Marca Recomendada
Ranking na categoria
  • Nº1 EM DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS ELECTRÓNICOS EM PORTUGAL!

    Desde a sua criação em 1996, Castro Electrónica, Lda. tem servido a indústria e comércio com qualidade e rigor no mercado de electrónica em Portugal.
    Empresa com capital 100% Português, que tem vindo a consagrar-se com uma gama de produtos sustentáveis e competitivos na área da Electrónica.

    Com mais de 100.000 referências em stock e uma equipa dinâmica e especializada, pretendemos assim, ir ao encontro de um cliente cada vez mais exigente com a qualidade dos produtos e serviços, por nós prestados.

    Somos assim, uma empresa cada vez mais determinada e com um objectivo, de lhe oferecer um serviço cada vez melhor, dando ao Cliente a satisfação e confiança merecida.

  • 707451010
  • Z.I. do Fundão - Rua Nossa Senhora de Fátima, 385
    4535-217 Mozelos
    Santa Maria da Feira

    Rua Alexandre Herculano nº89
    4000-054 - Porto
  • info@castroelectronica.pt
Partilhar esta página

Castro Electrónica - Telemóvel fora de garantia sem motivo válido

Em tratamento
78310522
284
Hélder Oliveira apresentou a reclamação

No dia 08/06/2022 adquiri na loja do Porto um Smartphone Xiaomi Redmi Note 11.
No dia 20/06/2022 entreguei o smartphone na loja, como RMA, porque o ecrã apresentava um funcionamento inconstante e uma barra vertical com falhas na imagem.
Após análise por parte do técnico, verificaram que existia um dano na parte interior do ecrã e, por esse motivo, estava fora de garantia.
No email que recebi por parte do técnico diz o seguinte:
"Este tipo de danos podem não ser causados por danos externos como quedas ou mau uso, normalmente um excesso de pressão num dos cantos pode originar estes danos"
Ou seja, um equipamento com cerca de duas semanas de utilização, sem indícios de mau uso ou quedas, está fora de garantia porque apresenta um dano interno causado por uma situação de utilização normal.
Esta decisão é contraria aos princípios de garantia da Xiaomi e contra o que está disposto no Decreto-Lei 84/2021, de 18 de Outubro:
"a falta de conformidade do bem com o contrato celebrado, isto é, com as características e qualidade que o fornecedor se comprometeu a fornecer o bem, atribui ao consumidor o direito à sua reparação ou substituição, no prazo limite de 30 dias, sem quaisquer encargos, à redução adequada do preço (não aplicável) ou à resolução do contrato com a correspondente devolução do preço."
Recuso qualquer invocação de mau uso, pois que, sempre lhe dei um uso normal e prudente. E, legalmente, o ónus da prova da origem de um defeito residir no mau uso do bem compete ao fornecedor. E, até prova em contrário, presume-se que a falta de conformidade foi causada por um defeito de origem, já existente aquando da sua venda.

O prazo limite de 30 dias para a resolução da avaria foi já largamente ultrapassado.

Esta reclamação tem um anexo privado
28 jul 2022
Castro Electrónica adicionou uma resposta

Estimado Hélder Oliveira,

Antes de mais, agradecemos a sua preferência pelos nossos serviços apesar de nem tudo ter decorrido do seu agrado, o que lamentamos profundamente. É sempre importante tomarmos conhecimento destas situações, que nos permitem corrigir e melhorar os nossos serviços.

Assim informamos que o artigo que nos adquiriu presencialmente em loja foi comercializado novo, selado e em conformidade. Como não poderia deixar de ser. Após utilização do seu equipamento, tal como indica, entregou em loja e comunicou-nos que, posteriormente a uma atualização que fez, o telefone deixou de funcionar e apresentava falhas no canto inferior esquerdo do display.
Após análise do seu equipamento, em cumprimento com o período legal estabelecido que vigora, foram detetadas inconformidades provocadas por uso indevido ou abusivo, que consequentemente invalidaram a garantia do mesmo. Deste modo, caso pretenda estaremos disponíveis para lhe apresentar um orçamento de reparação. Não sendo favorável para V. Ex. ª esta solução, mais informamos que o seu equipamento está já disponível para ser recolhido na nossa loja do Porto.

Se eventualmente necessitar de obter esclarecimentos adicionais, não hesite. Mantemo-nos ao dispor através dos nossos canais de comunicação:

• Informações: info@castroelectronica.pt
• Serviço Pós-Venda: Formulário de Contacto
• Linha de Apoio a Cliente: (+351) 707 451 010 / 222 011 310

Atentamente,
Serviço de Apoio a Cliente

28 jul 2022
Castro Electrónica alterou o estado para Resolvida
28 jul 2022
Hélder Oliveira adicionou uma resposta

Obrigado pela vossa resposta,

Tenho o seguinte para vos dizer:

1º - Só porque um equipamento é vendido novo em caixa selada e conformidade, não significa que o mesmo esteja livre de defeitos de fabrico.
2º - A actualização que referi no momento de entrega do equipamento não fui eu que a fiz. É uma actualização do sistema MIUI, solicitada pelo próprio equipamento. Situação perfeitamente normal em todos os smartphones. A notificação da actualização ainda estava presente no momento em que vos entreguei o equipamento.
3º - Que análise foi feita para concluírem que as inconformidades detectadas foram resultado de utilização indevida ou abusiva? Tendo em conta o relatório de RMA e as fotos que o acompanhavam, o vosso técnico nem sequer abriu o equipamento para verificar se algo estava errado. E tendo em conta que o dano visível está no interior do ecrã, seria de esperar que o fizessem.

Já o disse e repito que o smarthone foi sempre utilizado de forma perfeitamente normal e, com a excepção da avaria no interior de ecrã, está no mesmo estado de conservação que estava quando saiu da caixa. Pelo que recuso todas as vossas alegações de uso indevido ou abusivo.

Não considero a reclamação como resolvida e vou solicitar apoio junto das entidades competentes para resolver aquilo que considero ser uma violação dos meus direitos como consumidor e um desrespeito pelas estipulações do decreto-lei 84/2021.

28 jul 2022
Hélder Oliveira reabriu a reclamação
01 ago 2022
Castro Electrónica adicionou uma resposta

Estimado Hélder Oliveira,

Agradecemos novamente a S/ comunicação, a qual mereceu a nossa melhor atenção.
Naturalmente que um artigo que seja comercializado novo não estará isento de defeitos ou avarias, só pela sua condição. Para isso, é sempre necessário realizar uma verificação técnica para detetar onde estará a origem do problema e, se o mesmo é ou não, pré-existente.
Contudo, na situação em análise concluiu-se que não é o caso, pelo que não sendo o problema apresentado coberto pela garantia, não será realizada qualquer intervenção do fabricante isenta de custos a seu cargo.
Se, tal não for sua pretensão, reiteramos que poderá recolher o seu equipamento nas nossas instalações do Porto nas condições que nos foi entregue.

Perante o exposto, consideramos que se encontram prestados os devidos esclarecimentos.

Atentamente,
Serviço de Apoio a Cliente

04 ago 2022
Castro Electrónica alterou o estado para Resolvida
08 ago 2022
Hélder Oliveira adicionou uma resposta

Agradeço novamente a vossa resposta, mas não considero a reclamação como esclarecida ou resolvida.

Tenho perfeita noção de como utilizei o equipamento e sei que não tive responsabilidade na avaria.

Como de certo já sabem, solicitei mediação deste conflito junto da DECO.
Agradeço que não ignorem o email que a DECO vos enviou no dia de hoje, tal como fizeram ao email que vos foi enviado no dia 8 de Agosto.
Na ausência de resposta irei remeter o caso para apreciação junto do Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo.

08 ago 2022
Hélder Oliveira reabriu a reclamação
10 ago 2022
Castro Electrónica adicionou uma resposta

Estimado Hélder Oliveira,

Retomamos a S/ comunicação para informar que consideramos prestados os devidos esclarecimentos. Lamentando ainda assim, que não aceite os esclarecimentos que lhe temos vindo a prestar.

Consideramos a presente reclamação concluída.

Atentamente,
Serviço de Apoio a Cliente

Castro Electrónica está a aguardar resposta do utilizador

Comentários (0)