Performance da Marca
1.5
/100
Insatisfatório
Insatisfatório
Índice de Satisfação nos últimos 12 meses.
Taxa de Resposta
0%
Tempo Médio de Resposta
0%
Taxa de Solução
0%
Média das Avaliações
10%
Taxa de Retenção de Clientes
0%
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Serviços Assistência 24 - Recusaram me a factura

Sem resolução
1/10
Sofia Moreiras
Sofia Moreiras apresentou a reclamação
30 de dezembro 2020
Após uma busca na Internet, dia 20 de Novembro de 2020, às 15h27, entrei em contacto com uma empresa com o site www.servicoassistência.com, através dos números de telefone 212 400 052 e 212 400 106. Fui atendida por uma senhora e expliquei-lhe lhe que tinha duas máquinas a necessitar de intervenção: uma de lavar roupa, de marca Fagor, cuja cuba havia deixado de rodar, e uma máquina de secar Candy, que havia deixado de produzir calor, embora funcionasse. Fui informada pela dita senhora, de que o valor da deslocação do técnico para orçamentação de ambas as máquinas seria de 30€. Após a minha concordância, a senhora pediu o meu nome, endereço e contacto telefónico, e informou-me que seria contactada pelo técnico e que o mesmo agendaria a visita.  
O técnico ligou-me no dia 20 de Novembro às 16h24 do número: 965 538 965 (efectuei uma busca na Internet, e o número supostamente pertence a um senhor Jorge Silva). A pessoa que me ligou deste número agendou para dia 24/11 as 13h00. Expliquei que eram duas máquinas para orçamentar e mencionei que uma delas era Fagor, fazendo referência que tinha conhecimento que a Fagor havia falido em Portugal. Respondeu-me que não me preocupasse que tudo se resolvia. Em tom de brincadeira, ainda perguntei se reparavam máquinas de cafe, pois possuo uma a necessitar de intervenção, ao que me respondeu que não obviamente.  
Às 10h45 do dia 24/11, e sem aviso prévio de que chegaria mais cedo, um senhor que se apresentou como técnico da empresa servicoassistência.com, foi conduzido à cozinha pela minha filha de 23 anos. O senhor dirigiu-se imediatamente à máquina de secar roupa, perguntando qual era o problema. A minha filha respondeu-lhe que a de secar não aquecia e a de lavar não rodava, ao que o senhor, espantado, perguntou à minha filha se não era só a de secar. A minha filha veio ao quarto chamar-me, eu fui até à cozinha e disse ao senhor que eram as duas, tal como devidamente explicado à empresa e ao técnico que me havia ligado na sexta-feira (que obviamente não era o mesmo).  
O senhor abriu a porta máquina de lavar roupa, tocou na cuba e disse "esta não tem arranjo, tem o tambor partido" ao que respondi "Mas não quer ver por dentro? Eu já desaparafusei a tampa", ao que reiterou que não havia nada a fazer e que o arranjo seriam 340€. Optei por não avançar com esta reparação e informei-o que não prosseguiriamos, explicando inclusive que estou desempregada, não tendo como chegar a esses valores.  
Virou-se então o senhor para a máquina de secar roupa. Sem me dar o valor ou pedir autorização, reparou-a em menos de cinco minutos, dizendo que havia substituído uma peça, e que a máquina não voltaria a deixar de aquecer, dissecando, e bem, todo o procedimento de sobreaquecimento que estava a danificar a mesma. Explicou-me que com a peça que substituiu, a máquina não voltaria a avariar.  
Não deixou, nem sequer me mostrou, a peça que substituiu, solicitou-me um pagamento imediato de 90€ para a entidade: 21 312, referência: 507 758 230, que foi efectuada às 11h02. Não me deixou qualquer ordem de trabalho, factura ou recibo.  
Contactei a empresa servicoassistência.com via telefone, e foi me dito que não me passaram factura pois não paguei o IVA, respondi que o único valor que me foi solicitado pelo técnico foram 90€ e não houve menção da parte dele da ausência do IVA no valor pedido, até porque é ilegal. A senhora foi bastante desagradável e estava notoriamente insatisfeita com o meu pedido, dizendo-me que iria pedir ao técnico para me telefonar. Contestei esta resposta respondendo-lhe que o serviço havia sido solicitado por mim à empresa servicoassistência.com e não a um técnico cujo nome nem sei.  
Voltei a contactar a empresa via telefone às 15h12 de 24/11, e desta vez o que a MESMA senhora me informou foi o seguinte: “Temos 5 dias uteis para emitir a factura ou o recibo, e só após a conclusão do trabalho”. Respondi-lhe que o trabalho havia sido concluido às 11.00, ao que me disse que o trabalho só seria dado como concluido por eles (empresa), quando o técnico responsavel pela intervenção, regressasse ao escritório. 
Posto isto, posso deduzir que esta empresa opera à margem da lei, e de uma forma muito pouco transparente, uma vez que, como acima descrito as reparações são efectuadas sem prévio orçamento e concordância do mesmo.  
Uma simples busca no Facebook, (infelizmente tardia), tambem me levou a mais pessoas que se queixam justamente do mesmo. 
 
No dia 3 de Dezembro às 14:08, liguei novamente para solicitar a factura. Fui atendida por um homem muito mal educado, que gozou comigo e me perguntou se eu queria uma indemnização. Após 1 minuto de conversa, desligou me o telefone na cara. Liguei novamente, e não atenderam o telefone. Voltei a ligar insistente e sucessivamente e agora desligam me a chamada. 
Telefonei ao técnico que veio a minha casa e me cobrou os 90€, e o mesmo transmitiu-me que iria falar com a empresa.

Hoje, dia 30 de Dezembro de 2020, às 12:43, voltei a contactar a empresa através do número 212 400 052, duas vezes. Desligaram-me a chamada.
Telefonei ao técnico Sr. Jorge Silva, e informei-o de que até à data, ninguém tinha entrado em contacto comigo a fim de me fazer chegar a factura que é minha por direito legal, e da qual necessito para entrar nas despesas. Respondeu-me que nada tem a ver com isso, ao que retorqui que foi ele quem veio a minha casa e me cobrou o valor, e foi a ele que foi pago. 
Após esta afirmação, informei-o de que no dia 4 de janeiro, irei apresentar queixa dele na PSP, autoridade tributária e em todos os locais que a lei me permitir. Desejou-me um bom ano, despreocupadamente.

Ressalvo também que para além da minha filha, maior estava também presente, em minha casa, uma pessoa amiga, que poderá atestar a tudo o que se passou. 

É importante referir também que o site da empresa não possui qualquer endereço físico. Ao fazer uma busca pelo registo do site, apercebi-me que o site foi criado no dia 24 de Abril de 2017, curiosamente no código fonte do mesmo site pode ler-se que estão no mercado há 10 anos. No registo do site também não consegui encontrar informações de endereços ou contactos telefónicos, uma vez que se encontra protegido. Ora, trabalhando eu na área da Internet há quase 20 anos, o único motivo pelo qual alguém paga para esconder um registo de um site (sim, porque esta opção é paga), é porque não pretende ser encontrado.
Como tal é mais uma vez, falta de transparência.  
Data de ocorrência: 30 de dezembro 2020
Sofia Moreiras
15 de janeiro 2021
Continuo sem resposta. E sem factura.
Terei de ir à polícia apresentar queixa contra o técnico, pois foi a ele a quem paguei.
Sofia Moreiras
25 de abril 2021
Até hoje não obtive qualquer contacto.
Entretanto a máquina sobreaquece e tenho imensa roupa queimada. A máquina em si está a derreter por dentro.

La terei de ir à polícia apresentar queixa contra o técnico que “reparou” a máquina, Sr. Jorge Silva, uma vez que a empresa não dá a cara.
Sofia Moreiras
Sofia Moreiras avaliou a marca
13 de outubro 2021

São * PROIBIDO *

Esta reclamação foi considerada sem resolução
Comentários
Esta reclamação ainda não tem qualquer comentário.