Ranking na categoria
Partilhar esta página

Intrum - Perseguição e coação sem direito a contraditório

Resolvida
30855819
775
0 gostos
Rui Coelho apresentou a reclamação

Por causa de uma pretensa divida à MEO, tenho vindo a ser alvo de constante perseguição e coação por parte da Intrum. Telefonemas à noite, aos fins de semana e SMS a qualquer hora, sem me darem o direito ao contraditório e exigindo o pagamento de juros.
Tudo isto sem sequer fazerem aquilo que apregoam no seu site, o direito à pessoa visada se defender, apresentando a sua versão por e-mail. Fi-lo através do contacto indicado (info.pt@intrum.com), e foi liminarmente eliminado sem ser lido, por uma funcionária que assina por Ana Carvalho (ana.carvalho@intrum.com):
" Assunto: Discordância de dívida V/referência: 13681566
Enviado: 11 de agosto de 2019 10:44:27 (UTC+00:00) Dublin, Edimburgo, Lisboa, Londres
foi eliminada sem ser lida em 13 de agosto de 2019 12:36:56 (UTC+00:00) Dublin, Edimburgo, Lisboa, Londres."
Neste mail apresentava a minha versão do caso e juntava vários documentos que provavam isso mesmo. Entretanto continuam os telefonemas às horas das refeições, depois das 21h e mesmo ao fim de semana.
19 ago 2019
Intrum adicionou uma resposta

Exmo. Sr.,

Agradecemos o seu contacto relativamente à exposição apresentada no Portal da Queixa nº#30855819 , a qual mereceu o nosso maior cuidado.
Informamos que estamos a analisar os motivos que originaram a situação exposta, pelo que estamos a providenciar por uma resposta o mais precisa e breve possível.
Permanecemos ao dispor para o esclarecimento de quaisquer questões adicionais que possa ter através do endereço de email info.pt@intrum.com ou através do contacto 213172200.
Com os melhores cumprimentos.
A equipa de Compliance

19 ago 2019
Rui Coelho adicionou uma resposta

Aguardo v/ posição.

30 ago 2019
Rui Coelho adicionou uma resposta

Continuo à espera de resposta. Será que a Intrum - que é tão persistente a perseguir as pessoas - não tem resposta para a minha questão???

18 nov 2019
Intrum adicionou uma resposta

Exmo sr.
De acordo com o email remetido para a sua caixa de correio electrónico no dia 18/11/2019, pelos N/ Serviços, somos a informar que a reclamação foi encerrada.
Sem mais de momento e inteiramente ao dispor.
A equipa de Compliance

18 nov 2019
Rui Coelho adicionou uma resposta

A vossa resposta é uma mão cheia de nada!
Então a MEO é juíza em causa própria? E demoram 3 meses para me dizerem isso?
OK, resolveremos o assunto no Tribunal Arbitral de Consumo.

30 abr 2020
Rui Coelho alterou o estado para Resolvida
Esta reclamação foi considerada resolvida

Comentários (0)