Ranking na categoria
Partilhar esta página
Condoarade
Condoarade respondeu à reclamação de Maria Pedro
há 4 meses
Resolvida
Nova resposta
Condoarade

Condoarade - Ato abusivo

O Condomínio não pode estar sem Administrador, razão pela qual a Condoarade manteve as suas funções de gestão por duodécimos em virtude de não eleição de novo Administrador.
Não se tratou de nenhuma ação à revelia da Comissão de Condóminos constituída por 2 elementos, pois 1 deles está ao corrente. Mais informamos que não se tratou de prepotência, mas sim de cuidado. Temos tido informação de condóminos sobre o estado das varandas e caso a caso, temos efetuado intervenções preventivas por rappel para retirar o reboco que esteja em perigo de queda (ações efetuadas já no passado) até deliberação de obra de reabilitação do prédio. Estas situações de emergência não se compadecem de épocas altas ou baixas e o comunicado deveu-se efetivamente por ser época alta e o maior fluxo de pessoas e carros puder originar danos em pessoas e bens. Em termos de ações tudo igual, apenas com o comunicado de alerta que foi entendido por quem quis assim entender como prepotente e à revelia, da nossa parte foi uma atitude de responsabilidade.
A contratação da empresa (a mesma que já executou os mesmos trabalhos no passado) apenas para o estritamente necessário (intervenção por rappel para retirada de reboco) pelo potencial perigo de queda. Em relação aos 37 dias, foi o período do aviso e não de impedimento de utilização do espaço de estacionamento. E volto a reforçar que o mesmo deve-se efetivamente ao facto de ser uma época de grande afluência de pessoas e carros no Condomínio.
Não privamos nenhum proprietário do uso do parque de estacionamento (verificou-se isso mesmo com a utilização normal do mesmo), apenas alertamos que para as intervenções necessárias, o espaço deveria estar desimpedido para os trabalhos necessários. O período deveu-se ao facto de estando o Condomínio ocupado, as comunicações podiam ser frequentes e assim, as intervenções poderem ser levadas a cabo pontualmente pela empresa contratada. Em relação à indicação dada como sendo o parque apenas para cargas e descargas, tratou-se de facto de uma tentativa dissuasora da utilização do espaço para que o mesmo pudesse ser vedado (o que nunca veio a acontecer devido à utilização contínua do espaço exterior de estacionamento). Temos a planta do espaço exterior e o mesmo é de parqueamento livre por parte dos condóminos, com um lugar reservado para uma fração conforme PH.
Como já referimos, não se trata de intervenções planeadas com tempo mas de intervenções pontuais urgentes. Não informar e não tentar resolver é que potencia acidentes. O reboco é retirado de acordo com as comunicações efetuadas pelos proprietários e sempre que se verifique por parte da Administração a necessidade de intervenção. Cabe-nos zelar pela segurança e a nossa atuação foi nesse sentido. Lamentamos que tenha entendido de outra forma.
Ao dispor para qualquer esclarecimento adicional através do nosso email geral@condoarade.net

Condoarade
Condoarade respondeu à reclamação de Marisa Luís
há 4 meses
Resolvida
Nova resposta
Condoarade

Condoarade - Abuso de poderes

O Condomínio não pode estar sem Administrador, razão pela qual a Condoarade manteve as suas funções de gestão por duodécimos em virtude de não eleição de novo Administrador.
Não se tratou de nenhuma ação à revelia da Comissão de Condóminos constituída por 2 elementos, pois 1 deles está ao corrente. Mais informamos que não se tratou de prepotência, mas sim de cuidado. Temos tido informação de condóminos sobre o estado das varandas e caso a caso, temos efetuado intervenções preventivas por rappel para retirar o reboco que esteja em perigo de queda (ações efetuadas já no passado) até deliberação de obra de reabilitação do prédio. Estas situações de emergência não se compadecem de épocas altas ou baixas e o comunicado deveu-se efetivamente por ser época alta e o maior fluxo de pessoas e carros puder originar danos em pessoas e bens. Em termos de ações tudo igual, apenas com o comunicado de alerta que foi entendido por quem quis assim entender como prepotente e à revelia, da nossa parte foi uma atitude de responsabilidade.
A contratação da empresa (a mesma que já executou os mesmos trabalhos no passado) apenas para o estritamente necessário (intervenção por rappel para retirada de reboco) pelo potencial perigo de queda. Em relação aos 37 dias, foi o período do aviso e não de impedimento de utilização do espaço de estacionamento. E volto a reforçar que o mesmo deve-se efetivamente ao facto de ser uma época de grande afluência de pessoas e carros no Condomínio.
Não privamos nenhum proprietário do uso do parque de estacionamento (verificou-se isso mesmo com a utilização normal do mesmo), apenas alertamos que para as intervenções necessárias, o espaço deveria estar desimpedido para os trabalhos necessários. O período deveu-se ao facto de estando o Condomínio ocupado, as comunicações podiam ser frequentes e assim, as intervenções poderem ser levadas a cabo pontualmente pela empresa contratada. Em relação à indicação dada como sendo o parque apenas para cargas e descargas, tratou-se de facto de uma tentativa dissuasora da utilização do espaço para que o mesmo pudesse ser vedado (o que nunca veio a acontecer devido à utilização contínua do espaço exterior de estacionamento). Temos a planta do espaço exterior e o mesmo é de parqueamento livre por parte dos condóminos, com um lugar reservado para uma fração conforme PH.
Como já referimos, não se trata de intervenções planeadas com tempo mas de intervenções pontuais urgentes. Não informar e não tentar resolver é que potencia acidentes. O reboco é retirado de acordo com as comunicações efetuadas pelos proprietários e sempre que se verifique por parte da Administração a necessidade de intervenção. Cabe-nos zelar pela segurança e a nossa atuação foi nesse sentido. Lamentamos que tenha entendido de outra forma.
Ao dispor para qualquer esclarecimento adicional através do nosso email geral@condoarade.net

Carregar mais