Ranking na categoria
Partilhar esta página

ANTRAL - Percurso solicitado não respeitado

Sem resolução
20472018
641
0 gostos
Ana Bandeira apresentou a reclamação

Por volta das 19h apanhei um táxi na praça de táxis junto ao centro comercial Vasco da Gama. Fiz questão de informar o motorista acerca do percurso pretendido, ao que este respondeu "é por onde a senhora quiser". Depreendi que me tinha feito entender pela resposta. Até certo ponto tudo correu dentro do normal, tendo o senhor mudado o percurso que lhe havia indicado. Nesse momento informei o senhor que não estava a cumprir com o que lhe pedi e que por aquele percurso iria sem dúvida pagar mais. O senhor insistiu em perguntar-me qual seria então o valor que pagaria pelo outro percurso. Informei o senhor que não sabia, pois exactamente por este tipo de situação há meses não usava um táxi. O senhor, mesmo após lhe ter dito, já bastante exaltada que não queria continuar a discussão sobre o sucedido, apenas ia desejar factura com número de contribuinte que iria utilizar para fazer reclamação, o senhor insistiu em "alimentar" o meu desagrado, chegando a rir-se de mim. Por fim, chegada ao destino, o valor a cobrar era de 7.95€, ao que o senhor me diz querer trocado pois não tem troco. Disse lhe só ter 10 euros, ao que o senhor respondeu que assim me dava 5 euros de troco e me passava a factura só dos 5 euros. Disse lhe que não aceitava e que queria a factura pelo valor correcto, ao que o senhor se recusou tendo sido pago pelos 10 euros e não me tendo passado a factura. Com tudo isto, sinto ter sido enganada, no percurso (que incrementou o valor pois antecipou em muito a entrada em tarifa 3), No troco que não recebi por ter recusado receber uma factura por valor errado e sinto-me literalmente gozada pelo motorista, que a todo o momento me foi fazendo exaltar cada vez mais e se ia rindo com a situação.

20 jul 2018
ANTRAL adicionou uma resposta

Boa tarde,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é o IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), com sede na Avenida das Forças Armadas, 40, 1649-022 Lisboa, ( imt@imt-ip.pt ).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta.
Posso garantir que a Antral aproveita todas as oportunidades para sensibilizar os associados e respectivos trabalhadores nesse sentido.
Assim, quer nos cursos de formação para obtenção do certificado profissional de motorista de táxi quer nos cursos para a renovação do mesmo certificado, privilegiamos as componentes de formação sócio-cultural, como a comunicação e as relações interpessoais, visando o desenvolvimento pessoal, profissional e social.
Por outro lado, aproveitamos as inúmeras reuniões que efectuamos a nível distrital, concelhio ou outra, para prosseguir esta campanha de sensibilização do sector.
Nestas circunstâncias, reitero o conselho para se dirigir ao IMT.
Apresento os melhores cumprimentos,
José Domingos
Director

27 ago 2020
A reclamação foi considerada "Sem Resolução" por falta de atividade
Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)