WiZink

WiZink Bank, S.A. – Sucursal em Portugal

Ranking na categoria

Categoria
Cartões de Crédito

Telefone: 707780808

Morada
Av. da Liberdade nº 131, 1º Piso
1250-140 Lisboa

E-mail
reclamacoes@wizink.pt

Website
http://www.wizink.pt

Recomenda esta marca?

78
159

Partilhar esta página

WiZink - Anulamento de acordo sem aviso prévio

Em tratamento
17440918
834
0 gostos
Alexandre Lamarosa apresentou a reclamação

Boa tarde,
Venho por este meio, solicitar a vossa ajuda numa situação que me está a deixar muito incomodado e inconformado.
Enquanto cliente Barklays Card, neste momento, WiZink, e após alguns problemas financeiros que infelizmente ainda continuam a subsistir, fiz um acordo de pagamentos mensais com o mesmo, afim de me ser estipulado um valor mensal a pagar e que fosse abatendo, aos poucos, a minha dívida e dessa forma, ficar "afastado" de incumprimentos.
Este mês que passou, mais concretamente no dia 26 de Fevereiro de 2018, fiz o meu pagamento habitual de
40€ através do meio, também ele, habitual, e qual o meu espanto, que no dia 07 de Março de 2018, recebo um sms no meu telemovel dizendo: "Relembramos que o acordo sobre a sua dívida presupõe o pagamento de 102.31€. Utilize as referencias... ". No mesmo momento, liguei para a WiZink e tentei esclarecer a situação, no entanto, a colaboradora apenas insistia em relatar os valores a débito no meu extrato, extratos esses os quais não consigo ter acesso. Informei a Sra. de que havia sido feito um acordo com o ainda antigo Barklays card e que não fazia muito sentido, estarem a cobrar-me outros valores além do que já havia pago, conforme acordo. Ao fim de algum tempo a tentar explicar e a entender o que se estava a passar, a senhora informou-me que iria reportar a situação ao departamento competente e que seria à posteriori, contactado pelo departamento de cobranças para ver esclarecida a situação.
Hoje, dia 14 de Março de 2018, recebi o tão desejado telefonema e desta vez, informaram-me que o acordo já havia sido anulado em Dezembro de 2017 e que em Janeiro me tinham enviado uma carta a reportar essa situação, carta essa que nunca a recebi. Após algumas explicações por parte da senhora acerca do valor em dívida, dos valores em débito no extracto e do valor que deveria pagar no imediato, informei-a que a minha situação financeira não sofreu alterações favoráveis nos últimos tempos que me permitisse, fazer pagamentos superiores ao que já pagava mensalmente, inclusivamente juros mais altos, e que não fazia muito sentido terem anulado um acordo que me permitia cumprir com as minhas obrigações sem ficar referenciado no Banco de Portugal, assim como, prejudicar a empresa, WiZink. Referi ainda, que não tendo acesso à minha conta online e aos meus extratos, nunca tomei conhecimento de que as coisas haviam sido alteradas e que tinha passado a ser alvo do processo "normal" de cliente WiZink, isto é, voltar aos sistema de pagamentos de cliente "em situação normal" como referiu a sra. À muito que não tenho o cartão de crédito (nem o quero, apesar da constante publicidade que recebo) pois o mesmo foi cancelado aquando o acordo, e à muito que não consigo aceder à minha conta online, visto que, segundo o que a senhora me explicou, como o acordo foi anulado ficou também vedado o meu acesso à minha conta online e que passaria a receber os extratos em formato digital no meu email, coisa que, até à data ainda não recebi. No final da conversa, sugeriu que ligasse para um número (808708029) para entrar em contacto com os colegas que procedem à avaliação de risco para "talvez" me ser feito um novo acordo mediante a apresentação de nova documentação e que permita fazer um cálculo da minha taxa de esforço. Liguei para esse número, e simplesmente, não está atribuído.
Neste momento, terei de efectuar um pagamento de, aproximadamente, 20 e poucos € até ao dia 27 de Março de 2018 e depois terei de efectuar o pagamento em vigor no extracto incorrendo em juros de mora se não o fizer. Neste momento não sei se deverei continuar a pagar a minha prestação mensal como já fazia à muito tempo ou se espere que as coisas sejam novamente acordadas entre as partes situação essa, que quis resolver mas infelizmente não tenho forma de o fazer por o contacto não estaratribuído .
Para concluir, devo acrescentar que tenho feito um esforço enorme para pagar todas as minhas obrigações mensais e felizmente não tenho tido qualquer problema e/ou informações negativas no Banco de Portugal. No entanto, temo que as coisas possam ficar novamente (como em tempos) mais complicadas e que comece a não ter condições para fazer face às despesas e que daí, resultem incumprimentos. É lamentável...
Agradecia a vossa intervenção no sentido de dar continuidade a um acordo que até à data estava a ser cumprido escrupulosamente e sem prejudicar nenhuma das partes.

Com os melhores cumprimentos,

26 Mar2018
WiZink adicionou uma resposta

Caro Alexandre Miguel Farinha Lamarosa tal como o informamos a situação exposta encontra-se encerrada. Obrigado

26 Mar2018
Alexandre Lamarosa adicionou uma resposta

Não estou a perceber, está encerrada como? Agradecia mais esclarecimentos, porque se está encerrada não está certamente resolvida!
Cumprimentos

Alexandre Lamarosa está a aguardar resolução da marca

Comentários (0)