Ranking na categoria
  • 225574330
  • Rua da Constituição, nº2105 - 1º andar, sala 1.
    4250-170 Porto
  • geral@vidor.pt
Partilhar esta página
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Vidór Real Estate - Meu imóvel está submerso

Sem resolução
46519920
430
Ari Abreu apresentou a reclamação

Há quase dois anos comprei um imóvel construído pelo Grupo Vidór em Figueira da Foz. De lá para cá foram só problemas:
Infiltrações crônicas pelas paredes, implicando reboco e pisos soltando
Rachaduras nas paredes e colunas
Saída de água da sala montada ao contrário
Infiltrações pelas portas e janelas
Pias sem sifão exalando mal cheiro.
Em um dos poucos reparos que a empresa fez, foi feita a manutenção do piso descolado de um dos quartos. Todavia, a Vidor deixou o quarto sem os rodapés e não deu acabamento no verniz que foi aplicado.
Reclama-se com a empresa, inclusive por carta com aviso de recepção e a empresa não toma absolutamente nenhuma providência, pelo contrário, a funcionária da loja de Figueira de Foz grita com os moradores e os destrata de forma sistemática.
Atualmente, depois de vários anos de reclamações, a empresa resolveu substituir as telhas de amianto. Todavia, a empresa deixou para fazer tal obra na última semana do verão e enviou apenas dois homens para trabalhar na obra, que já se arrasta por duas semanas. RESULTADO. Acaba de cair uma chuva e meu apartamento está inundado.
Lamentavelmente, só me resta a via judicial para resolver os inúmeros problemas criados por essa empresa que não tem nenhum respeito pelos clientes.
15 dez 2020
Ari Abreu adicionou uma resposta

A empresa nem ao menos se deu ao trabalho de responder à queixa anterior. Os problemas continuam a aumentar. A fechadura do edifício está avariada e, apesar de inúmeras queixas de moradores, nada é feito e pessoas estranhas ao prédio continuam nele adentrando livremente. Em 14/12/2020 a água da chuva infiltrou-se pela laje inundando a garagem.

26 jan 2021
A reclamação foi considerada "Sem Resolução" por falta de atividade
Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)