Loja do Condomínio

Franquiger - Gestão de Franquias, S.A

Loja do Condomínio

Loja do Condomínio

Categoria
Administração de Condomínios

Telefone: 210960700

Morada
Sintra Business Park Edifício 1, 2B
2710-089 Sintra

E-mail
info@ldc.pt

Website
http://www.ldc.pt

Recomenda esta marca?

10
14

Partilhar esta página

Loja do Condomínio - Gestão de condomínio

Resolvida
26543519
600
0 gostos
Joana G. apresentou a reclamação

Sou moradora do prédio nº3 da Avenida Rainha D. Leonor em Lisboa, cujo condomínio é gerido pela Loja do Condomínio do Lumiar.

Venho por este meio pedir auxílio para uma situação que começa a por em risco a saúde pública, e que apesar de várias queixas aos administradores do prédio – Loja do Condomínio do Lumiar – nada foi feito e a situação prolonga-se.

O prédio dispõe de uma porteira, cujo período laboral deveria ser, de acordo com o contrato elaborado, das 9h às 13h de segunda à sexta. Uma das suas funções enquanto porteira deste condomínio é a limpeza geral do prédio.

No entanto essa não é feita, o que tem gerado vários problemas que passo a enumerar:

1 – Elevadores:

Foram colocados, por livre arbítrio da Loja do Condomínio do Lumiar, dois tapetes nos elevadores, que creio que não obedecem às regras de segurança da empresa que faz a sua manutenção. Ao transportar o lixo de casa para a casa do lixo, para ser colocado nos respectivos contentores, caem por vezes resíduos que dada a presença dos tapetes e a sua não limpeza se acumulam. Esta situação já provocou a criação de duas pragas de mosquitos “da fruta” nos dois elevadores.

2 – Contentores do lixo

Alguns contentores do lixo do prédio são mantidos maioritariamente na parte exterior do mesmo, na rampa de acesso à porta de serviço. Muitas vezes acumulando o lixo, deixando a rampa de acesso não só bloqueada mas suja e com um cheiro insuportável. Esta situação é grave, pois de acordo com a lei não é permitido que os contentores estejam no exterior, como também é uma fonte atractiva para pragas como roedores, dando lhes espaço para que se acumulem junto aos mesmos. Os contentores em si não são limpos, o que só agrava a situação e provoca nojo aquando da colocação do lixo de casa em cada um deles.

3 – Casa do Lixo

A falta de limpeza é transversal ao prédio todo – andares, hall de entrada, escadas etc – mas agrava-se quando falamos da casa do lixo. A mesma não é limpa, sendo que o prédio muitas vezes tem as portas abertas para “arejar” pois no verão chega a ser um odor insuportável e que se sente logo à entrada de minha casa pois moro num primeiro andar (há que ter em atenção que a porta de serviço necessita de reparação há anos e nada é feito também nesse sentido). Além de ser uma situação que já roça o ridículo é também grave para a segurança do prédio que é maioritariamente habitado por cidadãos senior. Não só é uma situação desagradável como também de saúde pública pois o cheiro já gerou pragas de baratas e outros insetos no próprio prédio. A situação chega a ser tão grave que nos dias de maior calor, e apesar do acesso à conduta do lixo em minha casa ter sido vedado há anos, o cheiro está lá.

Moro no primeiro andar do prédio e tenho que explicar a todas as visitas que recebo que o cheiro no Hall do meu andar vem da casa do lixo, e que não é temporário.

A administração do prédio mesmo após as várias queixas dos moradores nada fez, e vejo-me obrigada a fazer uma reclamação para tentar resolver esta questão.


Os problemas não só estão relacionados com a limpeza do prédio, mas também com outras situações a meu ver bastante graves, como por exemplo uma reparação dos tubos de canalização em que partiram a pedra das escadas e que hoje em dia está um buraco em todos os andares com o tubo à vista. Qualquer pessoa que ande pelas escadas facilmente pode partir uma perna ao tropeçar no buraco que foi deixado.

A limpeza é de facto um dos problemas mais gritantes da gestão da Loja do Condomínio do Lumiar.


Esta reclamação tem um anexo privado
07 Mar2019
Loja do Condomínio adicionou uma resposta

Exma. Sra. Maria Joana Guilherme,

Serve a presente para confirmar a receção da sua comunicação, à qual dedicámos desde logo a melhor atenção.
Agradecemos o facto de nos ter dado conhecimento do motivo do seu descontentamento, pelo que, já solicitámos os devidos esclarecimentos à LDC Lumiar proporcionando-nos, dessa forma, a oportunidade para nos pronunciarmos sobre o sucedido.

Mais informamos, que por motivos de confidencialidade, ser-lhe-á dada resposta de forma privada.

Certos da Sua compreensão, apresentamos os nossos melhores cumprimentos,

LDC

18 Mar2019
Joana G. adicionou uma resposta

Bom dia,

É com muita pena que vejo que a situação se mantêm a mesma face aos caixotes do lixo no exterior.
Pelo que sei, de acordo com a lei os mesmo só podem estar no exterior até às 9 da manhã.
Anexo fotografias tiradas hoje às 10 da manhã em que é visível que o lixo orgânico está na rampa de acesso à porta de serviço do prédio da Av. Rainha D. Leonor nº3.
Alerto que vou reforçar a queixa que já fiz, na Junta de Freguesia do Lumiar e da ASAE, até porque não obtive resposta do vosso lado, e a situação persiste. Tanto quanto sei, não há recolha no domingo à noite, pelo que nada justifica os contentores estarem no exterior.


18 Mar2019
Loja do Condomínio adicionou uma resposta

Exma. Sra. Joana Guilherme,

Relativamente ao exposto e tendo em conta que não é proprietária do imóvel, informamos que todos os assuntos relacionados com o condomínio deverão ser tratados com o respectivo proprietário da fração, ou este, solicitar os devidos esclarecimentos directamente à administração.
A administração só tem legitimidade para tratar com o proprietário.

Obrigado,

Com os melhores cumprimentos,
LDC

18 Mar2019
Joana G. adicionou uma resposta

oa tarde,

Peço desculpa mas não consigo perceber a vossa resposta.

A senhoria em todas as reuniões convocadas pela Loja do Condomínio do Lumiar expõe os problemas que enumerei. De nada lhe vale, já que nada se resolve, e a cada reunião há um elemento novo da Loja do Condomínio do Lumiar que nunca está a par do ficou acordado na ultima reunião.

Há com a gestão danosa por parte da Loja do Condomínio do Lumiar, principalmente com a situação do lixo. Situação essa que se tem arrastado por 4 anos (desde que me mudei que o prédio é a lixeira da rua).

Uma vez que a Loja do Condomínio do Lumiar nada faz, tomei a liberdade de falar diretamente com quem, supostamente, supervisiona os franchises - vocês. A resposta que tenho é esta "o condomínio deverão ser tratados com o respetivo proprietário da fração, ou este, solicitar os devidos esclarecimentos diretamente à administração."?
Se há um problema com uma das vossas lojas vocês não interferem? Ou seja, qualquer incompetente pode gerir uma Loja do Condomínio? Pagam apenas a utilização do logotipo?

Pois terei de tomar outras medidas legais então, já que há uma desresponsabilização do vosso lado.

Informo que uma queixa formal junto da ASAE já foi feita, e accionarei outras medidas caso as situações enumeradas por mim não sejam resolvidas.

18 Mar2019
Loja do Condomínio adicionou uma resposta

Exma. Sra. Joana Guilherme,

Informamos que não temos legitimidade para intervir directamente, só o proprietário da fração o poderá fazer.
Tendo em conta que não é proprietária deverá junto do proprietário pedir os devidos esclarecimentos.

Obrigado,

Com os melhores cumprimentos,
LDC

19 Mar2019
Joana G. adicionou uma resposta

Bom dia,

Após as reclamações apresentadas enquanto moradora, a senhoria da casa forneceu-me os seus dados enquanto cliente da Loja do Condomínio, dando-me autorização para expor todos os problemas que o prédio têm com a Loja do Condomínio do Lumiar.

Em baixo, passo a enumerar os problemas para os quais, ambas – eu e a senhoria – pretendemos esclarecimentos, já que os mesmo nunca são dados em reuniões de condomínio.

1 – Marcação de reuniões de condomínio

De acordo com a lei, e com o vosso site “Deverá haver uma reunião na primeira quinzena do mês de Janeiro. A reunião é convocada pelo administrador com vista à discussão e aprovação das contas do último ano e aprovação do orçamento para o ano corrente. A data da reunião pode ser alterada, quer através do título constitutivo, quer por acordo unânime entre todos os condóminos. A lei determina que podem existir reuniões extraordinárias sempre que convocadas pelo administrador ou por condóminos que representem 25% do valor do prédio.”.

Esta situação nunca se verificou no caso da administração do prédio em causa.

Além de não estar de acordo com a lei, é ainda mais grave, pois de acordo com a ata da última reunião ficou estabelecido que iria ser marcada uma reunião em janeiro de 2019 para se falar das obras de manutenção do prédio. Obras essas que são aguardadas pela senhoria há muito, pois há 6 anos que chove na arrecadação da mesma, e eu, moradora não posso usufruir da arrecadação por falta de obras. Quando digo chove, é haver água a sair por baixo da porta e ter a porteira a ligar à senhoria para avisar que, novamente, está a chover na arrecadação. A senhoria inclusivamente teve de deitar fora armários e outros bens que tinha na arrecadação.

A este facto acresce ainda a questão das seguradoras, pois o prédio, anualmente, muda de seguradora, não havendo um aviso prévio aos condóminos, o que para efeito de obras, complica as coisas, pois estas deixam de estar cobertas, obrigando os condóminos a pagar a sua totalidade com parcelas extra.

2- Limpeza do prédio

a) Elevadores:

Foram colocados, por livre arbítrio da Loja do Condomínio do Lumiar, dois tapetes nos elevadores, que creio que não obedecem às regras de segurança da empresa que faz a sua manutenção. Ao transportar o lixo de casa para a casa do lixo, para ser colocado nos respectivos contentores, caem por vezes resíduos que dada a presença dos tapetes e a sua não limpeza se acumulam. Esta situação já provocou a criação de pragas de mosquitos “da fruta” nos dois elevadores, mais do que uma vez. É um autêntico nojo.

Aproveito para perguntar para quando a reparação da porta de correr do elevador principal, que quando se fecha não, o elevador não arranca tendo que abrir e fechar a porta sistematicamente para conseguir que o elevador ande. É mesmo feita a manutenção dos mesmos?

b) Contentores do lixo

Alguns contentores do lixo do prédio são mantidos maioritariamente na parte exterior do mesmo, na rampa de acesso à porta de serviço. Muitas vezes acumulando o lixo, deixando a rampa de acesso não só bloqueada mas suja e com um cheiro insuportável. Esta situação é grave, pois de acordo com a lei não é permitido que os contentores estejam no exterior a partir das 9 da manhã. Esta situação também é uma fonte atrativa para pragas como roedores, dando lhes espaço para que se acumulem junto aos mesmos. Os contentores em si não são limpos, o que só agrava a situação e provoca nojo aquando da colocação do lixo de casa em cada um deles.

Esta situação foi reportada por mim no dia 7 de março, e ontem voltei a reforçar a queixa uma vez que os contentores, a uma segunda-feira às 10 da manhã ainda se encontravam na rampa de acesso. Não havendo recolha de lixo orgânico a um domingo à noite, pergunto-me o porquê de os contentores estarem no exterior. Alerto que isto é alvo de multa, e caso sejamos multados as culpas serão atribuídas aos administradores, pois esta situação é reportada em todas as reuniões de condomínio e já foram reportadas também por e-mail dia 7 de março (onde anexei fotografias).

Reforço que a Junta de Freguesia do Lumiar já foi alertada para esta situação, e irá tomar as devidas diligências para a resolução deste problema.

c) Casa do Lixo

A falta de limpeza é transversal ao prédio todo, mas agrava-se quando falamos da casa do lixo. A mesma não é limpa, sendo que o prédio muitas vezes tem as portas abertas para “arejar” pois no verão chega a ser um odor insuportável e que se sente logo à entrada de minha casa pois moro num 1ªandar (há que ter em atenção que a porta de serviço necessita de reparação há anos e nada é feito também nesse sentido).

Além de ser uma situação que já roça o ridículo é também grave para a segurança do prédio que é maioritariamente habitado por cidadãos sénior. Não só é uma situação desagradável como também de saúde pública pois o cheiro já gerou pragas de baratas e outros insetos no próprio prédio. A situação chega a ser tão grave que nos dias de maior calor, e apesar do acesso à conduta do lixo em minha casa ter sido vedado há anos, o cheiro está lá.

3- Comunicação com a Loja do Condomínio do Lumiar

A comunicação feita pela senhoria à Loja do Condomínio do Lumiar nunca mereceu resposta por parte dos administradores. O exemplo mais recente é o pagamento da parcela que lhe compete, face às obras de manutenção supracitadas. A senhoria pediu para retificarem o valor pois estava mal calculado, colocando inclusivamente outros condóminos em cc do email, e até hoje não recebeu resposta. Numa empresa que comunica online “o seu condomínio é administrado cumprindo todos os requisitos legais e administrativos. As tarefas atribuídas ao administrador são desempenhadas com disciplina e atempadamente”, não se entende a falta de resposta nem a não resolução do erro.

O livro de reclamações também já foi várias vezes preenchido pelos condóminos, principalmente quando o responsável da LDC do Lumiar abandonou a reunião de condomínio o ano passado. Nunca houve uma resposta/pedido de desculpas por parte do mesmo aos condóminos que estavam presentes na reunião.

Este comportamento é simplesmente inaceitável dado o lema da Loja do Condomínio, supracitado.

4- Obras por terminar no prédio

Aconteceu no passado – há 4 anos – obras às canalizações comuns do prédio. A pessoa contratada pela Loja do Condomínio do Lumiar não deve saber o que estava a fazer, pois em vez de levantar a pedra dos degraus, partiu a mesma para ter acesso às canalizações. O problema nem é o ter partido se tivesse substituído a pedra após a reparação. O problema é ter deixado um buraco aberto em todos os patamares do prédio, que apresenta um risco para qualquer pessoa que desça as escadas.

Enviei fotografias do buraco entre o piso 0 e 1 para vossa apreciação no dia 18 de março.

5 – Assuntos tratados com moradores vs proprietários

A resposta que obtive às minhas queixas relativamente à gestão danosa do prédio, é que como não sou proprietária da fração que habito, nada podem fazer.

Questiono-me como é que esta situação é possível visto que a maior parte das queixas são de interesse público de saúde, dada a situação de falta de limpeza do prédio.

Acho ainda mais pertinente quando, aquando da mudança do sistema da porta da garagem, a Loja do Condomínio do Lumiar deu os comandos eletrónicos da minha fração aos inquilinos da casa e não à senhoria. Tratam de alguns assuntos com os moradores e outros com os senhorios? Quando serão dados os 2 comandos que deveriam ter sido dados à senhoria da casa?

Aguardo resposta com urgência a este ponto.

6 – Absurdos nos relatórios de gestão apresentados

Os relatórios de gestão apresentados pela LDC do Lumiar são autênticas anedotas, pois além de haver sempre “custos extraordinários” nunca detalhados, há também coisas como substituição de lâmpadas do prédio para lâmpadas LED no 13º andar. O prédio só têm 9 andares. Como é que isto é possível? Onde está o profissionalismo dos responsáveis pela administração do prédio?

7 – Acordo assinado com a LDC Lumiar

De acordo com o contrato assinado, todas as atas e de mais documentos referentes à gestão do condomínio deverão ser colocados online para consulta dos condóminos. Isso não acontece, sendo que as atas das últimas reuniões não estão lá. Nem os mínimos do serviço que se propõe prestar, prestam.

Posto os assuntos supracitados, creio que agora, com o nº de cliente, podem formalizar uma resposta, assegurando a resolução dos problemas. Que a falta do número de cliente não seja um entrave à resolução dos assuntos enumerados, que espero que dentro do próximo mês sejam resolvidos.


Obrigada,


Esta resposta tem um anexo privado
01 Abr2019
Joana G. adicionou uma resposta

Já passou algum tempo e até agora não há resposta pela LDC do Lumiar.
Ontem a situação ficou mais critica:

O elevador principal do prédio avariou-se ontem, domingo. Volta a relembrar que se trata de um prédio com bastantes moradores de terceira idade, alguns dos quais com mobilidade reduzida.
Saliento aqui dois pontos relativamente a este assunto, e partilho ainda a queixa feita pelos meus vizinhos do 5º andar (enviada por email à LDC do Lumiar):

1) A LDC Lumiar tinha-nos dito que tínhamos um acordo com a empresa de manutenção dos elevadores, com um serviço de apoio 24h. A porteira ao ligar para o serviço ontem, após constatar que o elevador estava a avariado, foi informada que esse acordo não existe. A LDC do Lumiar tem por isso não só problemas a comunicar com a senhoria e comigo, indo mais além em questões de transparência dos serviços de apoio que contrata para o condomínio. Volto a questionar, algo que já tinha questionado: há alguém a fazer a manutenção exigida por lei aos elevadores???

2) A minha vizinha que se desloca com apoio da cadeira de rodas e andarilho, e que tem uma carrinha da Santa Casa que a vem buscar todos os dias às 9 e meia, hoje viu-se aflita para conseguir sair do prédio dada a falta do elevador principal, tendo todos ajudado a senhora. Situação escusada caso a manutenção fosse feita, e caso existisse a contratação do tal serviço de manutenção 24h referido por várias vezes pela LDC Lumiar, e que constatamos hoje que não há.

A LDC Lumiar, nos seus anos de administração, deixou o prédio ao abandono, sendo que agora os custos para a reparação de situações que eram evitáveis são altos, ainda para mais dada a situação dos seguros do prédio já mencionada na minha queixa que ainda não tem resposta.

A situação é bastante grave e enquanto moradores e proprietários exigimos que seja feito algo, e que seja dada uma resposta oficial.


10 Abr2019
Loja do Condomínio adicionou uma resposta

Exma. Sra. Joana Guilherme,

Relativamente ao exposto, informamos que a LDC Lumiar respondeu à proprietária da fração no passado dia 2 de abril.
Entretanto a Sra. Arqª. Maria Antónia Turras já nos agradeceu a resposta


Atentamente
LDC

22 Abr2019
Joana G. alterou o estado para Resolvida
29 Abr2019
Joana G. avaliou a marca

6/10

Sim

Voltaria a fazer negócio?

.

Esta reclamação foi considerada como resolvida

Comentários (0)