Centro Nacional de Pensões

Segurança Social

Centro Nacional de Pensões

Centro Nacional de Pensões

Categoria
Serviços Sociais e de Previdência

Sobre

Canal não oficial da Segurança Social.
Para um contacto direto use o portal Segurança Social Direta


Telefone: 300502502

Morada
Rua de Entrecampos, 57 r/c e cave
1700-157, Lisboa

Website
http://www4.seg-social.pt/pensoes

Recomenda esta marca?

108
87

Partilhar esta página

Esta é a sua empresa? Clique aqui

Centro Nacional de Pensões - Pagamento de prestações por morte

Aguarda resposta
28175719
161
0 gostos
Isabel Neto apresentou a reclamação

Eu Isabel Neto, filha de Rosa Neto e António Neto, venho em nome destes apresentar o meu desagrado pelo facto de o meu pai (António Neto) ter falecido em 04/11/2017 e até à data a minha mãe (Rosa Neto) ainda não ter recebido qualquer prestação por morte.
Depois de algumas deslocações ao Instituto da Segurança Social entre as quais foram feitas reclamações (as quais anexo) e alguns mails enviados a solicitar informações/pagamento dos valores em atraso, esta situação continua pendente de informações e pagamentos devidos.
Agradeço que com a máxima urgência nos seja pago o valor em dívida há pelo menos 17 meses

Esta reclamação tem um anexo privado
20 Mai2019
Isabel Neto editou a reclamação
Isabel Neto está a aguardar resolução da marca

Comentários (3)

Ver perfil de Armando José Menino da Silva

Armando José Menino da Silva

Se somarmos todas as pessoas que aguardam respostas da (In)Segurança Social somos certamente muitos mais que os professores. Será que não lhes importa o nosso voto? Talvez nos estejam a subestimar por não estarmos organizados e por a nossa situação de investidores forçados no Novo Banco ser teoricamente transitoria. Assim só nos restam as seguintes opções:
-Votar nulo escrevendo qualquer coisa como "A minha pensão?" no boletim de voto.
- Votar em branco.
- Abstermo-nos
Desta forma os principais prejudicados serão os partidos que optaram por "contas certas" à nossa custa (PSD e PS) sem termos que votar em partidos que só podem piorar a situação.

Ver perfil de Poliveira

Poliveira

Boa tarde D. Isabel, o meu marido faleceu em Janeiro de 2018 e a situação é a mesma. Já passou 1 ano e meio. Nem pensão de viuvez nem subsidio de funeral. Tenho 76 anos e sou deficiência física.
Já reclamei em vários sítios e respostas nada. O nosso Estado Português trata-nos abaixo de cão.
Uma vergonha e é desesperante esta espera.
Cumprimentos