PCDiga

Loja Informática

Ranking na categoria

Categoria
Lojas de Informática

Telefone: 244832849

Morada
Urb. Qta. da Gordalina, Nº94, Lt.4, Lj.A
Estrada da Estação
2415-408 - Leiria

E-mail
geral@pcdiga.com

Website
http://www.pcdiga.com

Recomenda esta marca?

53
28

Partilhar esta página

PCDiga - Incumprimento de resposta no prazo estipulado em lei de 30 dias sobre bem móvel

Em tratamento
27982919
507
0 gostos
pedro sousa apresentou a reclamação

Enviei um equipamento para assistencia dentro da garantia no dia 19/02/2019.
Deveria ter uma resposta pela marca sobre a aceitação da avaria/mediante todas as condições em que o equipamento se encontra-se. (Eles é que devem comprovar que a avaria seja ou não culpa do consumidor)!

Na ausencia de resposta bem alem daquilo que apresenta a lei portuguesa de 30 dias para bens moveis... ao fim de 76 dias ( dia 6/05/2019) apresento pedido de reembolso à pcdiga vendedora em territorio portugues do equipamento por incumprimento da lei.

Hoje dia 7/05/2019, responde-me a pcdiga a dizer que são meros vendedores e que as condições de garantia são impostas pela marca e que inclusive a mesma não é portuguesa e que tenho que aguardar.

Meus srs da pcdiga:

Ao comercializar qualquer bem movel, seja ele de qualquer país de origem em território português... o que prevalece é a lei do país da venda! Se a marca não em tempo util deu resposta ao consumidor, mesmo que fosse a alegar que a avaria seria proveniente de mau uso eram eles que o deveriam atestar em documento legal dentro do prazo estipulado na lei no país de venda do equipamento.

Deste modo o consumidor é completamente alheio a qualquer burocracia entre a pcdiga e a entidade de origem do equipamento.

A pcdiga como vendedora final deve garantir ao cliente o cumprimento da lei no país de venda do equipamento. Pois a pcdiga não está acima de qualquer outra empresa deste sector.

Se fosse na worten por exemplo a worten tem que vigorar e cumprir com a lei. Assim como a pcdiga tem que assumir perante o consumidor tal falha de serviço prestado.

As leis não são dos países de origem dos equipamentos, mas sim do local de venda onde são realizadas.

Deste modo, é considerado pelo consumidor vergonhoso a posição adoptada pela PCDIGA.

Vem assim o consumidor requerer irrevogavelmente o reembolso do valor pago pelo equipamento, contestando a avaria sofrida dentro da garantia, sem que em tempo util lhe tenha sido negada oficialmente qualquer problema de mau manuseio.

Por ultimo A pcdiga não deve porem dirigir-se ao cliente alegando que a anomalia sofrida pelo equipamento poderá ter sido causada por este lhe dar mau manuseio, pois a pcdiga não é uma empresa com caracteristicas de assistência oficial da marca em causa e não apresentou em tempo util nenhum documento oficioso da marca que evidencia-se esse mau manuseio como causa da avaria.

Lamenta-se assim o trato desta empresa para com os clientes.

Todas as desculpas e desconhecimento da lei servem para iludir o consumidor.

Mais uma vez peço a resolução do problema descrito com a devolução do dinheiro ao cliente.

Deixo aqui a reclamaçao apresentada ao dia 5maio2019, bem como a impotente resposta por parte desta empresa.

Reclamaçao:

Exmº Sr PcDiga

Ao abrigo do Decreto-Lei n.º 84/2008, venho por este meio reclamar a devolução do dinheiro sobre o equipamento comprado nessa empresa e enviado em período de garantia para análise do fabricante com a descrição do problema " FICOU SEM SOM E O TOUCH DEIXOU DE FUNCIONAR...SÓ FUNCIONA AS TECLAS LATERAIS".

O período de garantia foi accionado no dia 19.02.2019, através do RMA 5205.

Considerando que a lei aplica obrigatoriedade de resposta ao consumidor no prazo de 30 dias relativamente a bens moveis, verifica-se que o prazo foi vencido no dia
22.03.2019.

Hoje dia 06.05.2019 já passaram 76 dias após a submissão do equipamento a análise pelo fabricante sobre anomalia descrita pelo consumidor.

Pela ausência de qualquer resposta e devolução do equipamento nos prazos previstos na lei, eu, na qualidade de consumidor, solicito a devolução do dinheiro do equipamento, sentindo-me completamente lesado pelo sucedido.

Fico desse modo a aguardar resposta em fazendo cumprir os interesses e direitos do consumidor em conformidade com a lei, evitando deste modo mais inconvenientes para o consumidor, bem como evitar apresentação de queixa legal sobre o conteúdo.

Os meus respeitosos cumprimentos,

Pedro Sousa


Resposta PCDIGA

Prezado Sr. Pedro Sousa,

Bom dia.



Agradecemos o tempo que aguardou pelo nosso contacto.



Relativamente ao assunto em epígrafe, tal como informado a 20.02.2019, em casos desta natureza não será aplicável qualquer prazo para verificação/resolução, uma vez que esta depende exclusiva e condicionalmente do(s) mesmo(s).



É importante relembrar que os termos e condições no âmbito da garantia são impostos pelo fabricante, já que a PCDIGA é apenas o ponto de venda e não o produtor. Ao entregar um produto na PCDIGA, ou por conseguinte, num centro de assistência técnica autorizado no período de garantia, não significa automaticamente que irá ser reparado livre de custos. Após recepcionar o produto, o centro de assistência reserva-se no direito de confirmar a validade da garantia e do seu pedido para o serviço de garantia. Em caso de orçamento, a(s) peça(s) orçamentada(s) não poderá(ão) ser substituída(s) ao abrigo da garantia, conforme as condições do serviço de garantia limitada que acompanhou o equipamento.



A partir do momento em que existem sinais visíveis de dano e/ou incorrecto manuseamento, os fabricantes salvaguardam-se e aplicam de imediato as exclusões da garantia indicadas pelos mesmos.

O epítome é que efetivamente o período de garantia comtempla apenas uma avaria resultante de defeito de fabrico e não de incorrecta utilização (queda, dano acidental, etc.), sendo que a PCDIGA é apenas o ponto de venda e não o produtor.



Neste caso em concreto, estamos também nós a aguardar nova actualização do fabricante para que possamos agir em conformidade com as indicações fornecidas, pelo que lamento não conseguir adiantar nada mais conclusivo.



Face ao acima exposto, lamentamos mas não será possível anuir ao solicitado e no âmbito pretendido.



Grato pela atenção dispensada.





Melhores cumprimentos / Best regards / Saludos,

-------

Pede-se justiça e na continuidade do incumprimento será apresentada queixa crime.
 

16 Jun2019
pedro sousa adicionou uma resposta

Vergonha continua!!! Já é dia 16 JUNHO 2019...! CONTINUO SEM RESPOSTA, SEM TELEMOVEL E SEM DINHEIRO!! VERGONHA DE PCDIGA, VERGONHA DE PORTUGAL

24 Jul2019
PCDiga adicionou uma resposta

Estimado cliente,

Conforme já discriminado na resposta à reclamação de V. Ex.ªs com a ref.ª #29070219, reiteramos que este processo tratava-se de uma inconformidade, sendo que informamos atempadamente que o prazo de resolução não dependeria da PCDIGA.

Confirma-se mais uma vez que o caso foi resolvido em prol do cliente com substituição do artigo por uma versão superior.

Grato pela atenção dispensada.
PCDIGA - Serviço a cliente.

PCDiga está a aguardar resposta do utilizador

Comentários (0)