Intrum

Intrum Portugal, Unipessoal Lda

Ranking na categoria

Categoria
Cobranças

Telefone: 213172200

Morada
Alameda dos Oceanos, 59
Edifício Espace
Piso 1, Bloco 2 A/B
Parque das Nações
1990-207 Lisboa

E-mail
info@pt.intrum.com

Website
http://www.intrum.com/pt/

Recomenda esta marca?

10
87

Partilhar esta página

Intrum - Dívida falsa e indevida

Em tratamento
25022919
947
1 gostos
Bárbara Pereira apresentou a reclamação

Exmos. Srs,

Venho por este meio efetuar a reclamação por escrito de uma situação que se “arrasta” á 8 anos.
Desde 2011 que não tenho nenhuma dívida perante a vossa entidade, no entanto recebo constantemente mensagens, emails e sms com a indicação de que tenho um valor em divida de cerca 500€ de acordo de pagamento que não cumpri.

Ora isto não corresponde á realidade e estou saturada de explicar que na altura eu paguei e enviei os comprovativos, no entanto alegam que eu não paguei essa última tranche. Nem se dão ao trabalho de verificar junto da vossa contabilidade se os valores realmente foram pagos, ou então pretende roubar-me, fico da dúvida... Conforme documentos em anexo segue os valores pagos na altura á Intrum Justiça, que curiosamente liga-me a indicar não paguei, muitas vezes com um discurso arrogante, indicando como “problema seu que tem que resolver” “Devia ter pago” Etc…. Sem comentários por parte da postura da empresa que curiosamente paguei e a formação dos operadores do callcenter que é “excelente”.

Cansada de toda esta situação seguem os anexos de pagamento mais uma vez ao fim de 8 anos! E juntamente com esse extracto tive de pagar 10.40€ de operações bancárias devido á vossa incompetência! Valor esse que espero que seja reembolsado!
Mas o melhor é receber chamadas da entidade WiZink para adesão no novo cartão de crédito, agradeço que não me voltem a incomodar porque é no mínimo ridículo.

Docs em anexo.


Esta reclamação tem um anexo privado
09 Jan2019
Intrum adicionou uma resposta

Exma Sra,

Agradecemos o seu contacto relativamente à exposição apresentada no Portal da Queixa nº#25022919, a qual mereceu o nosso maior cuidado.
Informamos que estamos a analisar os motivos que originaram a situação exposta, pelo que estamos a providenciar por uma resposta o mais precisa e breve possível.
Permanecemos ao dispor para o esclarecimento de quaisquer questões adicionais que possa ter através do endereço de email info.pt@intrum.com ou através do contacto 213172200.
Renovamos o nosso agradecimento pelo seu contacto que em muito contribuiu para a prossecução dos N/ objectivos no âmbito da melhoria contínua dos Serviços prestados.
Com os melhores cumprimentos.

23 Jan2019
Bárbara Pereira adicionou uma resposta

Situação encaminhada para a Deco:

Hoje recebo uma chamada de uma Gestora da Intrum Justiça com a seguinte Informação:
- O valor que tenho em dívida são de 429€ e não de 502€ visto que o valor que tinha em dívida com a Barclays seria de 1,429€.
Valor que desconhecia por completo, o acordo de pagamento foi feito pelo valor de 1,004€, se teve algum perdão de dívida? Talvez! O factor de antiguidade não ajuda muito nesta situação, mas provavelmente sim, era um assunto que na altura eu queria resolver.
Mas a Intrum Justiça não consegue confirmar esta situação indicando que com a lei de protecção de dados são obrigados a apagar os registos antigos....

Portanto "escondendo-se" atrás da lei de protecção de dados e tenho agora 429€ em dívida!!!! Honestamente fiquei ainda mais confusa e chocada!

Portanto desde 2011 a até Janeiro de 2019, data em que apresentei os comprovativos, tinha um acordo de pagamento de 1004€ não cumprido e um valor em dívida de 502€. A partir de hoje tenho um valor em dívida de 429€ referente ao valor em dívida de 1429€, quem que 502€ pagos em Dezembro 2010 e mais 502€ pagos em Janeiro 2011.

A Intrum Justiça mostrou-se disponível para eu proceder ao pagamento dos 429€ e o assunto ficar resolvido, honestamente mais uma vez a palavra do cliente vale 0, a postura da empresa mais uma vez é de roubar o cliente, e devido á lei de protecção de dados não existe prova do perdão de 429€ em 2011!!!

Preciso de ajuda urgente nesta situação.
Obrigada.

06 Fev2019
Bárbara Pereira adicionou uma resposta

Ontem, dia 05-02-2019, recebo novamente uma chamada entidade Intrum Justiça com a questão se já teria decidido como resolver a situação, informei que estou á espera de resposta da Deco para agir em conformidade.
A indicação da operadora seria que tinha até dia 12 de Fevereiro para resolver amigavelmente e a bem esta situação, portanto usando alguma pressão para que eu efectua-se o pagamento de um novo valor que aparece em dívida, conforme email recebido:

REF: E6231271 - Proposta de liquidação da operação nº 4064740080923515 cedida à Intrum Portugal, LDA pelo Banco Barclays


Catarina Pereira
terça, 5/02, 15:49 (há 23 horas)
para eu, Madalena, Pedro

Exma. Sra. Barbara Oliveira



Na sequência do n/ contacto de hoje, dia 05/02/2019, vimos por este meio reiterar a n/ proposta de liquidação da operação nº 4064740080923515:



- Pagamento de 429,60€ que permite o encerramento imediato do processo. Este valor contempla um perdão de juros (156,40€) e custos de cobrança (50,00€), à data da presente comunicação.



Aguardamos a s/ prezada resposta até dia 12/02/2019.



Manifestamos a n/ disponibilidade para quaisquer esclarecimentos que considere por conveniente.



Antecipadamente grata pela atenção dispensada,



Apresento a V. Exa os melhores cumprimentos,



Catarina Marques Pereira

Departamento de Operações



Tel: +351 218 070 838



catarina.pereira@intrum.com

www.intrum.pt

Poderiam ajudar por favor?
Obrigada

06 Mar2019
Bárbara Pereira adicionou uma resposta

Boa tarde,

A quem segue este caso:

Bárbara Salomé Pereira
Anexos
12:14 (há 0 minutos)
para Mediador, Catarina, Madalena, Pedro


Bom dia,

No passado 05 de Março recebo uma carta em casa endereçada da Entidade Barclayscard com a indicação de não tenho nenhum valor em dívida e que o acordo de pagamento foi cumprido em 2011, juntamente com uma carta de liquidação de que não possuo nenhum valor em dívida....

Portanto uma explicação de como a lei de protecção de dados "apagou" esses registos conforme a Sra D. Catarina indicou e que pelos vistos não apagou os registos da Barclays, de como vocês chegam a um apuramento de uma valor em dívida e nunca existiu um extracto que comprova-se esse valor, apenas e somente meros emails e sms.

Espero mesmo ter uma boa explicação para isto tudo, porque a pressão que fizeram para pagar o valor em dívida até ao dia 12 de Fevereiro simplesmente foi uma atitude de extorsão, e isso é crime!

Agradeço uma resposta, mas mesmo uma muito boa resposta....




Grata pela atenção Disponibilizada.
Sou,

Bárbara Salomé Pereira


02 Abr2019
Bárbara Pereira adicionou uma resposta

Segue um replay da resposta da Intrum Portugal.
Honestamente já não sei o que fazer ou dizer, simplesmente estou perante uma cobrança de má fé, um roubo, esta entidade simplesmente ignorou a carta enviada pelo Barclays e insistem na dívida sem nenhum comprovativo ou extracto da mesma , apenas um email e meros sms incomodativos:
Catarina Pereira
29/03/2019, 16:52 (há 4 dias)
para eu, Madalena, Pedro

Exma. Sra. Barbara Oliveira

Acusamos a receção da sua comunicação, que mereceu a n/ melhor atenção.



Somos a reiterar a n/ disponibilidade para a resolução amigável do processo em assunto bem como a proposta apresentada na n/ comunicação datada de 05/02/2019.

Atentamente,

Catarina Marques Pereira

Departamento de Operações

Tel: +351 213 172 204

catarina.pereira@intrum.com

Bárbara Pereira está a aguardar resolução da marca

Comentários (0)