Saúde CUF

José de Mello Saúde, SGPS

Ranking na categoria

Categoria
Grupos de Saúde Privados

Telefone: 210025100

Morada
Avenida do Forte, n.º 3, Edifício Suécia III, Piso 2, 2790-073 Carnaxide

E-mail
info@josedemello.pt

Website
http://www.saudecuf.pt/

Recomenda esta marca?

10
33

Partilhar esta página

Esta é a sua empresa? Clique aqui

Saúde CUF - Mau acompanhamento

Aguarda resposta
34288419
121
0 gostos
ana coelho apresentou a reclamação

Ao ligar para os serviços da Cuf Descobertas, expliquei o meu problema (enxaquecas), afim de obter ajuda na escolha da especialidade;
Sugeriram-me consulta de Otorrinolaringologia, uma vez que referi estar sempre congestionada e que suspeitava ter sinusite ou algo idêntico, que talvez seria uma possivel causa das enxaquecas.
Na consulta de otorrinolaringologia, o dr. prescreveu um tac aos seios peri-nasais, efectuei o mesmo, no valor de 112,23€ e marquei nova consulta para mostrar o tac ao dr.
Na consulta seguinte, levantei o tac e de seguida apresentei-o ao dr., perguntei se tenho sinusite, a resposta do dr. foi: "sinusite? isso sinusite toda a gente tem!" - Aconselhou-me a ser seguida na especialidade de neurologia, justificando que as enxaquecas não teem motivo de origem da especialidade de otorrinolaringologia. - Nada me receitou.
Marquei então consulta de Neurologia. Nesta consulta foi-me receitado meio comprimido de inderal 10mg ao deitar e meio ao levantar... Não me resolveu o problema... No folheto informativo refere que para a prevenção da enxaqueca a dosagem diária recomendada é de 80 a 160 mg (foi me receitado 10mg diários). Foi me dito também que possivelmente a causa poderia ser de origem depressiva, uma vez que já tive uma grande depressão no passado, em que surgiram enxaquecas.
Continuei sem saber a causa das frequentes enxaquecas, sem saber o que fazer, marquei então consulta de psiquiatria, pois tratando essa possível depressão, as enxaquecas melhorariam, como sugerido em neurologia.
No dia 9 de Julho tive então consulta de Psiquiatria, na qual me foi receitado o suplemento alimentar Primus, Escitalopram 10mg e Triticum.
Quando voltei a outra consulta de Psiquiatria, dia 17 de Setembro, já tinha sido despedida por não conseguir ter condições para trabalhar, mesmo gastando tanto dinheiro em consultas, exames e medicamentos.
(Escolhi a Cuf porque várias pessoas me aconselharam a investir na minha saúde, num bom hospital privado, de modo a resolver o meu problema... Sendo a Cuf conhecida por ser dos melhores hospitais privados, a minha espectativa era obviamente ser acompanhada de forma a ter grandes melhorias.)
Voltando então à consulta de Psiquiatria, dia 17 de Setembro de 2019, referi continuar com muito sono, cansaço e quase todos os dias com enxaquecas...
Brufen não me tira as dores, Migretil deixou de fazer efeito mesmo tomando 2 comprimidos de cada vez, o único que faz algum efeito mas não sempre, é o Zomig, tomando 2 comprimidos por dia ( sendo a caixa de 6 comprimidos cerca de 15€, que apenas chega para 3 dias)
Pedi ao dr. que me receitasse algo para ajudar nas enxaquecas, o dr. disse que as enxaquecas não se enquadram na sua especialidade... Referi que quando tive uma grande depressão, tomei Diplexil e que talvez fosse esse medicamento que me ajudou muito - o dr.respondeu que o uso de diplexil nas enxaquecas não está provado, que não preciso de diplexil e que enxaquecas não se enquadram na sua especialidade mas sim em Neurologia... Referi que em Neurologia prescreveram-me inderal, que não ajudou muito mas que se pudesse pelo menos isso passar, ajudáva-me porque já não tinha - o dr. voltou a repetir não ser a sua especialidade e não estar provado o beneficio desses medicamentos em enxaquecas.
Exaltei-me e desesperada comecei a chorar por estar a investir dinheiro que não tenho e não me ajudarem.
Sou mãe solteira, apesar das minhas dificuldades, já acolhi à minha tutela uma criança em risco, orfã, decidido por tribunal e pela cpcj, sou uma pessoa de bem, trabalhadora, tudo o que preciso é de ajuda a tratar o meu problema, paguei por essa ajuda em vão e agora desempregada, na mesma doente, não consigo pagar o restante valor em dívida, valor este que não acho justo ser cobrado.
Resta-me referir que estou a ser seguida pelo meu centro de saúde com a minha nova médica de família, que pegou recentemente no meu caso e receitou imediatamente tratamento para a rinite crónica que tenho, acusada na tac que fiz na Cuf, no valor de 112,23 euros, em que o médico da especialidade na Cuf nada me receitou nem nada referiu sobre o assunto.
Fui encaminhada para otorrinolaringologia no CHBM, onde confirmaram ser o tratamento correcto, o que fora dado pela médica de família, receitando também Broncho-Vaxom, afirmando que o mesmo melhorará bastante a rinite e terá também muito provavelmente impacto na melhoria das enxaquecas.

Peço, por esta situação que considero muito injusta, uma anulação do valor que tenho em dívida na Cuf, instituição esta que na minha opinião não me deu o acompanhamento correcto, prejudicando-me muito, ao ponto de perder o emprego, com uma filha de 9 anos para criar sozinha.

Fiz reclamação no livro de reclamações na cuf descobertas, a mesma foi respondida com total indiferença.
ana coelho está a aguardar resposta da marca

Comentários (0)