Ranking na categoria
  • 21 605 8389
  • Rua João de Freitas Branco,
    30-B
    1500-359 LISBOA
  • geral@xtravel.pt
Partilhar esta página
Xtravel
Xtravel respondeu à reclamação de rosana mesquita
há 4 meses
Sem resolução
Nova resposta
Xtravel

Xtravel - Devolução de valor pago para viagem de finalistas

Bom dia,

No seguimento do comunicado abaixo enviado para todos os emails registados, e por forma a requerer a intervenção da Comissão Arbitral para acionamento do Fundo de Garantia de Viagens e Turismo, deverá remeter o respetivo formulário disponível através da plataforma constante no link: https://business.turismodeportugal.pt/pt/Planear_Iniciar/Como_comecar/Agencias_Viagem_Turismo/Paginas/Fundo-de-Garantia-de-Viagens-e-Turismo-FGVT-informacao-ao-consumidor.aspx

Na área de cliente estão disponíveis Voucher e Faturas e Recibo.

Caso encontre alguma contingência na visualização e/ou download dos mesmos contacte-nos para geral@xtravel.pt indicando nome completo, email de registo e escola/grupo por onde foi efetuado o registo.

Segue também os contactos do Turismo de Portugal

/ Contactos gerais:
E-mail: info@turismodeportugal.pt; (contacto preferencial)
Telefone: 211 140 200


Caro(a) Cliente,
Esta é a comunicação mais difícil das nossas vidas. Em Março de 2020 víamo-nos com o maior número de clientes que alguma tivemos e preparava-se a Xtravel para oferecer aos seus Clientes o maior e mais diversificado evento que alguma vez tinham tido a oportunidade de usufruir.
É por isso que hoje nos dirigimos a vocês sem contemplações e sem ter de pensar muito no que escrever. É impossível pensar que um evento desta magnitude, organizado fora do país e envolvendo milhares de pessoas, Cruz Vermelha Portuguesa, hotéis estrangeiros, apartamentos, 6 palcos temáticos, Djs, dezenas de artistas, segurança privada, centenas de autocarros, Câmaras Municipais espanholas, proteção civil espanhola, Guardia Civil Espanhola, Policia Nacional Espanhola, etc., possa ser produzido e organizado com um, dois ou três meses de antecedência.
A organização de um evento desta dimensão exige longos meses de preparação prévia, o envolvimento de inúmeros colaboradores e reservas antecipadas e, por isso, a alocação de meios para cobertura de todos os custos e pagamentos antecipados a fornecedores. É assim neste evento, como é em todos os que envolvam uma organização similar. E é por isso que perante a Pandemia e a notícia de que não poderia ser realizado o festival em 2020, a Xtravel viu-se, a partir daí, num caminho sem saída e para o qual a única solução resultou da Lei que nos permitiu ter esperança na resolução do problema com o qual nos vimos confrontados. Cumprimos a lei, com muito esforço e dedicação emitimos todos os vouchers a todos os clientes e deitámos mãos à obra. Reunimos com Bancos. Reunimos diversas vezes com a Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo, desdobrámo-nos em contactos telefónicos com potenciais investidores e tivemos seis reuniões com a Secretaria de Estado do Turismo sempre na tentativa de cumprirmos com os nossos compromissos perante os nossos clientes.
Quando criámos a Xtravel, sabíamos dos riscos inerentes à atividade desenvolvida. Riscos associados a um evento, cancelamentos, acidentes etc., tudo isto potenciado pelo facto da receita desta empresa se concentrar na organização deste único evento. Mas nunca ninguém previu ou pôde prever uma Pandemia que agitasse o mundo e desafiasse por tempo indeterminado o mercado a esforços hercúleos para alcançar soluções de equilíbrio que permitissem a sobrevivência da economia mundial.
Quando as autoridades de saúde internacionais declararam oficialmente a Pandemia mundial Covid-19, a Xtravel preparava-se para ter o seu melhor ano desde a sua existência, um número recorde de clientes, não tinha dívidas, nem era expectável que os seus clientes regressassem do festival com outro feedback que não aquele que os clientes do ano anterior nos ofereceram: “Foi a melhor semana das nossas vidas.”
Infelizmente, apesar do enorme esforço que desenvolvemos ao longo destes meses, não foi possível encontrar uma solução que pudesse viabilizar a continuação da Xtravel com o consequente e imediato reembolso do montante dos vouchers a quem assim o pretendesse. Os financiamentos bancários pedidos foram negados, das linhas disponibilizadas pelo Estado, apenas uma muito recente nos enquadrava como elegíveis. Tudo fizemos para recorrer a essa linha, mas também essa porta se fechou por recusa da entidade bancária associada.
E é por tudo isto que hoje nos dirigimos a todos aqueles por quem temos o maior respeito e por quem empregámos toda a nossa energia nestes últimos meses, para comunicar que a Xtravel, apesar do esforço, não tem condições para proceder ao reembolso imediato dos vouchers, não lhe restando outro caminho que não o de se apresentar à insolvência.
Pesa-nos a incerteza do nosso futuro e das pessoas que de nós dependem. Aos nossos Clientes cancelaram a viagem, a nós o futuro. Mas não nos cancelarão a honra e a dignidade, e é por isto que nada temos a temer. Refutamos todas as insinuações e acusações de caráter difamatório que nos têm sido dirigidas e relativamente às quais agiremos munidos de todos os meios legais para a defesa do nosso bom nome, honra e consideração. Devemo-lo às nossas famílias e a todos aqueles que nos apoiaram no que tem sido a maior batalha das nossas vidas.
Aproveitamos ainda a presente comunicação para referir que as facturas e vouchers estão disponíveis para download na sua área de cliente no nosso site (www.xtravel.pt ) e todos os recibos relativos às mesmas estão a ser carregados na sua área de cliente e estarão disponíveis até ao final da semana.
Resta-nos, por fim, informar os nossos Clientes que perante a impossibilidade de procedermos ao reembolso imediato conforme imposto e de forma a reaverem os valores despendidos, poderão recorrer ao pagamento do voucher através do fundo de turismo, apresentando todos os documentos disponibilizados na sua área de cliente, tal como indicado pelo Turismo de Portugal neste link - * PROIBIDO *://business.turismodeportugal.pt/pt/Gerir/covid-19/Paginas/covid-19-info-complementar/vales-emitidos-agencias-viagens-turismo-decreto-lei-17-2020-23-abril-info-viajantes-consumidores.aspx
Esperamos sinceramente que esta comunicação possa merecer a V. melhor compreensão porque não há uma única palavra do que acima escrevemos que não seja sentida e verdadeira.

Xtravel
Xtravel respondeu à reclamação de Marta Sofia
há 5 meses
Sem resolução
Nova resposta
Xtravel

Xtravel - Devolução da viagem de finalistas

Boa tarde,

No seguimento do comunicado abaixo enviado para todos os emails registados, e por forma a requerer a intervenção da Comissão Arbitral para acionamento do Fundo de Garantia de Viagens e Turismo, deverá remeter o respetivo formulário disponível através da plataforma constante no link: https://business.turismodeportugal.pt/pt/Planear_Iniciar/Como_comecar/Agencias_Viagem_Turismo/Paginas/Fundo-de-Garantia-de-Viagens-e-Turismo-FGVT-informacao-ao-consumidor.aspx

Na área de cliente estão disponíveis Voucher e Faturas e Recibo.

Caso encontre alguma contingência na visualização e/ou download dos mesmos contacte-nos para geral@xtravel.pt indicando nome completo, email de registo e escola/grupo por onde foi efetuado o registo.

Segue também os contactos do Turismo de Portugal

/ Contactos gerais:
E-mail: info@turismodeportugal.pt; (contacto preferencial)
Telefone: 211 140 200

View this email in your browser












Caro(a) Cliente,
Esta é a comunicação mais difícil das nossas vidas. Em Março de 2020 víamo-nos com o maior número de clientes que alguma tivemos e preparava-se a Xtravel para oferecer aos seus Clientes o maior e mais diversificado evento que alguma vez tinham tido a oportunidade de usufruir.
É por isso que hoje nos dirigimos a vocês sem contemplações e sem ter de pensar muito no que escrever. É impossível pensar que um evento desta magnitude, organizado fora do país e envolvendo milhares de pessoas, Cruz Vermelha Portuguesa, hotéis estrangeiros, apartamentos, 6 palcos temáticos, Djs, dezenas de artistas, segurança privada, centenas de autocarros, Câmaras Municipais espanholas, proteção civil espanhola, Guardia Civil Espanhola, Policia Nacional Espanhola, etc., possa ser produzido e organizado com um, dois ou três meses de antecedência.
A organização de um evento desta dimensão exige longos meses de preparação prévia, o envolvimento de inúmeros colaboradores e reservas antecipadas e, por isso, a alocação de meios para cobertura de todos os custos e pagamentos antecipados a fornecedores. É assim neste evento, como é em todos os que envolvam uma organização similar. E é por isso que perante a Pandemia e a notícia de que não poderia ser realizado o festival em 2020, a Xtravel viu-se, a partir daí, num caminho sem saída e para o qual a única solução resultou da Lei que nos permitiu ter esperança na resolução do problema com o qual nos vimos confrontados. Cumprimos a lei, com muito esforço e dedicação emitimos todos os vouchers a todos os clientes e deitámos mãos à obra. Reunimos com Bancos. Reunimos diversas vezes com a Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo, desdobrámo-nos em contactos telefónicos com potenciais investidores e tivemos seis reuniões com a Secretaria de Estado do Turismo sempre na tentativa de cumprirmos com os nossos compromissos perante os nossos clientes.
Quando criámos a Xtravel, sabíamos dos riscos inerentes à atividade desenvolvida. Riscos associados a um evento, cancelamentos, acidentes etc., tudo isto potenciado pelo facto da receita desta empresa se concentrar na organização deste único evento. Mas nunca ninguém previu ou pôde prever uma Pandemia que agitasse o mundo e desafiasse por tempo indeterminado o mercado a esforços hercúleos para alcançar soluções de equilíbrio que permitissem a sobrevivência da economia mundial.
Quando as autoridades de saúde internacionais declararam oficialmente a Pandemia mundial Covid-19, a Xtravel preparava-se para ter o seu melhor ano desde a sua existência, um número recorde de clientes, não tinha dívidas, nem era expectável que os seus clientes regressassem do festival com outro feedback que não aquele que os clientes do ano anterior nos ofereceram: “Foi a melhor semana das nossas vidas.”
Infelizmente, apesar do enorme esforço que desenvolvemos ao longo destes meses, não foi possível encontrar uma solução que pudesse viabilizar a continuação da Xtravel com o consequente e imediato reembolso do montante dos vouchers a quem assim o pretendesse. Os financiamentos bancários pedidos foram negados, das linhas disponibilizadas pelo Estado, apenas uma muito recente nos enquadrava como elegíveis. Tudo fizemos para recorrer a essa linha, mas também essa porta se fechou por recusa da entidade bancária associada.
E é por tudo isto que hoje nos dirigimos a todos aqueles por quem temos o maior respeito e por quem empregámos toda a nossa energia nestes últimos meses, para comunicar que a Xtravel, apesar do esforço, não tem condições para proceder ao reembolso imediato dos vouchers, não lhe restando outro caminho que não o de se apresentar à insolvência.
Pesa-nos a incerteza do nosso futuro e das pessoas que de nós dependem. Aos nossos Clientes cancelaram a viagem, a nós o futuro. Mas não nos cancelarão a honra e a dignidade, e é por isto que nada temos a temer. Refutamos todas as insinuações e acusações de caráter difamatório que nos têm sido dirigidas e relativamente às quais agiremos munidos de todos os meios legais para a defesa do nosso bom nome, honra e consideração. Devemo-lo às nossas famílias e a todos aqueles que nos apoiaram no que tem sido a maior batalha das nossas vidas.
Aproveitamos ainda a presente comunicação para referir que as facturas e vouchers estão disponíveis para download na sua área de cliente no nosso site (www.xtravel.pt ) e todos os recibos relativos às mesmas estão a ser carregados na sua área de cliente e estarão disponíveis até ao final da semana.
Resta-nos, por fim, informar os nossos Clientes que perante a impossibilidade de procedermos ao reembolso imediato conforme imposto e de forma a reaverem os valores despendidos, poderão recorrer ao pagamento do voucher através do fundo de turismo, apresentando todos os documentos disponibilizados na sua área de cliente, tal como indicado pelo Turismo de Portugal neste link - * PROIBIDO *://business.turismodeportugal.pt/pt/Gerir/covid-19/Paginas/covid-19-info-complementar/vales-emitidos-agencias-viagens-turismo-decreto-lei-17-2020-23-abril-info-viajantes-consumidores.aspx
Esperamos sinceramente que esta comunicação possa merecer a V. melhor compreensão porque não há uma única palavra do que acima escrevemos que não seja sentida e verdadeira.

Carregar mais