrar não 14,10€, mas sim 12,50€.

19 Jun2017
ANTRAL adicionou uma resposta

Bom dia,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é a AMT (Autoridade Metropolitana de Transportes), com sede no Palácio Coimbra, Rua de Santa Apolónia, 53, 1100-468 LISBOA (reclamacoes@amt-autoridade.pt).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta.
Posso garantir que a Antral aproveita todas as oportunidades para sensibilizar os associados e respectivos trabalhadores nesse sentido.
Assim, quer nos cursos de formação para obtenção do certificado profissional de motorista de táxi quer nos cursos para a renovação do mesmo certificado, privilegiamos as componentes de formação sócio-cultural, como a comunicação e as relações interpessoais, visando o desenvolvimento pessoal, profissional e social.
Por outro lado, aproveitamos as inúmeras reuniões que efectuamos a nível distrital, concelhio ou outra, para prosseguir esta campanha de sensibilização do sector.
Como, nos táxis, não é obrigatória a existência do livro de reclamações, reitero o conselho para se dirigir à AMT.
Apresento os melhores cumprimentos,
José Domingos
Director

ANTRAL está a aguardar resposta do utilizador

Comentários (0)