Banco Credibom

Banco Credibom S.A

Banco Credibom

Banco Credibom

(96.7%)
Portal da Queixa
Marca do Mês
Fevereiro 2020
Melhor Índice
de Satisfação

Categoria
Instituições Financeiras de Crédito

Sobre

O Banco Credibom é parte integrante do grupo Credit Agricole, um dos maiores e mais influentes grupos bancários mundiais. Baseado numa cultura de apoio e cooperação transversal a todo o grupo e um enorme parceiro da economia Francesa.

O grupo estende-se por 54 países, com mais de 50 milhões de clientes e mais de 140 mil colaboradores em todo o mundo.

Em Portugal, o Banco Credibom tem uma história rica e completa que conta já com 20 anos e com mais de 350 colaboradores.

Desde o primeiro dia e até hoje estamos ao lado de 2 milhões de Portugueses, contamos com mais de 1000 parceiros espalhados pelo continente e ilhas, e contribuímos ativamente, com o nosso negócio para a economia de hoje e do futuro.

O Banco Credibom posiciona-se desde o início na concessão de crédito através de uma rede de Parcerias Comerciais, nos segmentos automóvel, lar tendo mais tarde alargado a sua área de atuação aos Canais Diretos, especializados em soluções financeiras para clientes finais, onde tem vindo a reforçar a sua presença.

Com uma clara aposta num elevado nível de serviço, rapidez de decisão, flexibilidade, simplicidade de processos e gama alargada de produtos, o Banco Credibom tem vindo ao longo dos anos a consolidar a sua posição nestas áreas de negócio, apresentando um crescimento sustentado dos seus ativos e resultados.

Temos a missão de facilitar e ajudar a concretizar os sonhos dos nossos clientes, queremos que se sintam seguros, somos transparentes e honestos.

Por isso, orgulhamo-nos em afirmar que 76% dos nossos clientes nos recomendariam aos seus amigos e familiares, e que temos um grau de satisfação global de 80%.

Em todos os momentos pretendemos ser o orgulho dos nossos clientes e também dos nossos parceiros.


Telefone: 707502732

Morada
Edifício Bessa Leite Offices
Rua Brigadeiro Nunes da Ponte, 114
4150-036 Porto

E-mail
entidadesexternas@credibom.pt

Website
http://www.credibom.pt

Recomenda esta marca?

25
32

Partilhar esta página


Banco Credibom - Prescrição de dívida

Resolvida
36015920
221
0 gostos
Neuza Vilar apresentou a reclamação

Exmos. Senhores,
Eu, Neuza Marina Apolinário Vilar, com o contribuinte n°*********, ao consultar o mapa de responsabilidades do banco de Portugal, surpreendentemente verifiquei uma dívida no valor de 484.89€, correspondente ao ano de 2009.

Como certamente não desconhecem, o
Acórdão referente ao processo nº 1583/14.3TBSTB-A.E1, decretado pelo Tribunal da Relação de Évora, determina que as prestações mensais dos empréstimos prescrevem ao fim de cinco anos tais como dívidas de crédito ao consumo.
Fase ao exposto, a dívida invocada por V. Exas encontra se claramente prescrita, pelo que, desde já, exijo que o seu registo seja eliminado de quaisquer bases de dados e que o meu nome seja retirado da lista de devedores.

Caso esta situação não seja regularizada no prazo máximo de 8 dias, não hesitarei em recorrer aos meios legais à minha disposição.

Esta reclamação tem um anexo privado
24 Jan2020
Banco Credibom adicionou uma resposta

Exmo(a) Senhor(a) Neuza Marina Apolinário Vilar,

Registamos a interpelação que nos dirigiu em 2020-01-24 com o nº 36015920, informando que prontamente iremos analisar a mesma respondendo com a maior brevidade possível.

Com os melhores cumprimentos.

Área de Reclamações - Banco Credibom, S.A.

27 Jan2020
Banco Credibom adicionou uma resposta

Exmos. Senhores,

Em resposta à reclamação apresentada, informamos que já prestamos os devidos esclarecimentos à nossa cliente Neuza Marina Apolinário Vilar por mensagem privada.

Com os melhores cumprimentos,
Área de Reclamações - Banco Credibom, S.A

27 Jan2020
Banco Credibom alterou o estado para Resolvida
Esta reclamação foi considerada como resolvida pela marca, e pode ser reaberta pelo utilizador

Comentários (1)

'.Ver perfil de Luis Silva.'

Luis Silva

Tive uma situação idêntica e tive de pagar
Prescreve o direito de lhe cobrarem judicialmente, mas a dívida permanece para toda a vida,