Prémio Marca Recomendada
Ranking na categoria
  • 16200
  • Rua Andrade Corvo, 6
    1050-009 Lisboa
Partilhar esta página

MEO - Resolução de uma avaria

Resolvida
55671821
69
Nuno Barbosa apresentou a reclamação

Sou Nuno Barbosa, marido de Patricia Barbosa - NIF 197726836 e que assinou um contrato com a Meo.
Vivo em Braga e desde sexta-feira, dia 12 de fevereiro de 2021, que estou sem TV e Internet em casa.
Segundo a Altice - Meo a avaria foi provocada por estragos nos cabos por desconhecidos.
Sabendo da avaria, como é possível uma empresa desta dimensão deixar uma família sem TV e Internet quando tem filhos com aulas online e pessoas em teletrabalho?
Onde está o profissionalismo e a responsabilidade social da Altice?
É uma vergonha esta forma de tratamento aos clientes, pois não há respeito, principalmente neste período de pandemia.
Telefonamos diariamente e nem uma palavra sobre o dia e hora da reparação.
Como é possível uma situação destas em Portugal?
O Covid-19 e o recurso a empresas externas não podem explicar a situação...não aceito, pois foi com o Covid que o contrato foi celebrado.
Quando é para celebrar contratos, a disponibilidade é total, quando o cliente precisa da Altice ignora-o.
Lamentável !!!! E uma vergonha !!!!
18 fev 2021
MEO adicionou uma resposta

Estimado cliente Nuno Manuel da Costa Soares Varajão Barbosa,

Confirmamos que recebemos a sua reclamação número 55671821 no dia 2021-02-18 e que mereceu a nossa atenção.

A situação reportada será analisada e entraremos em contacto o mais breve possível.

Desde já agradecemos o seu contacto.
MEO
https://www.meo.pt/

03 mar 2021
MEO adicionou uma resposta

Bom diaa.

Estamos a verificar a situação reportada, registada com o nº 3-477912290570. Será contactado acerca da resolução deste assunto logo que possível.
Estamos ao dispor através dos canais oficiais de suporte indicados em https://www.meo.pt/contactos.

Obrigado.
MEO
https://www.meo.pt/



3-477912290570

03 mar 2021
MEO alterou o estado para Resolvida
Esta reclamação foi considerada resolvida pela marca, e aceite pelo utilizador

Comentários (0)