Remax

Ganhar, Consultoria e Gestão Lda

Ranking na categoria

Categoria
Mediação Imobiliária - Redes

Telefone: 210041141

Morada
Beloura Office Park, Edificio 3, Piso 1, Escritório 5, 2710-693 Sintra
Edifcio Tower Plaza, Via Engenheiro Edgar Cardoso, 23, 5º C e D, 4400-676 Vila Nova de Gaia

E-mail
qualidade@remax.pt

Website
http://www.remax.pt

Recomenda esta marca?

8
47

Partilhar esta página

Remax - Reclamação sobre garantia do imóvel

Em tratamento
27842019
313
0 gostos
Hugo Marques apresentou a reclamação

REMAX IDEAL

No seguimento da missiva recebida por parte da empresa compradora do m/ imóvel datada de 04 de Março 2019, e que vos informei logo que recebi a carta sobre a garantia do imóvel, venho assim demonstrar o meu desagrado relativamente ao v/ serviço de venda do m/ imóvel, sito na Rua Dr. Emídio Guerreiro, n.º 3 R/C Esq., em Évora, pois tive de contratar o serviço de uma advogada (DrªAndreia Rodrigues, andreia@adradvogados.pt) e pagar o serviço da mesma por um serviço que poderia ter sido evitado por vocês, e que gostaria de saber quem me vai ressarcer do valor de 75€ que paguei pela consulta/serviço?
Assinei um contrato de exclusividade para não ter problemas legais, nem de nenhuma ordem o que não aconteceu. Tal jamais deveria acontecer, na medida em que cumpri com todas as obrigações acordadas, tais como, solicitar que o meu inquilino saísse do imóvel na data prevista, elaboração do Certificado energético e restantes documentos necessários para a Escritura de Compra e Venda poder ser feita conforme pedido do comprador no prazo máximo de 30 dias.
Quando falámos para colocar a minha casa a venda falei consigo, pois acreditei que a Remax Ideal fosse credível, tendo referido que a casa se encontrava arrendada e que agora seria vendida no estado e uso em que se encontrava, ao qual me informou que não havia nenhum problema com isso.
Nesse sentido, pedi ao meu inquilino Nuno Tirapicos, autorização para facultar apenas a si o número de telemóvel para poder combinar com ele as visitas ao imóvel. No dia seguinte a colocar a casa à venda combinou com ele e mostrou a casa ao Comprador, tendo o mesmo visto a casa como estava (todas as reclamações constantes da carta, a qual digitalizei e enviei para si já existiam sem haver alterações e nenhuma delas impede o uso e usufruto da casa, por isso mesmo estava arrendada).
O Comprador viu a casa como estava e na hora fez uma proposta que estava dentro dos valores pedidos por mim e por esse motivo foi aceite. Foi, assim, feito o Contrato de Promessa e Compra do imóvel, o qual eu cumpri em todas as suas precisas cláusulas.
Entretanto no dia 14 de Fevereiro de 2019, reencaminhou-me um mail que a sua Colega, a Sra. Filipa Ribeiro, havia reencaminhado, visto ser quem trocava mails com o Comprador. Nesse e-mail, o Comprador dizia para me informarem sobre a garantia da casa que não ia abdicar da mesma. Telefonicamente, informei que não ia responder a esse e-mail, dado que isso era a v/ função e não minha, se contratei o v/ serviço e paguei o mesmo para não me preocupar com nenhuma parte legal/burocrática de todo o processo. Se quisesse ser incomodado ou ter trabalho tinha vendido a casa de forma particular. No seguimento, informei, novamente para comunicar à sua Colega, de forma a esta informar o Comprador que a casa tem mais de 5 anos, por isso já não tem a garantia de construção e seria vendida como se encontrava e como tínhamos falado antes de fazermos negócio, ao qual me comunicaram para ficar descansado que a Colega trataria de tudo, mas pelos vistos não foi isto o que aconteceu!!
Entretanto alguém da Remax Ideal facultou o número de telefone do meu inquilino ao Comprador, desrespeitando assim a proteção de privacidade, e indo o Comprador ao meu imóvel, sem a minha autorização, nem conhecimento e sem o seu acompanhamento. O meu inquilino ligou-me a contar o que sucedeu, tendo o comprador sido rude e mal-educado com ele. O comprador até exigiu que ele tirasse as coisas que faltavam rapidamente, que nessa semana ele queria colocar as coisas que tinha comprado e disse ao meu inquilino para lhe entregar a chave da casa diretamente a ele, o que o meu inquilino não fez ligando-me depois a contar o sucedido. Logo nesse momento entrei em contato consigo, tendo-me referido que também não sabia de nada o que significa que o dever de privacidade não funciona dentro da vossa empresa.
Posso, assim, concluir, que a intermediação com o Comprador não foi idónea, nem profissional pois, não o esclareceram de tudo corretamente sobre a garantia do bem imóvel como deveriam ter feito e tal como eu havia solicitado.
Caso o Comprador venha a intentar um processo judicial por algo que deveria ter sido cumprido da v/ parte, tendo eu pago a devida comissão, visto isto pergunto quem vai suportar todas as despesas de tribunal e de advogado se tal vier a acorrer?
Posso desde já informar que caso tenhamos de ir para meios judiciais também apresentarei queixa contra vocês e exigirei ser ressarcido por todas as despesas que tiver e tempo perdido por algo que vocês poderiam ter evitado se não tivessem pensado só no valor que iriam receber de comissão agindo portanto de má Fé para comigo.
Informo ainda que darei conta ao IMPIC de toda esta situação e bem assim ao departamento de qualidade da Remax Portugal.
Também o meu ex-inquilino Nuno Tirapicos apresentará queixa contra vocês por terem facultado o contato dele sem qualquer autorização e ter sido ofendido pelo vosso Comprador dentro da casa onde ainda morava.

Grato pela atenção dispensada, apresento os meus melhores Cumprimentos,
Hugo Marques

03 Mai2019
Remax adicionou uma resposta

Exmo. Senhor,

Para qualquer reclamação e/ou esclarecimento, solicitamos contacto para:

qualidade@remax.pt

Melhores cumprimentos.
RE/MAX PORTUGAL
Departamento de Qualidade

07 Mai2019
Hugo Marques adicionou uma resposta

Boa tarde, a reclamação também seguiu para a qualidade@remax.pt e para o IMPIC, para a DECO e livro de reclamação digital.

16 Mai2019
Hugo Marques adicionou uma resposta

Continuo a aguardar uma resolução....

Hugo Marques está a aguardar resolução da marca

Comentários (0)