Ranking na categoria
  • Canal não oficial da Segurança Social.
    Para um contacto direto use o portal Segurança Social Direta

  • 300502502
  • Rua de Entrecampos, 57 r/c e cave
    1700-157, Lisboa
Partilhar esta página
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Centro Nacional de Pensões - Requerimento pensão

Resolvida
26949019
451
0 gostos
Mônica carvalho apresentou a reclamação

Entreguei a documentação para a reforma antecipada em 26-03-2018 e até à presente data não recebi resposta.

02 jul 2019
Mônica carvalho alterou o estado para Resolvida
17 dez 2020
Mônica carvalho avaliou a marca

7/10

Sim

Voltaria a fazer negócio?

Boa

Esta reclamação foi considerada resolvida

Comentários (2)

Ver perfil de Armando José Menino da Silva

Armando José Menino da Silva

O Sr. Primeiro Ministro já prometeu que até final do primeiro semestre estaremos com prazos normais de 90 dias para atribuição das pensões ou seja: no dia 1 de Julho de 2019 já todas as pensões solicitadas até ao fim de Março de 2019 estarão despachadas pelo CNP. Palavra de PM é escritura, disso não podemos duvidar.
No entanto muita atenção,... o Sr PM não prometeu nada quanto ao pagamento efectivo das pensões. Aliás nada tinha que prometer pois parece que isso (ainda) não é problema.

Ver perfil de Armando José Menino da Silva

Armando José Menino da Silva

Ainda bem que já lhe atribuiram a pensão, espero que definitiva. Informo que no meu caso, ao fim de 11 meses (9 sem qualquer rendimento) e já com 67 anos completados, atribuiram-me uma pensão provisória baseada exclusivamente nos descontos para a SS portuguesa. Ao mesmo tempo (só agora?) perguntaram-me se queria a pensão unificada uma vez que também descontei 4 anos para a CGA. Quanto ao formulário E 205 para que a SS espanhola me possa atribuir a pensão correspondente aos 9 anos que lá descontei desconheço o motivo de não ter sido enviado apesar da insistência feita em Abril pela SS espanhola e da estupefação desta entidade pela forma como as coisas se processam em Portugal favorecendo as entidades estrangeiras em prejuizo dos cidadãos portugueses. Conclusão: os procedimentos em Portugal são de pura incomptência mas ao mesmo tempo de esperteza saloia por terem deixado degradar tudo durante mais de 3 anos e agora desatarem a atribuir pensões provisórias em vésperas de eleições.