Performance da Marca
Índice de Satisfação nos últimos 12 meses.
Taxa de Resposta
35,7%
Tempo Médio de Resposta
14,6%
Taxa de Solução
34,6%
Média das Avaliações
10%
Taxa de Retenção de Clientes
0%
Ranking na categoria
1 Remax 82.2
3 ComprarCasa 41.7
...
ERA Imobiliária24.6
ERA Portugal
  • 213 600 150
  • Avenida Ilha da Madeira 35F, 4ºB
    1400-203 Lisboa, Portugal
  • info@era.pt

ERA - Não paga comissões a colaboradores!

Sem resolução
Carla
Carla apresentou a reclamação
6 de agosto 2009

Trabalhei para esta empresa durante 4 meses, nos quais desempenhei todo o meu trabalho com muito afinco.
Durante esse período prestei serviços na área de angariação de imóveis e venda de imóveis.
Até hoje não me foi retribuído qualquer valor dessas vendas (já escrituradas).
Devido a incapacidades financeiras, como é obvio, ninguem vive de ar e vento, decidi não trabalhar mais com esta empresa.
A empresa , afirmada pela sua gerente Sara Sousa, diz nada haver a pagar.
Neste momento tem a pagar 1.193,75€ (das três vendas escrituradas).

Data de ocorrência: 6 de agosto 2009
Esta reclamação foi considerada sem resolução
Comentários

Eu peço desculpa a alguns dos elementos que aqui deixam a sua opinião mas não acredito que sejam verdadeiras e vão mais além da lógica..
Se eram tão dedicados e trabalhavam com tanto "afinco", "15h por dia, por que haveriam os meus colegas de Gaia mandar embora pessoas tão producentes? Será que eram assim tão bons? Será que não estavam a perturbar o bom funcionamento da loja?
Eu posso vos falar de 7 casos de sucesso e 2 de fracasso que presenciei ao longo do ultimo ano.
Recrutei para a minha loja 9 comerciais, quase todos com o mesmo problema (falta de dinheiro) 7 deles ainda trabalham comigo e o que menos produziu tirou uma média de 950€ por mês (comprovável)
Resultado tenho 7 comerciais com um ótimo rendimento, ferramentas de marketing, telecomunicações, tecnologias pagas.
Somos muito unidos e o melhor de tudo amigos, nunca mas nunca ficou um cêntimo por pagar.
Depois tive os outros 2 casos de insucesso... ligava-lhe estavam em casa a ver tv, ou com o telm desligado, no café ou a passear com a família etc.
Quem lhes perguntar porque não tiveste sucesso na ERA provavelmente vão responder 1000 coisa menos porque tínhamos de TRABALHAR! Forte esta palavra!
Quem tem legitimidade que se defenda na Justiça!

Também umas palavras para os colegas da concorrência, levem estas pessoas para a vossa loja e daqui a uns dias estão aqui a dizer que vocês não pagam ou são isto e aquilo...
Já agora se pagam tão bem e são tão bons por quê que os vossos comerciais têm mais rotatividade que os nossos? Porque que é que na vossa agência mais próxima da minha vejo caras diferentes todos os meses?
Eu explico por quê
São um grupo de Freelancers dentro de uma agencia, cada um a lutar por si. todos contra todos, despesas com tudo inclusive a formação, sem trabalho em equipa e sem um departamento comercial e processual dedicado! Nem tudo é uma mar de rosas como pintam! Aqui não há despesas. Podem dizer o mesmo? As comissões podem ser comparadas quando oferecerem as mesmas condições de trabalho!
Fiquem bem e trabalhem mas trabalhem muito para levar este país para a frente.

Olá Carla, estou a passar por um caso idêntico e gostaria de saber se conseguiu legalmente resolver a questão? Ou se alguém sabe se legalmente existe direito às comissões.
No meu caso tb colaborava com uma imo de relevo mundial durante 4 anos, decidi sair por já ñ me rever no projeto, tinha várias angariaçoes na empresa, nos contratos consta o meu nome como angariador.. Contudo a empresa diz que não tenho direito a remuneração da comissão da angariação em caso de vendas futuras. Ora os clientes vendedores eram meus clientes, no contrato estou como angariador, a meu ver ainda que deixe de colaborar com a agência eu teria sempre direito a futuras comissões como angariador.
Se sou obrigado a colocar a minha identificação como angariador no contrato,a lógica é para que seja remunerado aquando do negócio. Nem faz sentido a perda da minha ligação com os clientes. Afinal o cliente ñ entrega e confia o imóvel à agência em si mas sim ao angariador com quem têm a ligação. Alguém tem conhecimento de casos idênticos e como foram solucionados?

Cumprimentos
Carlos

Como diretor comercial numa imobiliária que já conta com quase 20 anos de experiencia e que começou por baixo gostava de deixar o meu contributo sobre este tema, em especial para aqueles que pensam fazer das vendas imobiliárias o seu modo de vida.
Primeiro, a vida não é cor de rosa neste setor, não há dinheiro fácil em lado nenhum e muito menos neste trabalho, quem promete lucros avultados e fáceis está a mentir e a fazer falsas promessas, e talvez por isso haja mais gente descontente do que contente e mesmo quem trabalha muito (as tais 16 horas por dia, fins de semana e feriados incluídos) nunca vai ter uma vida de sonho com dinheiro a cair na conta todos os meses como folhas a cair das árvores.
A verdade é que o mercado imobiliário é dos mais difíceis e penosos de trabalhar e ao contrário do que se diz não é por trabalhar muito que se vai ganhar muito.
Pode-se convencer alguém a comprar uma televisão ou um carro que não quer mas nunca na vida se vai convencer uma pessoa a comprar uma casa que não quer, a pessoa que entra numa casa se tiver uma má impressão da mesma no momento em que entra na porta nunca mais a vai comprar por muitos argumento que o vendedor apresente, essa pessoa vai apresentar defeitos no dobro, mesmo que eles não existam.
Depois temos as questões financeiras porque 90% das pessoas que andam a ver casas não têm dinheiro para as comprar (estão a ver o filme?) o tempo em que os bancos enfiavam dinheiro pelos olhos das pessoas a dentro já lá vai, o tempo dos IRS martelados já passou (os vendedores mais antigos sabem do que falo)
Portanto não se iludam porque neste mercado não há milagres, eu diria que existe 50% de sorte e 50% de talento para se ser um vendedor bem sucedido.
O cliente certo no momento certo com a casa certa é muito raro portanto é necessário trabalhar para alinhar estes 3 fatores num negócio e isso é que é o trabalho do vendedor.
Despejar clientes para casas na esperança que eles se iludam com as mesmas é um erro, angariar por angariar só para ter imóveis em carteira á espera que apareçam os clientes certos é um erro e contar com o ovo no dito cujo da galinha é o pior de todos os erros, não existem negócios certos, um negócio só está concluído quando a escritura está assinada por todas as partes envolvidas.
Podem trabalhar as tais 16 horas por dia durante um mês inteiro e mesmo assim não fazer uma venda ou podem trabalhar 1 hora por dia de forma assertiva e ter mais sucesso, tudo depende da forma como trabalham e do foco que colocam nesse trabalho, podem trabalhar 20 clientes em simultâneo sem fecharem um negócio ou podem trabalhar um cliente de cada vez sem pressões e terem mais sucesso.
O foco e a capacidade de serem realistas quanto a um negócio e a um cliente é muito importante
Em segundo lugar não existem formulas de sucesso nesta atividade, cada caso é um caso e cada negócio é um negócio, as mulheres não vendem mais do que os homens e vendedores bem vestidos com fatinhos com pins na lapela e gravatas a condizer com as cores da empresa são tudo tretas, da mesma forma que um decote mais aberto ou uma saia mais curta não fecham negócios (quem anda neste meio sabe o que eu quero dizer) aparecer num mercedes não é sinal de ser um vendedor bem sucedido, conforme eu disse se o cliente não quiser compra e ponto final.
Eu já vendi cas nos meus tempos de vendedor que eram autênticos charutos em últimos andares sem escadas e já vendi casas vestido com calções da praia até ao joelho, a chave é criar empatia com o cliente e perceber o que ele quer comprar, não andar a mostrar toda a carteira de imóveis na esperança que ele caia num deles, isso só o vai chatear e desagradar os proprietários.
Por último, as grandes redes imobiliárias e franchisings apenas têm um objetivo que é dar lucro ás casas mãe, vulgo Masters e enriquecer os responsáveis pelos franchisings e por isso existem tantas queixas, clientes descontentes, empregados descontentes etc...
A pobreza da mentalidade portuguesa que insiste em copiar tudo o que se faz nos UEA sem pensar se os modelos americanos se adaptam á realidade portuguesa leva a isto mesmo, só porque o modelo americano da REMAX ou da ERA funciona lá não quer dizer que cá vão ter sucesso.
Basta saber que nos EUA uma casa posta á venda tem um preço negociado e nunca tem um preço fixo ou seja um valor que proprietário pretende ganhar (que apenas ele e o vendedor conhecem) e uma proposta feita pelo comprador e o proprietário já sabe de antemão que vai ter que negociar, a função do vendedor é apenas encontrar caminho para que ambos se entendam.
Cá as casas que entram no mercado já têm um preço e as negociações são muito mais difíceis, quem vende quer vender o mais caro possível e quem compra quer comprar o mais barato possível, o vendedor apenas mostra casas e reza para que o cliente compre sem muitas negociações.
Posto isto, eu não conheço a realidade das lojas da ERA ou da REMAX em termos de gestão e processos internos, nunca trabalhei em nenhuma, por isso não posso comentar, mas tenho na minha imobiliária (que não é franchisada é um negócio individual e familiar) muitos vendedores que fazem parte das minhas equipas e que vieram da ERA e da REMAX e que como é obvio por vezes tecem comentários sobre as mesmas quer fazendo comparações quer fazendo confidencias sobre as suas experiencias nesses locais.
Posso portanto baseado nesses comentários e na minha experiencia empírica dizer o seguinte:
A ERA apenas quer marcar território ou seja, placas por todo o lado amarelecidas pelo sol e apagadas pela chuva, pelo que sei um vendedor da ERA vai para um cliente seja comprador seja proprietário, completamente formatado com uma lavagem cerebral feita, um discurso ensaiado, sem argumentos próprios, vender uma empresa e um conceito, vai fazer uma angariação já com a placa debaixo dos braços.
Na REMAX os vendedores são considerados empresários, pagam todas as despesas inerentes á sua atividade e gostam de colocar as suas fotografias por todo o lado como se isso fosse sinal de confiança (o que não é), por outro lado a conversa dos seus vendedores também está mais ou menos formatada mas de uma forma diferente, insistem na exclusividade das suas angariações e tentam convencer os proprietários que só assim as suas casas serão vendidas mais rapidamente (normalmente em 3 meses dizem eles) o que na minha opinião é tanga.
Tenho para mim que a REMAX é a imobiliária que menos vende em Portugal porque na realidade a única coisa que fazem é angariar em exclusivo para depois (partilharem) esses imóveis com outras imobiliárias daí a angariação sempre em exclusivo e sempre com comissão fixa.
Costumo aconselhar os meus vendedores a tocarem ás campainhas das casas que têm placas da ERA porque normalmente são proprietários descontentes e angariações fáceis, eu próprio fartei-me de roubar negócios á ERA com base nesse pressuposto e costumo aconselhar os proprietários a não entregar as suas casas em exclusivo a nenhuma imobiliária (na minha não trabalhamos com exclusivos) porque isso não é garantia nenhuma de venda rápida, antes pelo contrário é fechar as portas a outras oportunidades de venda porque embora as imobiliárias que correm atrás dos exclusivos prometam que trabalham esses imóveis de forma diferente e personalizada isso são tudo tretas, elas têm é medo da concorrência.
Do alto dos meus quase 20 anos de experiencia posso com segurança dizer o seguinte:
O mercado é libre e as pessoas podem trabalhar com que acharem que devem trabalhar, mas é sempre preferível trabalhar numa imobiliária pequena que tem que correr todos os meses atrás dos resultados, onde o ambiente é mais familiar e mais amigo onde os colegas se apoiam mutuamente, onde os diretores e gerentes são considerados colegas de trabalho que apenas têm responsabilidades diferentes mas que estão sempre dispostos a dar apoio, do que num franchising onde tudo está focado na pressão dos resultados, não existe humanidade e onde quem não apresenta resultados é posto de parte até ser obrigado a desistir.
Apenas posso dar o exemplo da minha imobiliária e estou á vontade para falar porque não sou o dono nem sócio nem gerente, aqui ninguém anda de fatinho com pin na lapela nem gravata a condizer com as cores da empresa, e as senhoras também vestem como querem, claro que existe uma linha que ninguém pode ultrapassar, aparência conta mas apenas nos limites do razoável, eu sou o diretor comercial mas se tiver que sair para dar apoio a um vendedor e fazer uma angariação ou uma visita saio, apesar de não fazer parte das minhas funções, assim como os gerentes também, um iniciante sem experiencia na profissão não é nunca atirado aos leões sozinho porque o nome e a imagem da nossa empresa é o mais importante, digo sempre aos meus vendedores que se houver um dia em que não se sintam capazes de sair da cama por qualquer motivo preferível não sair do que virem trabalhar porque ninguém os vai julgar por causa disso, eles são humanos e 99% do seu trabalho depende de interagir com outros humanos portanto estar sempre focado é muito importante, eu não tenho ordenado fixo, o meu ordenado é uma percentagem mensal das vendas da casa e mesmo em tempos de pandemia as coisas correram bem para mim e para os meus vendedores da minha equipa, gosto do que faço e passo essa mensagem para todos os outros, a minha porta está sempre aberta e não trocava isto por nada.
Notem que sempre usei o termo vendedor e nunca títulos pomposos como comercial ou delegado ou (embaixador como é sado na ERA) e muito menos consultor imobiliário porque para quem não sabe é proibido por lei usar o título de consultor imobiliário (consultem o INCI sobre isso e vejam o que vos pode acontecer por isso)
Por ultimo uma nota para a ERA e para os seu vendedores tocar ás campainhas com patranhas que sabem de uma casa para a venda na região ou de um andar que não sabem qual é só para estabelecerem contato venderem o vosso peixe, na minha opinião não é muito correto e apenas desgasta os vossos vendedores psicologicamente porque fartam-se de ouvir a palavra NÂO e também não favorece muito a vossa imagem
Da mesma forma os vendedores da REMAX deixarem fotocópias a preto e branco nas caixas do correio com patranhas de que têm um cliente interessado ou que acabaram de vender um imóvel na zona também não me parece que abone muito a vosso favor porque essas fotocopias vão diretamente para o lixo e para uma empresa que se arroga títulos de PREMIUM e EXCLUSIVE e quejandos fazer publicidade com fotocópias a preto e branco isso é dar uma no cravo e outra na ferradura com se costuma dizer. mas isso é apenas a minha opinião e vale o que vale...