Oficinas Midas

MIDAS PORTUGAL

Ranking na categoria

Categoria
Oficinas de Mecânica e Reparação Rápida

Telefone: 210 115 017

Morada
Rua dos Ciprestes, 48 - Office no Estoril Alto dos Gaios 2765-623 Estoril

E-mail
sugestoes@midas.pt

Website
http://www.midas.pt

Recomenda esta marca?

17
35

Partilhar esta página

Oficinas Midas - Revisão oficial, 8km depois, motor novo

Em tratamento
45138220
1646
18 gostos
Hugo apresentou a reclamação

No dia 15/06/2020 levei o meu carro - Peugeot 308 SW de 2018 - com 22900 Km a fazer a "revisão oficial da marca" à Midas Vale das Flores em Coimbra. A intervenção demorou algumas horas, fui contactado ao ínicio da tarde para ir buscar o carro uma vez que a revisão já estaria feita. Assim fiz. Por volta das 15:15 efectuei o pagamento da revisão e peguei no carro para ir para casa.
Após 8km, senti o carro a engasgar e passados uns segundos, a rotação do motor disparou para o máximo e o carro entrou em autocombustão (também conhecido de "motor desalvorado"). Para quem não sabe, o processo de autocombustão acontece quando existe óleo que é aspirado pela admissão, iniciando assim um ciclo infinito em que o motor passa a queimar o óleo e não pára de trabalhar na rotação máxima mesmo que se desligue chave, bateria, etc. A única forma de o fazer parar é engatar o carro na mudança mais alta e largar a embraiagem de forma repentina e assim fazer o motor engasgar e dessa forma, parar. Após alguns momentos com o carro em autocombustão e bastante pânico, consegui fazer o motor parar. Não sem que antes surgissem ruídos do motor que indiciavam imediatamente que o estrago já estava feito.

Liguei para a Midas que me indicou que deveria chamar a assistência em viagem e pedir que levassem o carro imediatamente de volta à oficina. Neste momento, perguntei ao funcionário "Posso estar descansado? Vocês não vão fugir à responsabilidade, pois não?". A resposta do senhor foi "Pode ficar descansado. Traga o carro que nós resolvemos".

Chamei a assistência em viagem e, enquanto esperava pelo reboque, fui verificar o nível de óleo no motor. Tirei a vareta, limpei, voltei a colocar e ao retirar para verificar o nível de óleo, qual não é o meu espanto quando verifico que havia óleo muito acima do nível máximo. Este facto pode ser comprovado também pela pessoa que se deslocou ao local para me dar boleia.
Após o reboque ter chegado à Midas com o veículo, as coisas começaram a tomar o rumo que, muito honestamente, acho desonesto e que em nada abona pela imagem da Midas. Todo o discurso dos funcionários da Midas começa a ir no sentido de se descartarem de qualquer responsabilidade. MESMO ANTES DE VERIFICAREM ALGUMA COISA NA VIATURA.

Apontei o facto de o nível de óleo estar demasiado alto, facto que foi imediatamente devalorizado pelo funcionário que estava comigo. Tirámos a vareta do óleo e o nível estava de facto muito acima do máximo. O funcionário continuou dizendo que aquilo seria gasóleo que foi para o óleo. Disse-me também "daqui a bocado já tiro o óleo e vejo quanto é que está lá dentro". Começou também a conjecturar que poderia ter sido o turbo que tinha falhado e ter dado inicio à autocombustão. De facto, a falha do turbo pode ser uma das causa, mas neste caso, veio a verificar-se que o turbo estava bom, tanto que não foi precisa nenhuma reparação no mesmo na sequência desta história.

Disseram-me que deixasse o carro lá e que iam ver o que se tinha passado. Na minha boa fé e confiando na dimensão da Midas, fui embora e deixei o carro sem "supervisão".
No dia seguinte, regressei à Midas para saber qual era a conclusão a que tínham chegado.
Ao perguntar quanto óleo é que estava no motor e onde é que ele estava, a resposta foi "Não sei que quantidade era"!!!!!!! Em relação a "onde é que estava o óleo para mandarmos analisar em laboratório", a resposta foi "já não o temos, foi para o bidon da reciclagem". Isto, por si só, constitui um acto de destruição de provas. Percebi imediatamente qual ia ser a abordagem da oficina. Fugir à responsabilidade a todo o custo!
Após alguma discussão em relação à destruição de provas, perguntei afinal então, na opinião deles, qual tinha sido o problema. Do turbo não era que já tínham visto. Entre um dia e outro, tinham retirado o óleo anterior e filtro, colocaram novos e o carro trabalhava (com alguns ruídos estranhos, mas trabalhava). Mais uma indicação que o problema tinha sido causado por má manutenção.
Disseram-me então que teria sido o filtro de partículas completamente entupido e que o carro teria entrado numa regeneração forçada. Ora, quem percebe de carros sabe que isto é ofender a inteligência das pessoas. Se um carro entrasse em autocombustão quando há uma regeneração forçada estávamos bem arranjados... Importa também referir que o carro tinha feito uma viagem de cerca de 150 km em autoestrada, o que exclui também a possibilidade de haver necessidade de uma regeneração do FAP naquela altura.

Mostrou-me o diagnóstico eletrónico e havia um aviso de "filtro de partículas completamente saturado". Ao que respondi, obviamente que sim! Entrando o carro em autocombustão, o filtro de partículas é a primeira peça que sai danificada. Disse, claro, que o que me estavam a mostrar eram as consequências do que se tinha passado e não a causa! Ainda para mais, quando na revisão oficial feita 8 km antes do sucedido, tinha sido feito o diagnóstico eletrónico e não havia qualquer aviso relativamente à saturação do FAP.
Após uma grande discussão com os funcionários da oficina, honestamente, desisti! Pensei, vamos ver que solução me dão e a seguir logo vejo como proceder.
Basicamente, havia um barulho estridente quando o carro arrancava que entretanto desapareceu "por milagre" e indicaram-me que se deveria fazer a limpeza do FAP. Dei autorização para o fazerem. Se o carro ficasse em condições após isso, não me iria chatear mais com o assunto.
Após alguns dias na oficina, fui buscar de novo o carro, paguei cerca de 300 euros pela limpeza do FAP e trouxe o carro comigo. Imediatamente percebi que havia fumo a mais quando o carro trabalhava e parecia haver um "matraquilhar" anormal, mas pensei que o fumo pudesse ser ainda sujidade no sistema e que o barulho fosse "imaginação minha".
Certo é que passados uns dias o barulho piorou e, tendo perdido toda a confiança na Midas, levei o carro à Peugeot. Passados alguns dias na oficina, pedem-me que me diriga lá e indicam-me que o carro tem de levar um motor novo, reparação que me custará cerca de 4000 euros!
Neste momento o carro está a aguardar reparação na Peugeot, já lá vão cerca de 2 meses desde que tudo isto começou. Não tenho carro e tenho uma conta de 4000 euros para pagar.

Agora a minha pergunta é, em que mundo é que vivemos que, uma oficina do tamanho da Midas, após prestar um serviço "oficial" e 8km depois o veículo ter uma falha catastrófica destas, com um problema que compravadamente é causado por óleo em excesso ou falha de turbo (esta segunda excluída das hipóteses), não se responsabiliza pelos danos causados?! Não estamos perante um furo num pneu após mudar óleo e filtros! Estamos perante um problema provocado por óleo na admissão após mudar precisamente ÓLEO e filtros!! Não estamos também a falar de um carro velho, trata-se de um carro com 2 anos e menos de 25000 Km!

Não ofendam a inteligência de quem vos dá todo o dinheiro a ganhar. Houve, neste caso, uma negligência grosseira de quem fez a manutenção e muito má fé dos funcionários que acredito, estão a tentar ocultar o caso conscientemente. Teria sido fácil tirar o óleo e mostrar-me que a quantidade era a correcta ou, em alterativa, enviar o produto para análise em laboratório para verificar que o excesso era devido a gasóleo. Não o fizeram! Destruíram a prova da negligência! Eu vi o nível alto, tenho mais testemunhas que viram e os funcionários também viram. Assumam o custo dos estragos ou estarão a aceitar que a Midas troca o óleo a um carro e 8 Km depois já não dá garantia do trabalho que fez.

Pretendo desta forma que me seja devolvido o custo da "Revisão Oficial", uma vez que foi mal feita. O custo da limpeza do FAP e da substituição do motor, uma vez que são consequências da avaria provocada pelo mau serviço.

Esta reclamação tem um anexo privado
18 Ago 2020
Oficinas Midas adicionou uma resposta

Estimado Sr.

Acusamos a recepção da sua reclamação que mereceu a nossa melhor atenção.
A mesma encontra -se em processo de análise e averiguação nos nossos serviços.
Iremos dar uma resposta brevemente.

Sem outro assunto de momento,

Qualidade Midas

18 Ago 2020
Hugo editou a reclamação
18 Ago 2020
Hugo editou a reclamação
Hugo está a aguardar resolução da marca

Comentários (2)

Ver perfil de Filipe Catalão

Filipe Catalão

Bem 2 coisas a comentar nisto:
- Aprendeu que com um carro novo e tao poucos km's o barato sai caro, preferir ir a uma Midas, com pessoas sem formaçao das marcas para lhe intervencionar o motor por mais simples que seja a operação como uma simples mudança de oleo, foi um erro. Nenhum mecanico de uma Midas ou outras tem a formação de qualquer oficina da marca para saber mexer em todos os carros e mais alguns, e muitos deles nem anos de experiencia no ramo têm. Mas na proxima, e quando o carro é novo e presumo que fosse a 1a ou 2a revisao, aproveite a marca. Se calhar os 50 euros ou 100 que poupou por ir à Midas ja lhe estao a sair muito caros.
- Claramente a Midas fez asneira, um erro amador numa tarefa tão simples e rotineira. Claro que vao limpar-se de culpas porque sabem bem as consequencias que causaram ao motor. Vai ser uma dor de cabeça e espero que vença porque realmente as marcas têm de assumir os erros quando os cometem, do que tentar desculpar-se com o cliente que por sinal é quem lhes dá o sustento.

Assim, pior que ter eleito a Midas para cuidar do seu carro praticamente novo, é a Midas dar desculpas esfarrapadas a ver qual pega, e não terem profissionalismo para resolver o problema que criaram.

Ver perfil de Sérgio Costa

Sérgio Costa

Está muito facil de verificar qual foi o problema no seu carro... "Retiraram" o oleo com o aspirador de oleo...o que se passou foi que nao o retiraram... Foram ver os litrosnque levava e meteram o oleo novo em cima do que ja tinha... Sem verificar na vareta qual o nivel... O que aconteceu foi que o carro ficou com oleo a mais e entrou em autocombustão derivado ao oleo que tinha a mais... Simples nao tem como fugir!!!