Ranking na categoria
Partilhar esta página

WiZink - Phishing

Aguarda resposta
60931521
194
0 gostos
Sónia Rolo apresentou a reclamação

Sinto-me lesada em vários sentidos e, por isso, não posso deixar de apresentar esta reclamação publicamente de modo a partilhar a minha má/péssima experiência com o Wizink e com todos os colaboradores/intervenientes na situação em que fui vítima de Fraude/Phishing, nomedamente, o fraco conhecimento dos colaboradores (cada um diz uma coisa diferente ou não diz, simplesmente), a falta de atenção para com o cliente (durante todo este processo, apesar de eu os contactar por diversas vezes, telefonicamente, para saber o ponto de situação, nunca recebi um único telefonema da parte do wizink) e, o mais grave, terem conhecimento da situação no minuto imediatamente a seguir às transações, ter registado a mesma por escrito via e-mail, também no próprio dia, ter apresentado cópia de queixa na polícia e não terem bloqueado as transações.

No dia 18/02 fui vítima de phishing e mal me apercebi da situação, liguei logo para a linha de apoio ao cliente que procedeu ao bloqueio do cartão, uma vez que os movimentos de 1990€ e de 2500€, que tinha efetuado, ainda se encontravam cativos, na tentativa de não serem debitados. Entretanto, conforme me indicaram telefonicamente, também enviei um e-mail para ficar registada a situação.
A 26/02 apesar de ainda não ter qualquer resposta por parte do Wizink e dos valores continuarem cativos na conta, decidi dirigir-me à PSP e apresentar queixa, na tentativa de travar estas situações para que não aconteçam a outros. Nesse mesmo dia, recebo uma notificação do Wizink a pedir que enviasse uma cópia da denúncia policial (que nunca me informaram/sugeriram que deveria fazer porque seria necessária para dar andamento ao processo) e uma declaração preenchida e assinada com os dados dos movimentos em causa, e assim o fiz no mesmo dia.
Entretanto, a 04/03 recebo novo e-mail a informar que procederam ao crédito de 4490 euros na minha conta-cartão mas que o crédito deste montante não era definitivo.
Efetivamente, para meu espanto, no dia 16/03 recebo nova notificação do wizink com a resolução do Processo de Apuramento de Fraude em que me consideraram responsável pelas transações contestadas e, assim o meu processo ficou concluído.
Reclamei desta decisão, mas o parecer manteve-se e portanto tive mesmo de pagar os 4490€ que apenas sairam da minha conta no dia 02/03, quase 15 dias depois do sucedido e de terem todos os registos possíveis e atempados para poderem bloquear a saída deste dinheiro.
Ainda tentei que o mesmo fosse suportado pelo seguro mas obtive de resposta que não possuia cobertura para a situação reportada, designada por Phishing. Contrapus a deliberação, solicitando que esta situação fosse enquadrada numa das coberturas do mesmo: Proteção de compras ou Safe Online, dado que, a meu ver, se poderia considerar roubo do artigo comprado visto não ter recebido qualquer produto e ter efetuado duas supostas compras e, como seria óbvio, o vendedor (que nem deve existir) não assumiria qualquer responsabilidade. No entanto, mais uma vez, fui informada pelo Departamento de Sinistros que não era tecnicamente possível dar seguimento ao meu processo e que, por consequência, seria encerrado sem lugar a reembolso por falta de elegibilidade para as coberturas da apólice.

Apesar de saber que tenho responsabilidade nos movimentos, uma vez que fui eu quem dei a indicação dos pagamentos, submetendo os códigos que me foram enviados, considero que o Wizink também tem uma grande quota de responsabilidade pois não acautela estas situações e, quando surgem e são informados, não conseguem, em 15 dias, reunir meios para as bloquear, caindo toda a responsabilidade e custos sobre o cliente que alertou de imediato para que o mesmo fosse passível de se fazer.
Sónia Rolo está a aguardar resposta da marca

Comentários (1)

Ver perfil de Ricardo Florencio

Ricardo Florencio

Sonia envie email para ricardofernandoflorencio@hotmail.com e junte-se a nos no nosso grupo de lesados