TAP

TAP

Transportes Aéreos Portugueses, SGPS S.A
Ranking na categoria
Partilhar esta página
Esta é a sua empresa? Clique aqui

TAP - Reclamação de danificação e roubo de bagagem de cabine

Sem resolução
36820620
127
0 gostos
Paula Guinote apresentou a reclamação

Exmos. Srs.

No dia 04 de Novembro, quando estava a entrar na manga do avião, foi-me solicitado que a minha bagagem de cabinbe fosse para o porão, pelo fato do avião estar muito cheio. Solicitei então o encaminhamento para Lisboa, uma vez que fazia ligação em Dusseldorf. chegando ao aeroporto de Lisboa, a minha bagagem não tinha chegado, encontrando-se em Dusseldorf. Fiz reclamação nos serviços devidos. A minha bagagem só foi entregue no dia 06/1102019. Aquando da entrega, verifico que a bagagem tinha o cadeado arrombado assim como foram roubados vários objetos da mala, nomeadamente uns óculos de sol de marca. Nesse dia, entrei em contacto com a TAP onde me informaram que tinha 30 dias para fazer a reclamação assim como me indicaram para fazer o registo online. Por razões que desconheço, a reclamação não foi rececionada pela entidade. passado algum tempo, e face à ausência de resposta, voltei a contactar a TAP, onde fui informada que não tinham recebido nada, mas que ainda poderia efetuar a reclamação. No dia 03/12/2019, fiz a reclamação, enviando as fotografias dos danos e relatando o acontecido. Na ausência de informação, contactei várias vezes a TAP, que apenas me informou que estava em analise. No di11/02/2020, recebo um email da TAP, onde me informa que como não reclamei no prazo de 07 dias, a TAP, não iria ter qualquer procedimento.

Não me parece aceitável tal procedimento uma vez que:

1- Foi efetuado um procedimento, contra a minha vontade, mas por necessidade da companhia. Razões as quais fui completamente alheia e a bom rigor, não poderia recusar a entrega de bagagem;

2- A TAP está na realidade a acobertar um ato com figura de crime: roubo de bagagem;

3- Para além da bagagem só ter sido entregue dois dias depois, a mesma foi alvo de destruição e roubo;

4- A TAP têm a obrigação moral de indemnizar o cliente uma vez que a bagagem estava á sua responsabilidade, não podendo os fatos serem imputados ao cliente, uma vez que este já sofreu todos os transtornos da perda da bagagem e o roubo.

Solicita-se assim a intervenção desta entidade, ou reencaminhamento para quem de direito, para que a TAP seja responsabilizada por tais atos.

Mais informo, que me encontro à disposição para eventuais esclarecimentos.

Esta reclamação tem um anexo privado
27 ago 2020
A reclamação foi considerada "Sem Resolução" por falta de atividade
Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)