Ranking na categoria
  • Canal não oficial da Segurança Social.
    Para um contacto direto use o portal Segurança Social Direta

  • 300 502 502
  • Rua Rosa Araújo, 43
    1250-194 Lisboa
Partilhar esta página
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Segurança Social - Reclamação realizada através do site!

Resolvida
101309
17409
Rita Pereira apresentou a reclamação

Bom dia,

    No passado dia 04/11/2011 dirigi-me ao C.D.S.S. de Castelo Branco devido a encontrar-me em situação de Subsídio de Doença desde 16/09/2011 e ainda não ter recebido qualquer pagamento.
    Nos V/ serviços fui informada que a 07/10/2011 havia sido emitida uma carta-cheque no valor de 276,6€, carta essa que até ao presente dia ainda não recebi!
    Questionei se a carta viria registada, ao que me indicaram que não e passo a citar: ”Os bancos não estão para ter essa despesa de registar as cartas”.
    Solicitei, então que o cheque fosse cancelado e após confirmação de que o mesmo não havia sido levantado por terceiros, me fosse transferido valor em questão para a minha conta uma vez que o meu N.I.B. já consta da minha ficha na S.S..
    Foi-me explicado, que tal acção não podia ser desencadeada, e que teria de aguardar que o cheque expira-se, sendo que não me souberam indicar a data em que tal ocorreria.
    Como eventual solução para esta situação, foi-me indicado pela funcionária que me atendeu, que me dirigisse à estação de correios da minha área de residência a fim de perceber se a carta eventualmente teria sido devolvida. Sendo que na estação dos CTT informaram-me que as cartas não entregues ou devolvidas eram enviadas para o centro de distribuição. Desloquei-me então ao centro de distribuição, onde me foi explicado que o correio não entregue ou devolvido, é remetido à entidade emissora da correspondência, pelo que não poderiam fazer nada para me ajudar.
    Uma vez que me encontro sem trabalhar e como tal sem rendimentos próprios, já tendo gasto avultadas quantias em medicação e equipamento para me auxiliar no pós-operatório e não sessando os meus encargos financeiros com terceiros, por não ter recebido o valor da baixa por doença a que tenho direito, solicito esclarecimentos sobre,

1.    Data prevista para expiração da Carta Cheque?
2.    Confirmação sobre a impossibilidade de anular a Carta Cheque?
3.    Sendo impossível anular a carta-cheque que solução me apresenta a S.S. para eu receber a quantia em questão?
4.    Sendo possível anular a Carta Cheque, que procedimentos preciso desencadear para que o dinheiro me seja transferido directamente para a conta?

    Não posso no entanto deixar de questionar a S.S. sobre como é possível terem contratualizado um serviço que envolve quantias monetárias, e no qual não há qualquer controlo sobre a correspondência? Trata-se de um assunto sensível e que influencia directamente a vida do doente e dos que compõem o seu agregado familiar. Ainda mais nos tempos conturbados que actualmente atravessámos e aos quais infelizmente não sou imune.
    Assim solicito que o meu caso seja analisado com a maior brevidade possível. Pois encontro-me privada de algo que é meu por direito, e a S.S. responsável pelo meu subsídio de doença, mostrou-se incapaz de até ao momento me prestar os esclarecimentos que se impõem e apresentar uma solução expedita para resolver a situação.

Grata pela atenção:

Rita Pereira
NISS: 119 275 030 77

PS: O motivo pelo qual exponho aqui esta reclamação, é que não recebi até ao momento qualquer comprovativo da S.S. da recepção por esta entidade da minha reclamação realizada através do site, * PROIBIDO *://www2.seg-social.pt/Reclamacoes/queixas.asp pelo não tenho qualquer prova em como efectivamente reclamei.

Esta reclamação foi considerada resolvida

Comentários (1)

Ver perfil de Cláudio Vieira

Cláudio Vieira

quero perguntar porque me cortaram o abono complementar e perguntar o que tao a fazer as funcionarias da segurança social de tomar porque nao me souberam dar esta informaçao.