Ranking na categoria
Partilhar esta página

ANTRAL - Taxímetro quase escamoteado e pouco legível

Sem resolução
20011118
457
0 gostos
Luís Menezes apresentou a reclamação

No dia 17-06-2018, cerca da 1h da madrugada eu e minha mulher apanhámos este táxi 40-QA-91, no aeroporto de Lisboa, com destino a Benfica. Logo no início da viagem procurei no tablier (cheio de um quase excesso de aparelhos e luzinhas a piscar) o taxímetro ou o seu visor e não sendo capaz de o descobrir, inquiri o motorista onde é que se encontrava o visor do mesmo.
- Olhe está aqui mesmo - e apontou para uma faixa ténue de um mostrador dissimulado por entre essas luzinhas todas, em LCD (não LED) muito esbatido pela antiguidade e visto do banco de trás, na posição quase deitada, virada para o teto.
Fiz-lhe a observação de que isso não estava correto uma vez que a presença e a legibilidade do visor de um taxímetro deveriam ser clara e sem perda de tempo. Reparei também que ele já marcava 4,60 euros (leitura difícil mesmo tendo eu visão corrigida por óculos atualizados).
Retorquiu que "este LCD já estava velho e que já o tinham chamado à atenção" e disse-lhe: sendo assim porque o não mandara substituí-lo, que essa situação não abonava muito à clareza e à limpidez da profissão.
Por outro lado, no fim da viagem reparei na discrepância do custo da viagem de regresso pelo mesmo caminho e, ainda mais, dado à facilidade de trânsito dessa hora tardia. A minha mulher fez-me sinal para seguir.
Aquando da minha ida ao aeroporto, pelas 15.00h de 09-06-2018 pelo táxi 58-MM71 da TÁXIS CHANZENSES, LDA. o serviço custara-me 10,00 euros.


10 jul 2018
ANTRAL adicionou uma resposta

Boa tarde,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é o IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), com sede na Avenida das Forças Armadas, 40, 1649-022 Lisboa, ( imt@imt-ip.pt ).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta.
Posso garantir que a Antral aproveita todas as oportunidades para sensibilizar os associados e respectivos trabalhadores nesse sentido.
Assim, quer nos cursos de formação para obtenção do certificado profissional de motorista de táxi quer nos cursos para a renovação do mesmo certificado, privilegiamos as componentes de formação sócio-cultural, como a comunicação e as relações interpessoais, visando o desenvolvimento pessoal, profissional e social.
Por outro lado, aproveitamos as inúmeras reuniões que efectuamos a nível distrital, concelhio ou outra, para prosseguir esta campanha de sensibilização do sector.
Nestas circunstâncias, reitero o conselho para se dirigir ao IMT.
Apresento os melhores cumprimentos,
José Domingos
Director

27 ago 2020
A reclamação foi considerada "Sem Resolução" por falta de atividade
Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)