INEM

INEM

Instituto Nacional de Emergência Médica
Ranking na categoria
  • 213 508 100
  • Rua Almirante Barroso, 36
    1000-013 Lisboa
  • inem@inem.pt
Partilhar esta página

INEM - Pedido de transporte ao hospital (covid-19)- custos

Resolvida
56135521
239
0 gostos
Jorge Santos apresentou a reclamação

Após teste efectuado em 26-01-21 enviado pelo Centro de Saúde de 7Rios em 22-01-21 - depois do meu contacto a informar da minha situação (com os primeiros sintomas em 17-01-21), recebi o resultado no dia 28-01-21 a comunicar "detectado" e comunicado á DGS. No dia 30-01-2021, muito debilitado pela acção do virus covid-19 (febre sempre alta - medicada a paracetamol 1000 de 6 em 6 horas - diarreia continúa - nauseas - falta de apetite (nada ingeria, só liquidos e medicado com ultra-levur 250), portanto passados 14 dias dos primeiros sintomas, contactei o 112 como indica o SNS. Quando atendido, o INEM passou a chamada para o "CODU" e este remeteu-me para os Bombeiros de Carnaxide (forneceu n.º para eu ligar), que por sua vez, após pausa de espera para se certificarem com o "CODU", remeteram-me para os Bombeiros de Linda-a-Pastora (forneceram n.º para eu ligar). Finalmente, atendido pelos Bombeiros de Linda-a-Pastora, disse o que se tratava e de todo o trajecto telefónico que já tinha feito até ali, forneci os dados que me pediram e prontamente se deslocaram á residencia e transportaram-me ao Hospital S.Francisco Xavier, não sem antes avisarem que teria de pagar o serviço (?). Fui transportado, acompanhado ao atendimento das urgencias e lá fiquei para ser observado, desde as 12:50H até ás 03:55H do dia seguinte. Feito RX e análises de sangue, fui socorrido com soro durante algumas horas, para compensar o desiquilibrio de "iões e sódio". Na essência, o que eu procuro saber, é se me cabe a mim suportar a despesa deste transporte ? Segundo as indicações da DGS e do SNS, deve ser pedido e utilizado pelos testados positivos (ligar 112), devido á exigencia de utilização de equipamentos de protecção dos assistentes da ambulancia, com a finalidade de evitar contágios. Agora, chegou a factura dos Bombeiros para eu pagar. Isto está certo? Agradeço informação.
25 mar 2021
Jorge Santos alterou o estado para Resolvida
17 set 2021
Jorge Santos avaliou a marca

1/10

Sim

Voltaria a fazer negócio?

A marca é o SNS; é o INEM ou é o CODU. Seja qual for a responsável deixou-me ao abandono. Teria de resolver a situação pelos meus próprios meios. Ou pagava o que os bombeiros me exigiram (20,00€ do transporte + 30,00€ de dois fatos de protecção); ou ia de transportes públicos de Queijas até ao Restelo, para o Hospital S.Francisco Xavier, com as implicações de contagiar outras pessoas; ou iria a pé vários e longos quilómetros, tão debilitado que não me tinha em pé. Resolvi o problema a pagar aos bombeiros pelo transporte e nem sequer pude pedir comparticipação de despesa ao meu sub-sistema de saúde "ADM-IASFA", que é obrigatório, mas não comparticipa despesas com o covid. Perante "este tratamento pessoal" a minha opinião sobre a "marca" é, obviamente, muito negativa.

Esta reclamação foi considerada resolvida

Comentários (0)