Fidelidade

A marca recusa-se a responder aos consumidores no Portal da Queixa

Recomenda esta marca?

41
72

Partilhar esta página

Fidelidade - Acidente de trabalho

Resolvida
1714515
4709
0 gostos
Raquel Moreira apresentou a reclamação

Trata-se de um acidente de trabalho e a companhia está a colocar entraves no pagamento de ajuda 3ª pessoa. Anexo e-mail enviado à companhia de seguros:

Exmos. Srs,

Relativamente ao processo nº914231724/00, serve o presente para demonstrar o meu desagrado sobre o pagamento de ajuda de 3ª pessoa.
Como é do vosso conhecimento, no passado dia 27/11/2014 fui vitima de atropelamento, tendo-me sido diagnosticado fracturas de vértebras apófises transversas; costelas e lesão no tendão rotuliano.
As minhas primeiras consultas foram no HPA (Hospital Particular de Almada), onde e após o diagnostico fui encaminhada para a fisioterapia.
Devido ao meu estado de saúde debilitado contratei uma pessoa para me limpar a casa, e entre dia 15 e dia 29 Dezembro (data de uma das consultas), questionei os vossos serviços relativamente ao pagamento de ajuda de uma 3ª pessoa, onde me foi informado que para o efeito bastava que o médico na próxima consulta passasse uma declaração nesse sentido (podem verificar veracidade na gravação da chamada), e assim o fiz, dia 29 de Dezembro solicitei ao médico a dita declaração, qual me informou que seria válida para o tempo que estivesse de baixa, e assim que a obtive encaminhei a mesma via CTT para os vossos serviços.
Imaginem o meu espanto, quando reparo que os vossos serviços só me efectuaram pagamento de dia 27/11 a 15/12, e quando contactei os vossos serviços para esclarecer o motivo pelo qual só existia pagamento entre estas datas, obtive duas respostas:

1ª Que em todas as consultas eu teria de solicitar ao médico essa "dita" declaração ( esta informação nunca me tinha sido passada pelos vossos serviços, portanto, eu procedi conforme vossas instruções);
2ª Quando questionei o motivo pelo qual o pagamento ser somente entre os dia 27/11 e 15/12, visto que a consulta que gerou a declaração teria sido a 29/12, a resposta foi que como iniciei a fisioterapia a 15/12, os vossos serviços só contabilizaram até essa data.

Mediante isto, e como ainda me encontro de baixa devido ao meu estado clínico, estado clínico esse passado pelo médico dos vossos serviços, questiono o seguinte:

Como os vossos serviços fazem esse tipo de análise? Uma lesada assim que inicia fisioterapia fica boa? Ainda para mais a nível de coluna?..
Ainda me mantenho de baixa e regressei no inicio desta semana à fisioterapia, relembro fisioterapia esta, indicada pelos médicos dos vossos serviços, ou seja, mantenho-me num estado debilitado em que continuo sem poder limpar a casa e recorrendo a essa 3ª pessoa, quem paga esse prejuízo??
Mais, eu não tenho de ser lesada por uma má informação da vossa parte, ou até mesmo por burocracias entre V.Exas e os médicos.

Em virtude do exposto, agradeço que me seja ressarcido o montante da 3ª pessoa, desde a data de 15/12 até à presente data, montante esse meu por direito.

12 Mar2015
Fidelidade adicionou uma resposta

Estimada Sra. D. Raquel Moreira,

Lamentamos não ter correspondido às suas expectativas.
Vamos contactá-lo pessoalmente para tentar encontrar uma solução.

Até breve,

Com os nossos cumprimentos,

Bárbara Soares

Apoio Cliente Fidelidade

23 Mar2015
Fidelidade adicionou uma resposta

Exmos. Senhores,



Damos em nosso poder a vossa comunicação, sobre o assunto em epígrafe, cujo conteúdo mereceu a nossa atenção.

Tendo chegado ao nosso conhecimento a reclamação por V. Exas. apresentada, cumpre-nos informar que foram prestadas a Reclamante as informações pertinentes.

Estamos disponíveis para qualquer esclarecimento adicional que entenda necessário. Não hesite em entrar em contacto connosco sempre que achar conveniente.

Com os nossos cumprimentos.


Cecilia Sousa
Centro de Gestão de Reclamações

Esta reclamação foi considerada resolvida

Comentários (0)