Ranking na categoria
Partilhar esta página

ANTRAL - Taxista ignora praça de táxis

Sem resolução
7522217
918
0 gostos
Francisco Santos apresentou a reclamação

Na noite da passagem de ano, por volta das 4 da manhã, ao tentar apanhar um táxi na praça de Táxis do Chiado e estando a respeitar a fila que entretanto se criou, deparo-me com um taxista que para fora da praça de táxis, ignorando completamente a fila para apanhar um táxi, apanha clientes fora da praça e, mesmo quando confrontado se tinha sido uma marcação prévia, o taxista confirma que não tinha sido. Ignorou o facto de as pessoas estarem a chamá-lo à atenção para a fila na praça de táxis e arrancou. Péssimo serviço por parte deste taxista, que mancha a imagem dos táxis lisboetas.

19 jan 2017
ANTRAL adicionou uma resposta

Bom dia,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é a AMT (Autoridade Metropolitana de Transportes), com sede no Palácio Coimbra, Rua de Santa Apolónia, 53, 1100-468 LISBOA (reclamacoes@amt-autoridade.pt).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta.
Posso garantir que a Antral aproveita todas as oportunidades para sensibilizar os associados e respectivos trabalhadores nesse sentido.
Assim, quer nos cursos de formação para obtenção do certificado profissional de motorista de táxi quer nos cursos para a renovação do mesmo certificado, privilegiamos as componentes de formação sócio-cultural, como a comunicação e as relações interpessoais, visando o desenvolvimento pessoal, profissional e social.
Por outro lado, aproveitamos as inúmeras reuniões que efectuamos a nível distrital, concelhio ou outra, para prosseguir esta campanha de sensibilização do sector.
Como, nos táxis, não é obrigatória a existência do livro de reclamações, reitero o conselho para se dirigir à AMT.
Apresento os melhores cumprimentos,
José Domingos
Director

27 ago 2020
A reclamação foi considerada "Sem Resolução" por falta de atividade
Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)