Ranking na categoria
  • 213164164
  • Edif.d.sancho I - Quinta da Fonte
    2740-244 Porto Salvo
Partilhar esta página
Esta é a sua empresa? Clique aqui

HP Hewlett Packard - Portátil não reparado dentro da garantia

Sem resolução
4076916
1177
Alexandre Correia apresentou a reclamação

Venho pelo presente meio, apresentar a minha insatisfação relativa ao serviços pós-venda da HP.
O portátil em questão é um HP Pavilion 15-n007ep (5CD3421790), que foi adquirido em Maio de 2014, na Worten, juntamente com uma extensão de garantia. Sou um estudante de Engenharia no Técnico e planeava completar a minha formação com este portátil, daí ter tomado as providências para que isso fosse possível.
O aparelho foi sujeito a um grande uso diário, tanto em termos de transporte, em meios apropriados, como em utilização para trabalho. Tem como é claro, algumas mazelas menores, oriundas deste desgaste. Nunca deu qualquer sinal de falha, até à situação que passo a descrever.
No dia 16 de abril de 2016, após ausentar-me de um gabinete individual de estudo, e deixando o computador ligado, deparo-me que, ao regressar o computador encontrava-se desligado. Sendo a primeira vez que o portátil me falha, estranhei, até porque a luz correspondente ao carregador, encontrava-se ligada. Após alguma tentativas de o ligar, de novo, utilizando os passos descritos pela HP, para reinicialização da BIOS, confirmei que o aparelho estavam, de facto, avariado.
Como àquela hora, os serviços da HP encontravam-se fechados, tive que esperar pelo dia seguinte para efectuar a chamada. A mesma foi feita, para saber como se procederia para a reparação do mesmo. O operador informou-me que a HP não tem instalações de reparação em Portugal, logo o portátil teria de ser enviado para Espanha, mas que a empresa acarretava os custos do mesmo. O mesmo insistiu, por algumas vezes, se não queria fazer uma extensão de garantia do portátil, para precaver qualquer tipo de situação que a garantia actual não cobrisse, fosse coberta. Estando confiante da seriedade da empresa, declinei sempre as ofertas.
A empresa SEUR tratou do transporte do equipamento. Veio buscar o equipamento dia 20/04, sexta-feira. Segundo a previsão da HP, o portátil deveria estar comigo, arranjado, dia 02/05. Para mim, em si, já era um incómodo grande estar sem o aparelho. No entanto, a data parecia bem aceitável.
O problema começou depois. Passada a semana e sem receber informações da HP. No dia 02/05, ligam-me a informar que o aparelho possui danos físicos que resultaram na falha e que a garantia não está ao abrigo destes danos, entre eles, o facto do carregador do portátil estar com a caixa aberta, estando, no entanto em perfeitas condições de funcionamento. Perguntam-me se quero o orçamento da reparação, sendo que seria a única forma de me repararem o aparelho. De forma a pensar no assunto, pedi. Segue-se em anexo, o mesmo, de forma a verem o absurdo que é. Queriam substituir praticamente todos os componentes do portátil, por um preço que me custaria quase tanto como o aparelho.
Na semana seguinte, voltei a ligar para a HP, a explicar a situação toda, de novo e a rejeitar o orçamento apresentado. Foi-me dito que seria contactado pelo departamento técnico, nas 48 horas seguintes, o que não se verificou, tendo de ficar sem aparelho mais algum tempo. Só foi estabelecido contacto, de novo dia 10/05, sendo que serviu apenas para me tentar convencer que seria a única forma de reparar o aparelho. Recusei, de novo e o computador, foi-me devolvido no dia seguinda, dia 11/05.

Em suma:
- mais de 20 dias sem computador, que é essencial para o meu trabalho.
- portátil não reparado dentro garantia.

Já informei a DECO do sucedido, tal como o Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa (para quem não sabe, como funciona: * PROIBIDO *://www.centroarbitragemlisboa.pt/sections/directo/como-recorrer) e irei recorrer até às últimas instâncias para que tenha o computador reparado e o tempo despendido, compensado.

Desta forma, desaconselho fortemente os aparelhos HP a todo o tipo de estudantes que usem os equipamentos com grande frequência, sob pena de não terem os seus aparelhos reparados aquando de avarias dentro da garantia.

Com os melhores cumprimentos,

 


27 ago 2020
A reclamação foi considerada "Sem Resolução" por falta de atividade
Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)