WiZink

WiZink

WiZink Bank, S.A. – Sucursal em Portugal
Ranking na categoria
Partilhar esta página

WiZink - Phishing através da aplicação

Em tratamento
61621921
792
0 gostos
Patrícia Furtado apresentou a reclamação

No passado dia 15 de Maio fui vitima de Phishing, atravês do meu cartão Wizink, após ter recebido um email e um sms sempre pelo remetente Wizink.pt e Wizink, no momento em que a fraude decorreu recebi um telefonema da Sibs onde me confirmaram estar a ser vitima de fraude, pois teriam efetuado transferências de 300€ e outra 4700€, disseram que iriam cancelar de imediato o meu cartão, (cartão esse que ainda nem sequer eu tinha ativado), no entanto para além destas transferências, ainda foi feita uma outra de 4100€, perfazendo o total de 9100€. Pois bem, sendo sábado e já ao fim da tarde, o apoio ao cliente da Wizink encontra se encerrado.
Primeira questão, como é que é possivel efetuarem transferências de montante elevado sem que o cliente receba algum código para efetuar a mesma?
Segunda questão, se a própria Sibs detectou a fraude, como é que não se cancelou as transferências de imediato?
O mais Estranho disto tudo, é que o montante esteve em transação durante 10 dias, só no dia 25 de Maio, constou como dívida e me disseram para preencher o formulário de montantes irreconhecidos e para ir apresentar queixa na Policia. Todos os dias desde dia 15 de Maio ligava para a wizink que dizia ter de aguardar, porque nada podiam fazer, até ver se realmente o valor saía ou não, e eu pergunto, então uma instituição bancária, não tem poderes para evitar transações de milhares de euros, ainda mais sem aprovação do seu cliente e após o seu cliente ter demonstrado ter sido vítima de burla?
Relembro que para aceder ao apoio ao cliente, temos de introduzir a data de nascimento completa, número de cartão de cidadão e ainda os últimos dígitos do número de telemovel, então é para transferir 9100€ não há segurança nenhuma????
Até que ponto este aumento despropositado de plafond já não tem segundas intenções, sim porque numa instituição bancária, com a delegação de vencimento e conta corrente, não se consegue ter mais de 1500€ de plafond, como é que na Wizink se começa com 500€ e aumentam até 10500€ sem averiguar se o cliente tem ou não capacidades para um plafond deste montante?? Bem após tudo isto e de me terem reposto o valor e eu na minha ignorância, pois pela primeira vez na vida me vejo numa embrulhada destas, acreditar que estaria resolvido, vejo me agora com uma dívida de 9100€ transferidos para a Binance, que só tive conhecimento do que era após fazer reclamação na PSP.
26 jul 2021
Patrícia Furtado adicionou uma resposta

Continuo a aguardar a resolução da minha queixa perante a wizink, uma vez que a entidade em questão para além de não ter evitado que a burla acontecesse, uma vez que podia e deveria fazê-lo, assim como deveria ter feito um acompanhamento ao cliente a fim de evitar e resolver a situação e ou instruir o cliente dos meios necessários para este o fazer. E não apenas dizer, que nada podiam
fazer para que a transação não se conclua.

04 ago 2021
Patrícia Furtado editou a reclamação
13 set 2021
WiZink adicionou uma resposta

A situação exposta encontra-se encerrada. Obrigado

13 set 2021
Patrícia Furtado adicionou uma resposta

Exmos Sr(s) da wizink, gostaria que definissem, a resposta de que a minha queixa se encontra encerrada?!
A situação não se encontra resolvida, decorre ainda um processo crime para averiguar as devidas diligências, pois eu fui vitima duma fraude, que vossas excelências, não acautelaram evitar, e que continuam a deixar acontecer diariamente, eu própria tive uma nova tentativa 2 meses após a primeira, no dia em que voltei a ter saldo positivo suficiente para uma nova burla, situação também que não se encontra explicada, como é que alguém advinha que eu tinha de novo valor num cartão, após ter alterado todos os acessos à minha conta, depois da 1° fraude, portanto só considero que a queixa esteja encerrada, quando me for devolvido todo o valor resultante da fraude e todo o que ja paguei aos advogados que tenho a tratar do caso.

11 out 2021
Patrícia Furtado adicionou uma resposta

Passados 5 meses, continuamos na mesma situação, a Wizink continua a imputar me a culpa de algo que só eles são responsáveis, pois foi a partir da plataforma deles que houve o roubo dos meus dados de identificação, portanto , a Wizink e apenas a Wizink tem a responsabilidade da fraude cometida em meu nome, mais por terem permitido o acesso aos meus dados pessoais, sendo eles intransmissíveis e apenas facultados a essa identidade terão ainda de responder por essa mesma situação. A partir do momento em que eu comuniquei á Wizink, que os valores retirados do meu cartão, não eram reconhecidos por mim, a responsabilidade deixa de ser da minha pessoa, tendo eles deixado a situação pendente por 10 dias sem que NADA fizessem para evitar a saída do dinheiro.
Tenho que conhecimento que as burlas continuam a acontecer, usando o mesmo procedimento, portanto nada mudou, continuam pessoas a serem prejudicadas diariamente por falta de segurança da entidade Wizink.
Neste momento já estou em incumprimento no banco de Portugal, situação essa que a Wizink vai ter que ser responsabilizada por ter feito comunicação ao Banco de Portugal, estando a decorrer uma queixa crime no Diap para averiguação dos verdadeiros culpados desta acção.

17 nov 2021
Patrícia Furtado editou a reclamação
17 nov 2021
Patrícia Furtado adicionou uma resposta

A situação mantêm se, agora com a diferença que sou massacrada com chamadas diariamente da Wizink, a perguntar se tenho conhecimento da situação em causa? Ao que respondo, impossível não saber, pois recebo chamadas vossas todos os dias e várias vezes ao dia. Para além de não me terem protegido enquanto cliente, de não acautelarem evitar a situação, também não procuraram resolver a mesma. Pois porque segundo a Binance, entidade para onde foram feitas as transações da fraude, bastava a Wizink ter entrato em contacto com a Binance e ter referido que a sua cliente (eu) tinha sido vítima de uma fraude e que não reconhecia aqueles montantes e pedir a anulação e respectivo estorno dos mesmos, que a situação teria ficado resolvida e mais, até poderiam conseguir chegar ao burlão.
Tenho o caso a ser tratado por uma advogada, advogada essa que já os tentou contactar por diversas vezes, a pedido da própria Wizink, mas sem sucesso, segundo a própria Wizink, deve ser derivado a "problemas técnicos ", mas pelos vistos , no sentido inverso, não ocorrem, pois a Wizink consegue ligar me vezes sem conta sem quaisquer dificuldades.
Confiando na" boa fé desta entidade financeira", em que realmente existem problemas técnicos, que reconheçam que houve problemas técnicos aquando do roubo dos meus dados pessoais, dando origem à Burla da qual fui vítima. Continuamos a ter conhecimento de casos iguais que ocorrem passados 6 meses após o meu, em que o procedimento da entidade Wizink é o mesmo, sabendo eles que o desfecho será o mesmo, pelo menos para eles. Dão falsas esperanças aos clientes, aquando do contato a informar da burla, ao dizer para aguardar a transacção da operação, a encaminhar para a policia, quando eles (Wizink) , nada fazem para anular as mesmas ou mesmo chegar aos verdadeiros culpados e mais estando um processo crime a decorrer interposto pela minha advogada não aguardaram pela resolução do mesmo, atribuindo me a culpa a mim, a colocar indevidamente o meu nome no banco de Portugal, quando eu não lhes devo rigorosamente NADA. Espero que ainda lhe reste alguma dignidade enquanto dita "entidade financeira " e que reponham no plafond aquilo que me foi roubado porque eles assim o permitiram.

Patrícia Furtado está a aguardar resolução da marca

Comentários (0)