Easyjet

Easyjet

Airline Company Limited - Sucursal Em Portugal
Ranking na categoria
Partilhar esta página

Easyjet - Fui barrada na entrada pelo facto de estar gravida!!

Sem resolução
105909
10972
Marta Rodrigues apresentou a reclamação

Bom dia

Marquei uma viagem de lua de mel no dia 13 de Outubro de 2011, para Roma com embarque em Lisboa no dia 2 de Dezembro pelas 11.45h , EZY4978 com volta no dia 5 de Dezembro de 2011, voo nº EZY4977.
Fiz o check in pela internet para não ter qualquer problema, passei na segurança toda do aeroporto sem qualquer problema qual não é o meu espanto quando sou barrada na entrada para o aviao pelo facto de estar gravida.
Pedi com urgencia a minha medica uma declaração que fosse enviada por fax e pedi à tripulação que aguarda se que em ultima hipotese eu assumia a responsabilidade.Não percebi tal aparato quando nas outras companhias só é necessaria autorização medica acima das 36 semanas, pelo que estava descansada, não percebi a logica medica de pedir tal autorização às 27 semanas.O Sr. Comandante apenas esperava 5 minutos e não mais pelo que a autorização chegou precisamente 7 ou minutos depois.

Fiquei em terra na minha viagem de lua de mel indignada por tal situação e por ter sido mal tratada e atendida por todos, só pelo facto de estar gravida, como se isso fosse algum estado de dificiencia maior.
Descolquei me ao balcão da easyjet para alterar a data de voo, tendo a declaração chegado entretanto, quando não é o meu espanto que me informaram que para Roma o proximo voo era dia 4 de Dezembro. Mais uma vez q revolta tomou conta de mim pois não fazia sentido viajar dia 4 para voltar dia 5 as 8h da manha.

Perante tal facto fiz uma reclamaçaõ por escrito no livro de reclamações da vossa companhia nº 14940589.

Sem a hipotese de uma lua de mel fui obrigada a marcar uma viagem de imediato noutra companhia para nao perder tambem o dinheiro das reservas de hotel já efectuadas em Roma.

A reserva na companhia da TAP custou me 266.36 € cada bilhete de ida e volta, ou seja num total de 532.72 € o que achei inademissivel por uma questão sem fundamento legal e pela tripulação não ter esperado 5minutros pela declaração, sendo que já viajei na vossa companhia por diversas vezes e já fiquei fechado no avião mais de 30m e ate mesmo 1h por diversas questões.
Penso que foi mesmo uma questão de má vontade da vossa tripulação quando em qualquer situação eu como maior de 18 anos assumia a responsabilidade.

Assim sendo, só me resta exigir como indemnização pelos danos causados, a devolução do dinheiro dos voos de lisboa para Roma e de Roma para Lisboa que paguei imediatamente aquando da reserva no dia 13 de Outubro, pela quantia de 231.96 €.

Sem outro assunto de momento

Marta Rodrigues

Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)