Hospital de São Sebastião
Hospital de São Sebastião
Performance da Marca
Índice de Satisfação nos últimos 12 meses.
Taxa de Resposta
13,8%
Tempo Médio de Resposta
2,1%
Taxa de Solução
13,8%
Média das Avaliações
41,6%
Taxa de Retenção de Clientes
52,6%
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Hospital de São Sebastião - Serviço de pediatria

Sem resolução
1/10
Marco Almeida
Marco Almeida apresentou a reclamação
15 de julho 2020
No passado domingo à tarde, dia 12 de julho de 2020, o meu filho de 21 meses fez um golpe na testa, na sequência de um embate com a cabeça numa aresta da parede da casa. Ficou com uma ferida exposta, com necessidade de assistência médica. Desse modo, dirigimo-nos ao Hospital mais próximo, Hospital S. Sebastião em Santa Maria da Feira, por volta das 15:00. Quando lá chegamos tive de fazer primeiro o registo e de seguida fui rapidamente encaminhado para o serviço de Pediatria, até aqui tudo bem.. No entanto, a meu ver, poderia haver mais agilidade neste tipo de emergência, tanto na secretaria como na parte do atendimento da Pediatria.
Desde a nossa chegada à pediatria até ser encaminhado para a o Raio X e levar os pontos, ficamos cerca de 30min à espera com a ferida exposta.
Depois de feito o Raio X e de terem sido dados os pontos, fomos para a Pediatria onde aguardamos.. aguardamos.. sem qualquer informação, comunicação, atendimento, análise do meu filho, sem haver qualquer comunicação sobre os cuidados a ter após os pontos.. Tive de questionar a médica sobre os resultados do Raio X após 45min. de espera e com o serviço de pediatria “quase às moscas” e com duas médicas no atendimento. Ao perguntar por quanto tempo mais teríamos de aguardar obtive a seguinte resposta da médica: “- Terá de aguardar o tempo que for necessário.” Resposta digna de uma profissional de saúde do serviço público e que sossega qualquer pai/mãe.
Passados mais uns 30 min. o meu filho pediu leite, não lhe queriam dar. Após vários pedidos do meu filho que estava a queixar-se que tinha fome e após ser ignorado várias vezes, foi necessário intervir e dizer que se não me arranjassem o leite teria de ir lá fora buscar o biberão que estava com a minha esposa.
Depois de esperar mais 20min. lá chegou, finalmente, um biberão. O meu filho queria beber o leite deitado. Como tinha uma sala na pediatria com duas crianças e com umas 8 camas disponíveis decidi deitá-lo numa das camas para ele beber o leite deitado, como é habitual numa criança. Um enfermeiro dirigiu-se a nós dizendo-nos que o menino não podia beber o leite na cama. Tirei-o contrariado, continuando o bebé a chorar pois queria beber o leite deitado. O enfermeiro ignorou a situação e nada fez para arranjar uma alternativa e ajudar o menino a acalmar-se. Tive de lhe dar o leite deitando-o no fraldário. Lamentável!!
Os profissionais de saúde poderiam ter uma postura mais profissional e mostrar mais sensibilidade, assim como, os restantes elementos da equipa. Estamos a falar de uma pediatria, de crianças e não de números. Não existe um gestor que controle, daí a prepotência que se faz sentir.
A imagem com que se fica, relativamente às urgências da Pediatria do hospital de Santa Maria da Feira, é que é tudo para se fazer com muita calma, é para se ir fazendo..
Estamos a falar das Urgências, claro.. e não de um SPA. Por favor exijam profissionais motivados.
Eu que defendo os hospitais públicos começo a achar que não são a melhor opção, pois esta experiência “deixou muito a desejar”. É tão importante cuidar dos doentes como lhes falar com respeito e dignidade. Competências humanas e sociais acima de tudo!
Data de ocorrência: 15 de julho 2020
Marco Almeida
Marco Almeida avaliou a marca
29 de junho 2021

...

Esta reclamação foi considerada sem resolução
Comentários
Esta reclamação ainda não tem qualquer comentário.