Intrum

Intrum Portugal, Unipessoal Lda

Categoria
Cobranças

Telefone: 213172200

Morada
Alameda dos Oceanos, 59
Edifício Espace
Piso 1, Bloco 2 A/B
Parque das Nações
1990-207 Lisboa

E-mail
info@pt.intrum.com

Website
http://www.intrum.com/pt/

Recomenda esta marca?

9
81

Partilhar esta página

Intrum Justitia - Não me aborreçam mais

Em tratamento
12643517
1693
0 gostos
nuno fernandes apresentou a reclamação

Bom dia,

No dia 19 de junho fui confrontado, para o meu e-mail, com pretensa divida gerada junto da Meo, a que respondi nos seguintes termos:

"Bom dia, recentemente, fui contactado/notificado por V. Ex.ªs relativo a uma suposta divida gerada junto da MEO, cujo processo está referenciado por "Caso 9305322".

Ora, tenho a informar o seguinte:

1.º - Primeiramente, gostaria de saber porque estão estas comunicações/notificações a ser endereçadas para o meu endereço eletrónico (pessoal), de forma abusiva, visto que não tenho nenhuma divida pendente junto da MEO;

2.º Depois, não conheço, de todo, a pessoa ali refenciada ( PAULA MARIA DA COSTA E SILVA);

3.º Em tempos, houve tentativas de comunicação por parte, ao que julgo, dos Vossos Serviços, prontamente devolvidas, mas nunca chegámos a conversar porque foi sempre para o "atendedor".

Ao Vosso dispôr,"

Entretanto, recebi resposta nos seguintes termos:

"Exmo. Senhor Nuno Fernandes, Em resposta ao v/prezado e-mail o qual mereceu a nossa melhor atenção, somos a informar que:

Nesta data procedemos à retificação dos dados.

Mais pedimos desculpa pelo transtorno causado.

Obrigada

Com os melhores cumprimentos,

Ana Carvalho
BackOffice - Departamento de Operações

Intrum Justitia Portugal
Alameda dos Oceanos, 59
Edifício Espace
Piso 1, Bloco 2 A/B
Parque das Nações
1990-207 Lisboa

Tel: +351 213 172 200
Fax:+351 213 172 209

a.carvalho@pt.intrum.com
www.intrum.pt"


Acontece que, nesta data (11/09), fui novamente contactado pelos Sr.s da Intrum Justitia, sob o mesmo assunto (vide abaixo cópia integral do e-mail), portanto, a reclamar um pagamento de divida que não foi por mim ocasionado e que desconheço em absoluto, tal como a pessoa ali visada.

Considerando ser abusivo, primeiramente devido à forma como chegaram aos meus contatos pessoais, e depois a insistência.

Aguardo resolução,

Obrigado






Nota: Segue e-mail mais recente "Processo N/ Referencia 9305322, Exmos. Senhores PAULA MARIA DA COSTA E SILVA, Constatamos nesta data que, apesar das diversas notificações de pagamento empreendidas pelos nossos serviços e pelo nosso Cliente MEO - SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES E MULTIMÉDIA, S.A. , o valor 749,37 se mantém em débito, situação que não se poderá prolongar por mais tempo.

Informamos deste modo que, caso esta dívida não seja liquidada num prazo de 5 dias, o n/ cliente dará por concluída a nossa gestão extrajudicial do processo, dando-lhe seguimento e utilizando para tal os meios legais e judiciais ao S/ alcance, nomeadamente :

Ação judicial, que poderá resultar na penhora de salário e/ou bens.

Adicionalmente, até à data de liquidação da dívida poderão acrescer juros de mora e serão cobrados encargos administrativos de execução judicial.

Sem mais de momento, apresentamos os N/ cordiais cumprimentos,

Visando a imediata resolução do processo, a Intrum Justitia disponibiliza-lhe a opção de pagamento através de Cartão de Crédito.

Aceda a área Reservada em www.intrum.pt , para Pagamento e / ou Consulta dos detalhes do seu Processo, e conheça as vantagens de pagamento que temos para lhe apresentar.

Em www.intrum.pt -> (topo direito da pagina em Acessos escolhe) Pagamentos Cartão Crédito -> Insira o seu user: 9305322 ; Passw: 993A4B
Em alternativa o pagamento pode ser efectuado por Multibanco.
Entidade: 21262
Referencia: 009305322"
 

27 Set2017
Intrum adicionou uma resposta

Exmo. Senhor Nuno Fernandes ,

De acordo com o email remetido para a sua caixa de correio eletrónico, pela nossa área de Compliance, somos a informar que a reclamação foi encerrada nos nossos Serviços.

Sem mais de momento e inteiramente ao dispor,

Com os melhores cumprimentos,

Intrum está a aguardar resposta do utilizador

Comentários (2)

Ver perfil de Mariana

Mariana

Petição Pública pelo fim das penhoras sem apreciação por parte de um juíz e sem que o executado tenha sido ouvido em tribunal

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT87994

Ver perfil de João Silva

João Silva

Mais uma tentativa de extorsão/burla!