Grupo 2045

Grupo 2045

2045 - Empresa de Segurança S.A.
Ranking na categoria
Partilhar esta página

Grupo 2045 - Abuso de autoridade no metro de Lisboa

Aguarda resposta
75108822
277
0 gostos
Virgínia Cêrca apresentou a reclamação

No passado dia 12 de Maio de 2022, pelas 22:34, haviam dois vigilantes da 2045 a fazer a ronda pelo Metro de Lisboa, no sentido a Odivelas com um objecto que serve para picar as pastilhas das rondas nas mãos e a apontar esse mesmo objeto que se torna contundente, bastão e arma de arremesso quando usada como tal, aos utilizadores do metro pela colocação de máscaras. De forma agressiva, violenta, com uma falta de educação tremenda. Fui abordada mais uma colega minha, da mesma profissão que os mesmos, mas segurança aeroportuária, para obrigarem a minha colega a subir ainda mais a máscara, sendo que se o fizesse seria para tapar os olhos e não o nariz e a boca.
Eram dois seguranças, caucasiano e um de raça preta, sendo que foi este o último a ser extremamente agressivo no trato com eu teve pra conosco e não só!
Linguagem pouco correcta, abuso de autoridade por ter um cartão ao peito.
Relembro que ser vigilante não é ser polícia! E que violência puxa comportamentos violentos. Não existe desculpa para a forma como este segurança nos abordou, duas passageiras do metro do sexo feminino, de máscaras colocadas e sossegadas depois de um dia de trabalho concerteza mais exaustivo que o da pessoa em questão!
É de lamentar que a empresa não tenha conhecimento deste tipo de comportamentos dos seus funcionários que já se torna recorrente pois já na estação do metro de Entrecampos a minha colega tinha sido abordada pelo mesmo sujeito aos berros para colocar a máscara quando esta estava completamente sozinha na estação e a beber água a espera do metro!
E se a empresa tem conhecimento e o permite pior se torna a situação!
Nenhum vigilante tem de andar aos berros, de bastão na mão a fazer peito a ninguém para se fazer valer, mas sim abordar as pessoas conforme as situações que surgem e nunca usar um cartão para começar ele próprio a puxar agressividade nas pessoas!
Porque quando vemos pessoas sem máscara, a saltar cancelas, a usar as nossas passagens nas portas do passe social e a fazerem desacatos nunca vemos um segurança para intervir, no entanto para apontar bastões a cara das pessoas que não fizeram nada de errado só porque se julgam os reis do metro por uma farda é demasiado triste!
Como profissional de segurança privada envergonhou a profissão que também uso e agradecia que o mesmo fosse chamado a razão e talvez colocado nalgum posto que não fosse o que lhe desse a liberdade de ameaçar ninguém com bastões de frente à cara das pessoas!
Existem câmeras de segurança que também deveriam servir para estás coisas, só dizendo!
Virgínia Cêrca está a aguardar resposta da marca

Comentários (0)