Century 21

Categoria
Mediação Imobiliária - Redes

Telefone: 213002020

Morada
Amoreiras, Torre 3, Piso 3
1070-274 Lisboa

Website
http://www.century21.pt

Recomenda esta marca?

0
6

Partilhar esta página

Century 21 - Agente imobiliário

Em tratamento
23080718
1303
0 gostos
Rui Veloso apresentou a reclamação

Boa noite.

Durante o meu processo de procura de imóvel, tive contato com um agente imobiliário da Century 21 Arquitetos., contato este que se deu no inicio do mês de Julho.
Aquando de um contato meu acerca de um imóvel t3 angariado por este agente, imóvel esse que não me interessou pela sua localização, e após ter informado o mesmo que o nosso valor limite seria de 200.000 euros, este agente informou-me que tinha um apartamento t2+1 na zona em que procurávamos, por um valor que rondaria os 190.000 euros, que ainda estaria em processo de angariação, pois os proprietários se encontravam em viagem., mas que este estaria concluído num espaço de uma a três semanas Segundo a descrição dada pelo agente, fizemos questão de mostrar interesse em visitar o imóvel.
Aguardei duas semanas, e liguei de novo ao agente, dizendo que teríamos até ao final do mês de agosto para deixar o nosso presente imóvel na Maia, pois já se encontrava vendido. Ele disse que tudo se mantinha igual, e que os proprietários estavam sempre em viagem, e era difícil reunir. No entanto confirmou de novo o valor de 190.000.
Aguardei mais uma semana, e voltei a ligar, dizendo que necessitaríamos saber até ao final do mês de julho se o imóvel sempre iria estar disponível para visita ou não, e caso contrario, iríamos optar por outro imóvel. Apenas queríamos ver como era o apartamento de forma a sabermos se teríamos interesse ou não.
O agente ligou-me no dia seguinte, dizendo que tinha conseguido uma visita para a terça feira seguinte, 12h, por especial favor.

Na terça-feira, o agente chegou a pé, e perguntou-nos se já conhecíamos o prédio ou alguém (fez-nos esta pergunta duas vezes), ao que respondemos que não. Disse-nos que os proprietários lhe tinham confiado a chave, e mostrou-nos o apartamento, que se encontrava como se lá estivesse alguém a viver diariamente, embora não existisse uma única fotografia em todo o apartamento (havia inclusive um peixe num aquário, e aparentava ser uma casa em pleno uso).
Gostamos bastante do imóvel, e estaríamos decididos a avançar imediatamente para o processo de compra.
Nesta altura, e ja no final da visita, o agente perguntou me se ja tínhamos falado em preços, e eu disse que sim, 190.000.
Ele disse-me então que o proprietário tinha alterado o preço, para 235.000 (mais 45 mil euros), pormenor que o agente apenas me informou ja na saída, após a visita, apesar de ter tido diversas oportunidades para o fazer (durante as nossas conversas telefónicas, uma delas no próprio dia, assim como antes ou durante a visita), uma vez que sabia que o nosso limite eram os 200.000.
Disse-nos que o proprietário se tinha informado, e que tinha subido o valor. Após esta informação, o agente praticamente se descartou da casa que nos tinha acabado de mostrar, demonstrando muito pouco interesse em negociar o valor, ou apresentar uma proposta nossa ao proprietário. Passou imediatamente para um registo diferente, em que nos falou noutras casas, colegas dele que poderiam ter algo que nos interessasse, ou seja, desistiu de imediato de nos falar naquele imóvel, e sempre que eu voltava a mencionar, quer para tentar entender se havia receptividade por parte do proprietário para baixar um pouco ou mostrar a nossa proposta, ele fugia ao assunto e demonstrava um desinteresse total na questão.
Ainda insisti para que ele falasse com o proprietário dizendo que tinha um comprador para iniciar o processo imediatamente, ao que novamente fugiu a questão, falando de um e outro imóvel em determinado sitio.
Achei toda aquela situação muito estranha.
Despedimo-nos e o agente seguiu a pé descendo a rua. Como eu tinha o carro nas traseiras do prédio, subi a rua para contornar o prédio, pois era a penúltima entrada em relação a quem sobe a rua, e o caminho mais curto para as traseiras. Quando vou a chegar às traseiras, vejo que o agente voltava para cima de novo por trás do prédio, ou seja, andou quarto entradas rua abaixo, para contornar o prédio e voltar por trás e subir toda a rua, para voltar onde estávamos inicialmente. Achei igualmente aquilo bastante estranho.

Após esta situação, informei-me e vim a descobrir de fonte segura (registo predial, condomínio e uma vizinha nossa conhecida que habitava o mesmo prédio), que o proprietário do imóvel em questão, era o próprio agente que nos tinha mostrado a casa. O imóvel estava registado em nome do agente e da sua sócia (e aparentemente esposa) desde 2011. Vizinhos confirmaram igualmente que aquela pessoa era o vizinho deles, e estava em mudanças.

Este imóvel, que nos foi insolicitadamente indicado pelo agente (não estava anunciado em qualquer lugar), com um valor indicado pelo agente (e confirmado diversas vezes por ele), valor esse que subiu repentinamente 45 mil euros (alegadamente porque os proprietários subiram), era do próprio agente, que estava a fazer um jogo duplo como proprietário e agente imobiliário do imóvel.


Este agente, fez todo um jogo desde o inicio, manipulando todo o processo, dissimulando, contando mentira atras de mentira, tudo para benefício próprio. Atrasou a visita, dizendo que os proprietários estavam constantemente em viagem, alterou o valor do imóvel, tudo num total conflito de interesses.
Aquando da visita, afirmou que o proprietário lhe tinha confiado a chave, quando na verdade era ele próprio o proprietário, que tinha acabado de sair a pé pela garagem nas traseiras do prédio.
Este agente, apesar de ja ter definido o preço connosco diversas vezes, decidiu à ultima da hora, e só após confirmar o nosso interesse em comprar a casa, informar-nos que o “proprietário” (ele) tinha decidido mudar o valor para mais 45 mil euros.

Desconheço qual a motivação exata que o levou a delinear todo este esquema, mas calculo que terá sido ou para nos tirar mais dinheiro ou para nos afastar da compra (pois a nossa urgência em comprar a casa poderia não lhe ser conveniente – como proprietário – pois necessitaria de mais tempo para ele próprio arranjar nova casa).
Qualquer uma da hipóteses, demonstram uma total desonestidade, falta de caráter, falta de seriedade e profissionalismo, e desrespeito pelo cliente.

O agente bloqueou-nos a compra do imóvel, imóvel este indicado por ele próprio em primeiro lugar (insolicitadamente), por um valor indicado por ele próprio – 190.000 euros (valor que foi estabelecido por ele desde inicio, pois era o proprietário), e que decidiu aumentar 45.000 apenas no final da visita e após confirmar o nosso interesse, dizendo que teria sido o proprietário a mudar o valor, afirmando mesmo que este estaria irredutível.

Segundo o meu advogado, este agente incorreu num crime/irregularidade e ilegalidade grave, de acordo com a lei da mediação imobiliária de 15/2013 (art. 17, n.2 alínea b/ art. 6, n.2 alínea d), e que segundo esta, poderá mesmo perder a idoneidade comercial e ficar sujeito a coima de 2500 a 25.000 euros (art. 32, n.2 alínea b).

Denota-se claramente ao longo deste processo uma manipulação por parte do agente de todo o processo desde o inicio, dado o seu conflito de interesses como proprietário e agente imobiliário do próprio imóvel, dissimulação, desonestidade, e principalmente neste desfecho em relação ao preço.
Sem duvida que existe neste caso um conflito de interesses gravíssimo, de um profissional, que deveria demonstrar seriedade e respeito pelos clientes.
Creio que neste caso aconteceu uma das duas hipóteses - ou o proprietário queria vender a casa, mas recuou no momento em que percebeu que teríamos urgência e um prazo para mudar ate final de agosto, e isso não lhe era conveniente, dado que ainda mora lá e está instalado, podendo não ter outra casa ainda e precisar de mais tempo para mudar (logo não lhe interessava compradores com um prazo tão curto e decidiu aproveitar-se da sua posição de proprietário e agente para escolher os clientes que lhe interessavam, de acordo com a sua conveniência, sempre de forma dissimulada e obscura). Neste caso, atrasou todo o processo de visita a casa, para ganhar tempo, acedeu a visita apenas por insistência minha, mas formulou um plano para nos desencorajar. Esperou que víssemos o imóvel, pois poderíamos nem gostar, e em ultimo caso, dizia que o imóvel tinha subido para 235.000, o que ja sabia de antemão que não poderíamos pagar, e desta forma nos descartar. Apos essa informação, desviou constantemente o assunto e as atenções para outras casas e outros colegas dele agentes.
Ou então queria efetivamente vender o imóvel, esperou que mostrássemos o interesse, para então usar um esquema de mudança repentina de valor (dizendo que foi o proprietário), para nos extorquir mais dinheiro pelo imóvel. De notar que ele era o proprietário, ele decidiu subir a ultima da hora 45.000 para nos levar mais dinheiro. Isto apenas e só apenas depois de finalizar a visita, e de mostramos interesse total em avançar com a compra do imóvel.
O agente passou sempre imagem que aquele valor não ia ser negociado.


Cheguei a confrontar o agente via telefónica, expondo-lhe toda a informação a que tinha tido acesso, ao qual o mesmo me respondeu apenas que por causa da minha atitude, aquele imóvel nunca iria ser meu.

O meu advogado aconselhou-me a colocar uma ação contra o dito agente.
09 Nov2018
Century 21 adicionou uma resposta

Na CENTURY 21 valorizamos a opinião dos nossos clientes, dando a nossa melhor atenção às mesmas.

Sendo a maior Rede Mundial de Mediação Imobiliária, pugnamos a nossa actuação pelos mais elevados padrões de rigor e profissionalismo, valorizando a qualidade em todo o processo de acompanhamento aos clientes.

Apesar de cada agência da CENTURY 21 Portugal ser “jurídica e financeiramente independente”, com o intuito de melhorar cada vez mais o nosso serviço, iremos averiguar junto da agência CENTURY 21 Arquitectos o que sucedeu com vista a esclarecer esta situação o mais rapidamente possível.

Melhores Cumprimentos,
CENTURY 21 Portugal
Departamento de Qualidade

09 Nov2018
Rui Veloso adicionou uma resposta

É essa a intenção, e estou a trabalhar nisso.

09 Nov2018
Rui Veloso adicionou uma resposta

(esta resposta era destinada aos comentários, não a este campo)

13 Nov2018
Century 21 adicionou uma resposta

Exmo. Sr. Rui Veloso, bom dia,
Temos indicação que a loja CENTURY 21 Arquitectos já entrou em contacto via e-mail consigo, com vista a regularizar da situação exposta.

Alguma questão adicional, estamos ao dispor.

Melhores Cumprimentos,
CENTURY 21 Portugal
Departamento de Qualidade

13 Nov2018
Century 21 adicionou uma resposta

Agradecemos que o processo nº 23080718 seja encerrado junto do Portal da Queixa. Já tivemos oportunidade de contactar o Cliente e verificar o sucedido.

Agradecemos desde já a atenção dispensada,

Melhores Cumprimentos,
CENTURY 21 Portugal
Departamento de Qualidade

13 Nov2018
Rui Veloso adicionou uma resposta

Boa tarde.
Não recebi qualquer e-mail ou qualquer outro contato da Century 21 Arquitetos.
Saliento que aquando da situação, contatei a agência por três vezes, pedindo para falar com a responsável superior da mesma, acerca de uma situação irregular com um agente. Estava sempre indisponível e pediram-me para deixar o meu contato, o que fiz, e confirmaram-me que ela me ligaria no próprio dia ou no seguinte. Como seria de esperar, tal não aconteceu. Voltei a ligar, e novamente me confirmaram que ela iria entrar em contato comigo. Aguardo até hoje essa chamada, desde o dia 12 de Setembro.

Penso igualmente que a urgência em encerrar o processo por parte da Century 21, apenas com base numa afirmação vaga da sua parte, não fundamentada e não confirmada pelo queixoso, demonstra que provavelmente o caso só irá ser resolvido por outros meios, nos quais já me encontro a trabalhar.

Agradeço que o processo nr. 23080718 não seja encerrado, e que o Portal da Queixa proceda ao seu encerramento apenas quando houver confirmação da minha parte de que houve efetivamente uma resolução/consequência para o agente em questão pela má conduta e falta de ética profissional.

Cumprimentos

13 Nov2018
Century 21 adicionou uma resposta

Exmo. Sr. Rui Veloso, boa tarde,

Solicitamos à CENTURY 21 Arquitectos que voltasse ao contacto consigo.

Alguma questão adicional, estamos ao dispor.

Melhores Cumprimentos,
CENTURY 21 Portugal
Departamento de Qualidade

13 Nov2018
Century 21 adicionou uma resposta

Agradecemos que o processo nº 23080718 seja encerrado junto do Portal da Queixa.

Agradecemos desde já a atenção dispensada,

Melhores Cumprimentos,
CENTURY 21 Portugal
Departamento de Qualidade


Esta resposta tem um anexo privado
13 Nov2018
Rui Veloso adicionou uma resposta

Mais uma vez, peço que o processo nº 23080718 não seja encerrado, até que haja da minha parte alguma indicação de que houve efetivamente alguma penalização formal, de acordo com a lei, ao agente em questão.

Cumprimentos

04 Dez2018
Rui Veloso adicionou uma resposta

Fui contatado pela gerente da Century 21 Arquitetos (a mesma que tentei contatar por diversas vezes antes do desenvolvimento de todo este processo, deixando o meu número por duas vezes, com o compromisso que a mesma me iria ligar, o que não aconteceu).

Resumiu-se a um pedido de desculpa pela atitude do consultor, que considerou incorreta.

No entanto a gerente não assume responsabilidades pela conduta irregular do agente em questão, uma vez que segundo a mesma, este é apenas um prestador de serviços.

Fui contatado pela advogada da gerente, que diz considerar o caso encerrado, pois não tem qualquer suporte legal, “falece por falta de qualquer argumento válido que legitime”, e “queixou-se” da minha insistência.
Uma vez que não tive qualquer indício de que iria haver uma qualquer penalização efetiva para o consultor em questão, e que a gerente assumiu uma postura de fuga e desresponsabilização, irei dar seguimento à reclamação no IMPIC, que já se encontra processada, assim como irei utilizar os restantes instrumentos ao meu dispôr, tais como redes sociais, blogs e livro de reclamações, com o intuito de expôr a situação e a forma como esta é gerida pela empresa após uma queixa de um cliente. Para que futuros clientes possam ter conhecimento e estarem conscientes de como a empresa vê o cliente, e a forma como gere situações como esta, assim como a falta de ética e conduta errônea dos seus funcionários.

De notar que o consultor não mostrou em qualquer momento remorso ou arrependimento pelo sucedido, não houve em qualquer momento uma explicação, justificação ou um simples pedido de desculpas.
Muito pelo contrário, das poucas tentativas que fiz de esclarecer a situação, tentou continuamente dissimular os fatos, contando-me sempre histórias falsas, e quando finalmente confrontado com o meu conhecimento da verdade, adotou uma postura ofensiva, comunicando-me simplesmente que por causa da minha atitude, o imóvel nunca iria ser meu.

A gerente, por sua vez, não mostrou interesse em resolver o assunto na altura devida, antes do desenvolvimento do processo, ignorando as sucessivas tentativas de contato da minha parte.
Após a exposição no Portal da Queixa, contata-me, apresentando desculpas. No entanto desresponsabiliza-se no sucedido, e uma vez que não me contento com o pedido de desculpas da parte dela, sem uma penalização efetiva do consultor (funcionário da sua empresa), recorre à advogada, que passa a responder-me em lugar dela, “queixando-se” da minha insistência e afirmando que a sua constituinte considera o caso encerrado.

Esta é a postura da Century 21 Arquitetos, perante uma conduta manipulativa e dissimulada de um dos seus consultores. Perante um comportamento calculista, impróprio de um profissional, revelando uma desonestidade gratuita, falta de caráter e princípios, de ética profissional e de seriedade, e acima de tudo, um desrespeito e desconsideração pelo cliente, manipulando-o de forma descarada, despreocupada e gratuita. Perante um funcionário que não demonstrou em qualquer momento qualquer tipo de remorso ou sentido de responsabilidade nos seus atos, ou um qualquer resíduo de tomada de consciência.

Este é o tipo de serviço que nos pode calhar com os consultores da Century 21 Arquitetos, e esta será a resposta da empresa perante qualquer queixa que o cliente tenha em relação a esse serviço.

Vislumbra-se igualmente o rigor na escolha dos profissionais que trabalham na empresa, os valores que priveligiam, e a impunidade de que estes gozam na mesma.

05 Dez2018
Century 21 adicionou uma resposta

Boa tarde,

Agradecemos que o processo nº 23080718 seja desde já encerrado junto do Portal da Queixa.

Já tivemos oportunidade de contactar o Cliente e verificar o sucedido. Consideramos que o tema se assemelha de foro jurisdicional, âmbito no qual não detemos legitimidade para atuar, pelo que recomendamos que o mesmo recorra às entidades competentes para o efeito.

Agradecemos desde já a V. atenção e colaboração neste sentido.

Melhores Cumprimentos,
CENTURY 21 Portugal
Departamento de Qualidade

18 Dez2018
Century 21 adicionou uma resposta

Boa tarde,

Continuamos a aguardar que o processo nº 23080718 seja encerrado junto do Portal da Queixa.

Já tivemos oportunidade de contactar o Cliente e verificar o sucedido. Consideramos que o tema se assemelha de foro jurisdicional, âmbito no qual não detemos legitimidade para atuar, pelo que recomendamos que o mesmo recorra às entidades competentes para o efeito.

Agradecemos desde já a V. atenção e colaboração neste sentido.

Melhores Cumprimentos,
CENTURY 21 Portugal
Departamento de Qualidade

14 Fev2019
Century 21 adicionou uma resposta

Bom dia,

Continuamos a aguardar que o processo nº 23080718 seja encerrado junto do Portal da Queixa.

Já tivemos oportunidade de contactar o Cliente e verificar o sucedido. Consideramos que o tema se assemelha de foro jurisdicional, âmbito no qual não detemos legitimidade para atuar, pelo que recomendamos que o mesmo recorra às entidades competentes para o efeito.

Agradecemos desde já a V. atenção e colaboração neste sentido.

Melhores Cumprimentos,
CENTURY 21 Portugal
Departamento de Qualidade

19 Mar2019
Century 21 adicionou uma resposta

Agradecemos que o processo nº 23080718 seja encerrado junto do Portal da Queixa. Já tivemos oportunidade de contactar o Cliente e verificar o sucedido.

Agradecemos desde já a atenção dispensada,

Melhores Cumprimentos,
CENTURY 21 Portugal
Departamento de Qualidade

Century 21 está a aguardar resposta do utilizador

Comentários (2)

Ver perfil de Arménio M Belo

Arménio M Belo

Esse elemento deverá ser trazido perante a Justiça.

De qualquer forma, denuncie o comportamento ao Impic:
http://www.impic.pt/impic/pt-pt/queixas-ou-reclamacoes/apresentar-queixa-ou-reclamacao

Ver perfil de Rui Veloso

Rui Veloso Autor

É essa a intenção, e estou a trabalhar nisso