Ranking na categoria
  • 217 807 807
  • Avenida 5 de Outubro, 175 Apartado 1194
    1054-001 Lisboa
  • cga@cgd.pt
Partilhar esta página
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Caixa Geral de Aposentações - Pedido de declaração

Sem resolução
21062018
478
0 gostos
Maria Oliveira apresentou a reclamação

No dia 7/8/2018, dirigi-me ás Instalações da Caixa Geral de Aposentações(CGA) em Lisboa, para solicitar uma declaração das minhas contribuições de Fevereiro de 2017 a Fevereiro de 2018, declaração essa que me foi solicitada por uma Entidade de Seguros e não é possível solicita-la pelo site da CGA Directa. Quando fui atendida, pelo funcionário no Balcão nº 6, solicitei a dita declaração e o motivo porque a pedia. Para minha surpresa, o funcionário, respondeu-me que "não me podia passar a declaração e que tinha que pedi-la à minha entidade patronal". Ao que eu respondi, "se eu faço os descontos para a CGA e através do meu número de Beneficiário, não tinha acesso ás minhas contribuições no sistema informático, uma vez que era um assunto pessoal e não queria dar conhecimento à minha entidade patronal", acho que tenho esse direito.
Como o dito funcionário continuou a negar a declaração, eu questionei então " qual a declaração que me podia passar", ao que me respondeu que "só me podia passar uma declaração em como eu fazia descontos para a CGA". Eu aceitei e pedi a declaração que a CGA me podia passar.
Depois de alguns minutos o Srº Funcionário, informou-me que "não me podia passar a declaração, justificando com uma falha de sistema". Referiu ainda que "poderia passar no dia seguinte ou até ao final da semana para levantar o documento" e que "não era preciso retirar senha" era "só dirigir-me perto do balcão onde estava a fazer o atendimento (balcão 6) e fazer-lhe sinal que vinha levantar a a declaração". Ainda perguntei "se não era possível enviar-me a declaração para o meu mail pessoal" ao que me respondeu que" não, uma vez que a declaração" que a CGA me podia passar, e não a que eu queria, "tinha um custo de 5 Euros e tinha que me passar recibo".
Hoje, dia 9/08/2018, dirigi-me novamente às instalações da CGA para levantar a declaração, verificando que o funcionário se encontrava no atendimento no mesmo Balcão, dirigi-me e fiz-lhe o tal sinal que vinha levantar a declaração. Ao que me respondeu, depois de se lembrar do assunto em causa, "para aguardar um momento". Fui para a sala de espera a aguardar. Passado alguns instantes, fez-me sinal através da vidraça para eu me aproximar do seu posto de trabalho e informou-me que "tinha que tirar uma senha, pelo único motivo, que tinha que passar-me um recibo com o valor de 5 Euros". Ao que eu questionei que "não foi essa informação que me tinha dado no dia 7/08/2018", o Srº funcionário continuou a dizer que "só me podia entregar a declaração e passar o recibo, quando chega-se a minha vez". Eu acatei e fui retirar uma senha, mas não muito satisfeita. Retirei a senha com o número A 0125, com a hora de chegada às 13:23, e qual foi a minha surpresa, quando olhei para o ecran de informação do atendimento, reparei que o número em atendimento era só o A 0103. Por ter outro compromisso e não me ser possível estar à espera, muito tempo, e por não ter sido isso que o dito funcionário tinha-me informado, da minha 1ª vez, no intervalo de atendimento entre clientes, dirigi-me ao Balcão 6 e referi que "tinha tirado a senha acima referida, que tinha outro compromisso inadiável, que não podia estar muito tempo à espera e que não era esta a indicação que o Srº tinha-me dado anteriormente". Disse ainda, "que não achava correcto a sua atitude, uma vez que me deu informações não verdadeiras e que era uma questão de bom senso,uma vez que a culpa não era minha por não me ter passado a declaração, fazer-me deslocar pela 2ª vez às instalações da CGA e ainda por cima ter que pagar uma declaração, que não era a que eu tinha solicitado inicialmente e ser uma declaração simples da Entidade, para a qual, como cidadã faço os meus descontos obrigatoriamente".
Ao que o Srº Funcionário, respondeu-me que "quem não tinha bom senso era eu, uma vez que estava a interromper o atendimento", volto a frisar, "dirigi-me ao Balcão 6 entre atendimentos".
Vim-me embora, sem a dita declaração que a Entidade para a qual eu faço descontos obrigatoriamente e declaração essa que não era a que queria, mas aquela que os Serviços da CGA me "podia" ou "queria", fico na dúvida, passar.
Sem comentários meus Senhores.
Fico a aguardar pela Declaração.

27 ago 2020
A reclamação foi considerada "Sem Resolução" por falta de atividade
Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)