Marca do Mês
Ranking na categoria
Partilhar esta página

Inforlandia - Estratagema da Inforlandia para fugir das suas responsabilidades!

Resolvida
41509
3743
Carlos Leal apresentou a reclamação

Boa tarde

No seguimento de uma avaria reportada por mim por e-mail para o suporte.eescolas@inforlandia.pt na quarta-feira, 3 de Março de 2010 22:16 e onde indico na descrição da avaria em que possivelmente o flatcable que liga o monitor (LCD) do portátil está com problemas, inclusive essa informação foi numa folha em cima do teclado do portátil.
Essa informação foi completamente ignorada pelos vossos serviços de reparação, tendo sido dada a avaria como não confirmada TK_224820 onde foram cobrados €30.
A 10-10-2010 onde a situação já estava incomportável volto a requisitar a assistência da Inforlandia para o mesmo problema anteriormente reportado apenas diferindo no nome já que a assistência usa o termo técnico NB LCD Wire Cable  M746/85, (O nome depende da marca) friso que no dia em que o portátil foi entregue gravei um filme onde é visível a avaria reportada e que na altura converti para mp4 e enviei para a assistência onde voltei a ser ignorado.
Após a recolha na terça, 23-11-2010 15:11 recebo um e-mail no qual indica que um dos hologramas estava danificado, estranhei apesar de não ser eu Carlos Leal o utilizador do portátil mas sim o minha filha Bárbara de 13 anos, que não iria abrir o portátil para remover ou alterar componentes de hardware. Se o holograma estava danificado é do uso em cima dos joelhos o que acho difícil e de certeza o portátil nunca foi aberto como a Inforlandia se não agisse de má-fé poderia facilmente comprovar.
Na proposta de orçamento recepcionada por mim hoje dia 02-12-2010 e no qual a Inforlandia diagnostica a avaria anteriormente reportada por mim só que agora com o custo de material €41,32 e €28,92 de taxa de manuseamento.
Após estes factos sou obrigado a duvidar dos procedimentos rigorosos tão apregoados nos e-mails anteriormente trocados e que me levam a pensar num estratagema da Inforlandia para fugir das suas responsabilidades, subentenda-se a garantia do equipamento. 

O meu desagrado é enorme, não só por ter enviado o equipamento para reparação da primeira vez não terem reparado tendo sido cobrado o manuseamento e da segunda vez por estarem a cobrar por uma avaria que deveriam ter sido diagnosticada e reparada da primeira vez em que o equipamento esteve na assistência, sou funcionária da Tecnidata com a categoria de técnico de informática, presto assistência ao parque informático da ZON, trabalho com diversas marcas de computadores e realmente a Inforlandia suplanta largamente aquela que é a mais “pobre”.

Aguardo deferimento.

Atenciosamente.

Carlos Leal

25 nov 2012
Insys adicionou uma resposta

Assunto: TT42994
Cliente: Carla Maria Henriques Salvador Leal

Acusámos recepção da V/ comunicação, sobre a qual gostaríamos de apresentar os nossos esclarecimentos.

Informamos que a Insys assume as suas responsabilidades legais, sem qualquer custo para o cliente, desde que a avaria se encontre ao estipulado pelo Decreto-Lei nº. 67/2003, de 8 de Abril, rectificado pelo Decreto-Lei N.º 84/2008, de 21 de Maio, e não seja decorrente de mau uso.

Desejamos informar que este equipamento deu entrada nos N/serviços técnicos com irregularidades, que no caso especifico, dizem respeito aos hologramas de segurança que se encontram danificados (segue fotografia comprovativa), pelo que conforme os trâmites legais, estas anomalias não são abrangidas pela garantia.

Cumpre-nos informar que, conjuntamente com o equipamento segue o certificado de garantia, onde contam as condições para a atribuição dos benefícios atribuídos ao consumidor, onde se evidencia “ esta Garantia Limitada extingue-se de imediato e não é extensível a nenhum equipamento ou peça que tenha sido danificada ou tomada inoperante, em resultado de quebra de qualquer selo de garantia”. No próprio holograma de segurança consta “A garantia termina se este selo for danificado ou violado”. Informamos que os hologramas de segurança INSYS não se descolam facilmente, mas apenas quando são arrancados voluntariamente ou devido a utilização indevida do equipamento.

Pelos motivos descritos e pela não conformidade, o equipamento foi sujeito a orçamento, o qual é do conhecimento do cliente a para o qual aguardamos uma decisão.

Mais informamos que o equipamento na primeira intervenção técnica foi sujeito à reparação da Motherboard, tendo numa segunda intervenção técnica sido sujeito à reposição de imagem e testes intensivos não sendo possível verificar a avaria descrita pelo cliente, pelo que não averiguamos anomalias similares.

Contamos ter esclarecido, pelo que aguardamos uma decisão com brevidade e subscrevemo-nos com os melhores cumprimentos,

Juliana Rodrigues

25 nov 2012
Carlos Leal adicionou uma resposta

Sr.ª Dª Juliana Rodrigues no seguimento da sua resposta passo a indicar que na primeira intervenção não fizeram nada, no dia em que entregaram o pc eu fiz um vídeo onde é visível a avaria e que encaminhei para a assistência na altura.
Quanto ao selo holográfico se estava danificado era da temperatura e de estar sempre ao colo da criança que o dono/utilizador do portátil, se isso é utilização indevida bom então sem duvida sou um grande prevaricador, no entanto poderia ser facilmente verificado se selo tinha sido completamente retirado e o portátil tinha sido aberto. Neste caso existiu da parte da Inforlandia um aproveitamento dessa situação para fugir às suas responsabilidades.

Carlos Leal

25 nov 2012
Insys adicionou uma resposta

Estimado cliente

Acusámos a recepção do seu e-mail cujo conteúdo mereceu a nossa melhor atenção.

Reiteramos a informação facultada anteriormente, pelo que aguardamos uma decisão face ao orçamento proposto.

Mais informamos, que como consta nos manuais de utilizador, o equipamento deverá ser utilizado numa superfície estável, de preferência numa mesa ou base refrigeradora, limpa e de forma a não obstruir as entradas de ar, o que de acordo com a informação facultada, não se verificou.

Relativamente à sua questão, segue em anexo fotos comprovativas dos danos que os hologramas de segurança apresentam.

Mostramos a nossa disponibilidade para qualquer esclarecimento adicional, pelo que aguardamos uma resposta e subscrevemo-nos com os melhores cumprimentos,

Juliana Rodrigues

Esta reclamação foi considerada resolvida

Comentários (1)

Ver perfil de Tiago Delfim da Costa e Silva

Tiago Delfim da Costa e Silva

A mim trocam motherboards sem eu dar autorização visto que paguei 250€ por um upgrade, reclamo, vai o pc para tras mais 3 meses e tal e quando vou buscar nao trabalhava uma coluna e a que trabalhava coitada, falhada de vez em quando.. mas eu como tinha datas para entregar trabalhos da escola ignorei... agora a ns 2 meses esse rico portatil avariou e como ja nao estava na garantia decidi abrir com um colega, técnico de uma loja de informatica de estarreja e ele deparou-se com o seguinte: faltava uma borracha de dissipação de calor sobre o processador. mas importante referir que elas nao derretem e, ainda por cima, o processador nem sequer tinha marcas de ter tido la seja o que quer que fosse.. Olhem, é uma vergonha!! Eles deviam pagar por fazerem este tipo de coisas pois é inadmissivel!