Arcada Imobiliária

Arcada Imobiliária

Arcada Prime - Mediação Imobiliária, Lda
Ranking na categoria
Partilhar esta página
Arcada Imobiliária
Arcada Imobiliária respondeu à reclamação de Anabela Gomes
há 1 ano
Sem resolução
Nova resposta
Arcada Imobiliária

Arcada Imobiliária - Reserva de imóvel

Ex. Ma Senhora,

Uma vez que a Senhora também apresentou queixa junto do IMPIC, IP., pelos mesmos factos e com o mesmo propósito (denegrir a imagem idónea e a credibilidade da marca Arcada junto da opinião pública), aproveitamos a visibilidade que V. Exa pretende dar ao assunto e transcrevemos o teor do despacho com a decisão do IMPIC, IP. no âmbito do processo de averiguações aberto com a V/ queixa:

«Exmos. Senhores,

Na sequência da receção nestes serviços da queixa efectuada pela Sr.ª ANABELA GOMES , contra a empresa “ARCADA PRIME - MEDIACAO IMOBILIARIA, LDA “e da subsequente abertura do respectivo procedimento de averiguações, registado com a referência Q/913/M/2020 e das diligências de investigação efetuadas pela Direção de Inspeção do IMPIC, I.P. no seu âmbito informa-se V. Exa. do seguinte:

- Do teor e elementos coligidos não resultaram indícios da prática de qualquer ilícito contraordenacional, previsto no regime jurídico da atividade de mediação imobiliária – Lei nº15/2013, de 08-02 ou em qualquer outro diploma cujo sancionamento incumbe ao IMPIC, I.P, desta forma, informa-se que o procedimento de averiguações foi encerrado e o processo de reclamação foi arquivado, por despacho do Vogal do Conselho Diretivo de 21.12.2020.

A presente notificação por via eletrónica cumpre o disposto no nº 3, artigo 63º do Decreto-Lei nº 4/2015, de 07 de janeiro ( NCPA - Novo Código do Procedimento Administrativo) porque é remetida para o endereço de correio eletrónico existente no formulário de licenciamento.

Com os melhores cumprimentos»

Arcada Imobiliária
Arcada Imobiliária respondeu à reclamação de Anabela Gomes
há 1 ano
Sem resolução
Nova resposta
Arcada Imobiliária

Arcada Imobiliária - Reserva de imóvel

Ex. Ma Senhora,

A sua insistência é incompreensível, até porque se funda em considerações vagas.
Pior ainda, a sua insistência é injuriosa - «o que eles fazem é crime».
Chamamos a atenção para esse facto, pois é potencialmente gerador de responsabilidade criminal para quem emite declarações com esse teor.
Reiteramos: o assunto, da nossa parte, está resolvido e todas as questões foram cabalmente expostas e explicadas, com transparência e objetividade.

Cumpts.

Arcada Imobiliária
Arcada Imobiliária respondeu à reclamação de Anabela Gomes
há 2 anos
Sem resolução
Nova resposta
Arcada Imobiliária

Arcada Imobiliária - Reserva de imóvel

«A nossa proposta ficou em 2º lugar, como garantia» - tal e qual.
Ficou em 2º lugar, a vossa proposta.
Aguardando o resultado da primeira proposta, que entretanto demorou por motivos que nos são estranhos.
Entretanto devolvemos o valor entregue para aceitação da proposta, a V/ pedido.
A imputação de prejuízos à Arcada é descabida, ofensiva e ilegítima.
O prejuízo alegadamente sofrido é o risco inerente à proposta, e os reclamantes provam nesta resposta que estavam cientes desse risco, dessa eventualidade, pois ninguém lhes deu garantia de nada.
O assunto, da nossa parte, está resolvido.
Continuamos ao dispor para auxiliar na procura de uma outra solução,
Cumpts.

Arcada Imobiliária
Arcada Imobiliária respondeu à reclamação de Anabela Gomes
há 2 anos
Sem resolução
Nova resposta
Arcada Imobiliária

Arcada Imobiliária - Reserva de imóvel

De referir o seguinte: o pedido de simulações de financiamento por parte da Arcada, correspondeu a um pedido dos clientes, para que pudessem confirmar ou não a sua capacidade para a aquisição proposta.
Inseriu-se no procedimento de qualificação bancária, no âmbito da intermediação de crédito.
Não significa que a Arcada tratou do processo bancário. O e-mail é tão só o envio da lista dos documentos necessários, conforme havia sido solicitado pelos clientes e combinado com a consultora. Há um trabalho prévio de qualificação e análise do perfil dos clientes. Não se chegou, naturalmente, a tratar do empréstimo.

Em relação às mobílias, mais do mesmo: foi levantada a questão pelos clientes reclamantes, a consultora colocou-a aos proprietários e, posteriormente, seria um assunto a resolver. Nunca ninguém garantiu o que quer que fosse.

A proposta destes clientes reclamantes era, como bem sabem, condicionada à aprovação do pedido de crédito.
Caso não fosse aprovado, os proprietários teriam que lhes devolver o sinal e o CPCV a celebrar, seria dado sem efeito. Estes seriam os termos do negócio.
Os proprietários não aceitaram esta proposta feita desta maneira, com esta incerteza.

Temos apenas a lamentar o atraso na resposta dada pelos mesmos, facto ao qual a Arcada é alheia.

Carregar mais