Book In Loop

Book In Loop, Lda

Ranking na categoria

Categoria
Livrarias

Telefone: 308 809 700

Morada
Incubadora do Instituto Pedro Nunes, Rua Pedro Nunes, Edifício C
3030-199 Coimbra

E-mail
info@bookinloop.com

Website
https://www.bookinloop.com

Recomenda esta marca?

5
8

Partilhar esta página

Book In Loop - Manuais em mau estado

Em tratamento
21404218
2412
0 gostos
Rui Ramalho apresentou a reclamação

Após recepcção dos manuais por mim adquiridos, constatei de imediato que os mesmos estavam escritos e sublinhados, contactei a Book in Loop através da pessoa Joana Rodrigues que me pediu para enviar email com fotos, isto no dia 23/8/2018, assim o fiz, dia 24/8 voltei a entrar emcontacto e após ter dado muitas voltas ao tema basicamente me disse que os manuais estavam dentro dos parametros por, impossivel pois as fotos mostram o contrario, paginas e paginas sublinhadas a marcador outras escritas a lápis com resoluções das perguntas inclusivamente um deles até uma folha escrita trazia do anterior utilizador, para mim não houve qualquer visturia aos manuais que recebi porque é obvio e fácil de comprovar. Pedi para me trocarem os mesmos o que me foi dito que a Book In Loop sóaceita devoluções nao faz trocas, muito bem solicitei devolução, a seguir veio dizer-me que já não podia devolver pois os livros foram entregues no dia 7/8/2018 e já se tinham passados os 14 dias dados por lei para devolver, muito bem pedi exepção alegando que no dia 7/8 estava de ferias e que tinha regressado dia 23/8, alias os livros foram entregues no meu trabalho pois estão sempre pessoas para receber encomendas e em caso impossivel porque estava fora de férias, foi-me dito que lamentavam mas nao podiam abrir exepções. Isto não é norma nem aceitavel é verdade que comprei livros usados mas no ano passado fiz o mesmo e os livros nao estavam no estado em que estes estão nem nada que se pareça, acho lamentável esta situação onde pageui por livros os quais não estão em condições de serem novamente usados, não neste estado. As fotos estão no vosso email para comprovar tudo o que digop se forem necessarias mais serão enviadas.

27 Ago2018
Book In Loop adicionou uma resposta

Ex.º Sr. Rui,

Relativamente à queixa efetuada por si, subentende-se que existem duas problemáticas: uma, relativa à devolução e outra relativa ao controlo de qualidade.

1. Devolução

Tal como está previsto na lei (Decreto-Lei n.º 24/2014, de 14 de Fevereiro, alterado pela Lei n.º 47/2014, de 28 de Julho) bem como nos termos e condições que aceitou [ponto 10.1.] “Quaisquer Manuais Escolares Usados adquiridos através do Portal podem ser devolvidos pelo Adquirente nos 14 (catorze) dias a contar da data da sua receção nos termos do disposto no Regime dos Contratos Celebrados à Distância e fora do Estabelecimento Comercial aprovado pelo Decreto-Lei n.º 24/2014, de 14 de Fevereiro, alterado pela Lei n.º 47/2014, de 28 de Julho.”.

Os manuais em questão, tal como indicado, foram entregues dia 7 de Agosto pelo que, de acordo com o parágrafo anterior, o período possível de devolução compreendia-se entre 7 de Agosto e 21 de Agosto. Deste modo, o contacto efetuado no dia 23 de Agosto realizou-se fora do prazo enunciado anteriormente.

2. Controlo de qualidade

Para que um manual seja elegível tem de estar ainda adoptado no ensino em Portugal e não apresentar sinais manifestos de mau uso, por exemplo:
• Ter sublinhados definitivos (a caneta) que cubram mais de 30% do texto do livro. Os sublinhados não definitivos (a lápis) não contam;
• Ter mais de 5% do texto rasurado;
• Rasgões;
• Ter páginas inutilizadas por riscos abundantes;
• Manchas, danos provocados por água;
• Faltarem páginas.”

Deste modo, todos os manuais que apresentarem sublinhados definitivos que cubram menos de 30% do texto serão aceites, não sendo, neste caso, o ponto eliminatório o facto de ter sublinhados definitivos mas sim o facto de ter sublinhados definitivos que cubram e ultrapassam a cota dos 30%.

Lamentamos que os livros que recebeu não tenham acompanhado as suas expectativas, mas de facto, não sendo novos, os manuais reutilizados pela Book in Loop apresentam por vezes sinais de utilização, sempre respeitando os critérios acima apontados. Mesmo para manuais em bom estado a Book in Loop garante a devolução integral do valor dos livros em quaisquer condições, desde que respeitando o prazo estabelecido de 14 após o recebimento dos mesmos

Ficamos ao dispor,
Equipa Book in Loop

27 Ago2018
Rui Ramalho adicionou uma resposta

Boa tarde,

é lamentável a vossa atitude pois se nada têm a temer em relação a receberem de volta os livros que me enviaram, não seria por 2 dias que vos contactei que iriam recusar, existem leis sim sr. mas também existem as excepções e como vos disse, nao vos contactei mais cedo poruqe me encotrava de ferias os livros foram entregues no meu local de trabalho onde existe sempre gente para receber encomendas. Portanto a mim e para quem leia salta à vista a vossa falta de vontade em querer resolver este assunto a bem, eu até sugeri que me trocassem os livros e era isso que ia fazer, mas sinceramente exposto a vossa atitude que é mais do que obvia de alguem que sabe muito bem em que estado enviam alguns livros, quero mesmo é a devolução do que paguei. e nao precisam de dizer que os livros são em 2ª mão eu sei muito bem porque no ano passado a coisa nao correu tão mal como este.
NÃO, NÃO HÁ REVISTA NENHUMA AOS LIVROS, a prova foi o que recebi e os srs. não querem receber de volta pois sabem em que estado estão e se forem para outro cliente também os vai devolver.
Portanto não me contem histórias de leis e de regras e mostrem boa vontade e que nada têm a recear em receber os livros de volta.

10 Set2018
Rui Ramalho adicionou uma resposta

4ª tentativa de resolução

Boa tarde,

é lamentável a vossa atitude pois se nada têm a temer em relação a receberem de volta os livros que me enviaram, não seria por 2 dias que vos contactei que iriam recusar, existem leis sim sr. mas também existem as excepções e como vos disse, nao vos contactei mais cedo poruqe me encotrava de ferias os livros foram entregues no meu local de trabalho onde existe sempre gente para receber encomendas. Portanto a mim e para quem leia salta à vista a vossa falta de vontade em querer resolver este assunto a bem, eu até sugeri que me trocassem os livros e era isso que ia fazer, mas sinceramente exposto a vossa atitude que é mais do que obvia de alguem que sabe muito bem em que estado enviam alguns livros, quero mesmo é a devolução do que paguei. e nao precisam de dizer que os livros são em 2ª mão eu sei muito bem porque no ano passado a coisa nao correu tão mal como este.
NÃO, NÃO HÁ REVISTA NENHUMA AOS LIVROS, a prova foi o que recebi e os srs. não querem receber de volta pois sabem em que estado estão e se forem para outro cliente também os vai devolver.
Portanto não me contem histórias de leis e de regras e mostrem boa vontade e que nada têm a recear em receber os livros de volta.

18 Set2018
Book In Loop adicionou uma resposta

Exmo. Sr. Rui,

Não existe, de todo, falta de boa vontade em querer resolver este assunto. Independentemente da razão pela qual se procede à devolução dos manuais, nós somos obrigados a aceitar, cumprindo o pressuposto no Regime dos Contratos Celebrados à Distância e fora do Estabelecimento Comercial aprovado pelo Decreto-Lei n.º 24/2014, de 14 de Fevereiro, alterado pela Lei n.º 47/2014, de 28 de Julho.
Neste regime, estão estipulados prazos legais que devem ser cumpridos por ambas as partes contratadas.

Estamos sempre disponíveis para esclarecimentos adicionais.

Com os melhores cumprimentos,

Equipa Book in Loop

19 Set2018
Rui Ramalho adicionou uma resposta

Exmo. Sr

"Não existe, de todo, falta de boa vontade em querer resolver este assunto. Independentemente da razão pela qual se procede à devolução dos manuais, nós somos obrigados a aceitar, cumprindo o pressuposto no Regime dos Contratos"

portanto posso deduzir deste seu comentario duas coisas:

1 - Não existe falta de boa vontade, não aceitam a troca ou devolução entao porque nao vos apetece. Continuo na minha convicção se existesse boa vontade nao se escondiam na lei por eu estar em falta por 2 dias.

2 - Que só aceitam devoluções ou trocas porque são obrigados por lei, porque se nao existesse lei faço ideia, se já é o que é por 2 dias fora do prazo imagino se nós consumidores nao estivessemos protegidos de empresas como a Book in Loop.

Com isto deixe-me dizer-lhe eu considero-me uma pessoa coerente capaz de discernir o bem do mal e o certo do errado as regras e as excpeções quando justificadas e fundamentadas, neste caso mesmo no caso por exemplo do pagamento de um imposto como é o IUC terminado o prazo podemos pagar fora do mesmo com uma coima (valor simbolico) mas podemos, no vosso caso considero de uma intrangicência inqualificavél..............você sabe perfeitamente o estado dos manuais pois ja deve ter visto as fotos e como tal por uma questão de negocio nao quer perder dinheiro e entao protege-se e fundamenta com a lei..........treta tudo treta, sabe uma coisa quem nada deve nada teme, mas nao é o vosso caso. por isso considero que voces são aldrabões.

20 Set2018
Rui Ramalho adicionou uma resposta

uma pequena amostra do estado geral e transversal a 8 dos 11 manuais adquiridos.....


25 Set2018
Book In Loop adicionou uma resposta

Exmo. Sr. Rui,

Os 14 dias vigentes no Regime dos Contratos Celebrados à Distância e fora do Estabelecimento Comercial aprovado pelo Decreto-Lei n.º 24/2014, de 14 de Fevereiro, alterado pela Lei n.º 47/2014, de 28 de Julho são para ser cumpridos.

Pela sua foto, entende-se que o manual está dentro dos nossos critérios de qualidade, definidos pelo Gabinete de Pedagogia da Universidade de Aveiro; critérios esses que garantem a qualidade de aprendizagem dos utilizadores desses manuais.

Estamos sempre disponíveis para esclarecimentos adicionais.
Com os melhores cumprimentos,

Equipa Book in Loop

26 Set2018
Rui Ramalho adicionou uma resposta

Exmos. Srs. da Equipa Book in Loop

"Os 14 dias vigentes no Regime dos Contratos Celebrados à Distância e fora do Estabelecimento Comercial aprovado pelo Decreto-Lei n.º 24/2014, de 14 de Fevereiro, alterado pela Lei n.º 47/2014, de 28 de Julho são para ser cumpridos."

Para ver se nos entendemos, eu nunca em vez alguma disse que os prazos não são para cumprir, o que eu sempre disse é que os Srs. estão a não ter boa vontade de satisfazer um cliente insatisfeito quando se trata de 2 dias apos o prazo estipulado pela lei, Srs. estamos a falar de manuais escolares estamos a falar de um produto que nao se pode dizer que foi utilizado e por mim e agora não posso devolver (o que faz sentido se falarmos de um par de sapatos depois de usados durante 16 dias). Portanto vocês não querem resolver porque.... não, e protegem-se com a lei.

Entao vamos lá ver outra coisa, isto é o vocês dizem que esta estabelecido como criterio pela Univ. de Aveiro:
" Para que um manual seja elegível tem de estar ainda adoptado no ensino em Portugal.
E não apresentar sinais manifestos de mau uso, por exemplo:
● Ter sublinhados definitivos (a caneta) que cubram mais de 30% do texto do
livro. Os sublinhados não definitivos (a lápis) não contam;
● Ter mais de 5% do texto rasurado;
● Rasgões;
● Ter páginas inutilizadas por riscos abundantes;
● Manchas, danos provocados por água;
● Faltarem páginas."

este ponto aqui:

● Ter sublinhados definitivos (a caneta) que cubram mais de 30% do texto do
livro.

refere bem 30% que cubram o texto NÃO O LIVRO

segundo a foto que envio e é como digo é apenas um exemplo pois ha muitas iguais, é visivel para todos que ambas as paginas estão completamente sublinhadas, a não ser que o vosso criterio seja de contar linha a linha ou palavra a palavra (absurdo).

ou então o dito Gabinete de Pedagogia da Univ. de Aveiro também deveria ter acesso a estas fotos pois gostava de saber a opinião deles (caso a ponderar). A não ser que estes srs. gostem que os nosso filhos em vez de aprenderem por eles e seguirem aquilo que acham que devem estudar nao! têm de seguir os exemplos dos outros alunos....portanto "carneiros".

Continuo a aguardar pacificamente por um parecer positivo a meu favor, entretanto estou a gostar do numero de visualizações e da publicidade que está a ter esta minha reclamação.

Grato pela atenção dispensada
Cumprimentos

Rui Ramalho está a aguardar resolução da marca

Comentários (6)

'.Ver perfil de paula cristina ferreira dias carapeta de sá.'

paula cristina ferreira dias carapeta de sá

"Pessoas que se apoderam indevidamente, autorizadas pela lei"

'.Ver perfil de paula cristina ferreira dias carapeta de sá.'

paula cristina ferreira dias carapeta de sá

mim não me pagaram 11 livros, porque cometi o pecado de ter enviado no mesmo pacote 2 guias, uma com um livro que foi o que me pagaram e a outra com os 11 livros que se esfumaram, pois os técnicos têm a ordem de só picarem uma guia. Nos termos e condições não vem referido, explicitamente, que as guias devem ir separadas em encomendas diferentes. Curioso é que picaram a que tinha so um livro!!

'.Ver perfil de Rui Ramalho.'

Rui Ramalho Autor

estão a terminar os dias desta gente andar a enganar o proximo e a tentar fazer-nos de parvos, se fossem serios e correctos ainda poderiam vir a ganahr alguma coisa, agoras os ditos "técnicos" e as "leis" e regras vão por agua abaixo

https://www.montepio.org/ei/ultimas/pais-e-professores-ultimas/manuais-escolares-gratuitos-como-vai-ser-em-2018-2019/

'.Ver perfil de Maria.'

Maria

O Sr. Rui Ramalho está enganado, prazos são prazos, não existem nenhum decreto lei das excepções.

'.Ver perfil de Rui Ramalho.'

Rui Ramalho Autor

Exma. Sra. Maria......não, não estou enganado e de prazos posso eu falar, não estamos a falar de 2 meses fora do prazo nem tão pouco de 15 semanas nem 1 semana, estamos a falar de 2 dias......haja bom censo e boa vontade para com os clientes, não me parece o caso, se a Sra. acha espero que nunca lhe toque uma situação identica.

'.Ver perfil de Rui Ramalho.'

Rui Ramalho Autor

Claro que sim, pela srao consumidor nem devia ter direito a devolver produtos em 15 dias. Por acaso aqui não se trata disso, por mim até trocava, mas estes srs. disseram que nao era possivel, sÓ devolução, só que depois que conveniente já tinham passados DOIS DIAS e entao já nao era possivel, sabe uma coisa já diz o ditado "quem nada deve nada teme". Se fosuma empresa credivel para ficar bem com o cliente relativizavam os 2 dias e aceitavam devolução indo eu encomendar outros de seguida. fica a pergunta: NAO ACEITAM PORQUE PASSARAM 2 DIAS OU PORQUE SABEM O ESTADO DOS LIVROS??? as provas fotos que tenho e lhes enviei são claras e irrefutáveis.