Ranking na categoria
Partilhar esta página

ANTRAL - Taxista - má conduta

Sem resolução
21648518
439
0 gostos
Susana Cardoso apresentou a reclamação

No dia 03 de Setembro de 2018, pelas 18h45, fui alvo de uma manobra perigosa por parte de um condutor de táxi com a matrícula 04-BP-21, na Rua Dr. Miguel Assunção Lopes, em Vila Nova de Gaia. Esta rua tem duas faixas de rodagem, com o mesmo sentido, em cada lado. Circulava na faixa da direita a subir, pois ía virar à direita e o taxista circulava na faixa da esquerda. Dei o pisca no cruzamento para a direita e quando ía iniciar a manobra o taxista, que se encontrava ao meu lado na faixa da esquerda, vira também à direita sem sequer sinalizar a manobra. Buzinei para o alertar que iria provocar um acidente e qual não foi o meu espanto quando este senhor abre o vidro e ouço todo o tipo de insultos dirigidos a mim e uma mão com um dedo em riste a fazer gestos obscenos. E assim continuou por uns bons minutos. Depois, como se não bastasse, travou de repente para provocar deliberadamente outro acidente. E eu com uma crinaça de 5 anos no carro.
É esta a conduta de um condutor profissional que para além de não ter razão, ainda é arrogante o suficiente para partir para o insulto? É esta a conduta de um condutor profissional que depois de cometer um erro, como todos nós cometemos, não tem a humildade de pedir desculpa ou seguir a sua viagem sem nada dizer, e ainda tem coragem de tentar provocar um acidente deliberadamente?

05 set 2018
ANTRAL adicionou uma resposta

Boa tarde,

As associações patronais não têm qualquer poder sancionatório sobre os motoristas de táxi.
A entidade sancionatória é o IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), com sede na Avenida das Forças Armadas, 40, 1649-022 Lisboa, ( imt@imt-ip.pt ).
Assim, qualquer reclamação deverá ser feita, junto desta entidade.
Como deve calcular, num universo de mais de 16.000 motoristas de táxi, ocorrem, por vezes, situações passíveis de reclamação, que não podemos deixar de muito lamentar.
Infelizmente, porém, a intervenção das associações limita-se, praticamente, a uma actuação pedagógica que exercemos quer junto dos empregadores quer junto dos motoristas, por forma a prevenir a ocorrência de situações como esta.
Posso garantir que a Antral aproveita todas as oportunidades para sensibilizar os associados e respectivos trabalhadores nesse sentido.
Assim, quer nos cursos de formação para obtenção do certificado profissional de motorista de táxi quer nos cursos para a renovação do mesmo certificado, privilegiamos as componentes de formação sócio-cultural, como a comunicação e as relações interpessoais, visando o desenvolvimento pessoal, profissional e social.
Por outro lado, aproveitamos as inúmeras reuniões que efectuamos a nível distrital, concelhio ou outra, para prosseguir esta campanha de sensibilização do sector.
Nestas circunstâncias, reitero o conselho para se dirigir ao IMT.
Apresento os melhores cumprimentos,
José Domingos
Director

27 ago 2020
A reclamação foi considerada "Sem Resolução" por falta de atividade
Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)