Ranking na categoria
Partilhar esta página
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Quintas Prestige - Não são honestos, como ainda nos tentaram enganar!

Sem resolução
48909
4567
sofiarlx@gmail.com apresentou a reclamação

Boa tarde,

venho apresentar uma situação ocorrida neste mês de Janeiro. No início do mês, comecei a contactar algumas quintas e hotéis para realizar um casamento. De entre elas, contactei a Quinta da Barreta e questionei a Sra. D Inês Mendes acerca da disponibilidade da quinta para o dia 2, para cerca de 100 pessoas. A Sra. confirmou a disponibilidade e sugeriu que me dirigir-se à quinta a fim de conhecer o espaço, o que fiz no dia 21.01.2011. Mostraram-nos a quinta e explicaram-nos como seria o contrato. O contrato consistia no seguinte: o limite mínimo aceitável pela quinta eram 140 pessoas. Como só tínhamos 100 pessoas, teríamos de pagar 50 euros por cada pessoa até atingirmos as 140. Esta situação pareceu-nos logo insólita, pois nada nos tinha sido referido no anterior contacto com a Sra. D. Inês Mendes. Como não nos mostrámos convencidos face a este requisito e dissemos que não nos parecia justo pagar-mos 50 euros por convidados que não existem, sugeriram-nos que enviássemos um e-mail para a gerência analisar a situação. Disseram-nos ainda que, às 2ªs e 3ªs feiras estavam encerrados, pelo que, só enviamos o referido e-mail na 4ª feira. Passadas poucas horas desde que enviámos o e-mail, a Sra. D. Inês Mendes respondeu prontamente que a quinta já tinha sido reservada para esse dia e ainda sugeriu que dado o número de convidados, nos casássemos numa 6ªfeira ou num domingo. Achámos estranha a resposta, por terem passado poucos dias e resolvemos testar a veracidade da resposta. Assim, enviámos nova mensagem, a partir de um e-mail diferente e fazendo-nos passar por outra pessoa. Questionamos a quinta acerca da disponibilidade para o mesmo dia, mas para 150 pessoas. Como já esperávamos, a resposta foi positiva, ou seja, a quinta estava disponível e que teriam muito gosto em nos receber. Parece-nos que empresas como esta, nem deviam operar no mercado, pois não são honestos nem demonstram o mínimo respeito pelas pessoas. Não só fizeram juízos de valor, como ainda nos tentaram enganar.

Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)